Conta Loios

postais

Rosto do Ano 2019 na área Ambiente
Agrupamento da CNE 690 – conhecer e valorizar o património natural e ribeirinho do Barreiro

Rosto do Ano 2019 na área Ambiente<br />
Agrupamento da CNE 690 – conhecer e valorizar o património natural e ribeirinho do Barreiro A preocupação com a natureza o motivar os membros do Agrupamento e familias na defesa do ambiente é uma prátca regular que marca a identidade do Agrupamento 690 CNE Barreiro.

O Agrupamento, com sede na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, juntou dezenas de pessoas numa ação de voluntariado visando a limpeza de todas as praias do concelho.

O Agrupamento 690 Barreiro do Corpo Nacional de Escutas - Escutismo Católico Português (CNE) ao longo dos anos tem organizado na Mata Nacional da Machada, a Corrida de Orientação, uma iniciativa aberta à participação de todos.
Uma actividade que não tem carácter competitivo, apenas visa envolver as família na descoberta e no conhecimento do importante património natural do concelho do Barreiro que é a Mata da Machada.
A preocupação com a natureza o motivar os membros do Agrupamento e familias na defesa do ambiente é uma prática regular que marca a identidade do Agrupamento 690 CNE Barreiro.

No ano 2019, mais uma vez mantendo viva essa vertente ecológica e consciência ambientalista com décadas, o Agrupamento 690 promoveu uma jornada de «Limpeza de Praia - Cidadania Ambiental», integrada no Empreendimento sobre Oceanos de Plástico, cujo objectivo foi envolver a comunidade do Barreiro e sensibilizar a comunidade para o problema da poluição plástica dos mares.

O Agrupamento 690 com sede na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, no Barreiro, juntou dezenas de pessoas em família, em grupos e individualmente numa acção de voluntariado, através da qual foi exercida a cidadania ambiental e, desta forma, dado um contributo para um mundo melhor, concretizando-se um acto de limpeza das praias do concelho.

Participaram 40 voluntários e 60 escuteiros, em acções que decorreram em todas as praias do concelho do Barreiro, do Mexilhoeiro à Quinta de Braamcamp, de Alburrica à Copacabana e também Palhais.
Nesta operação foi recolhido lixo que encheu mais de quarenta sacos de 70 litros.

Este contributo voluntário na valorização e preservação do espaço ribeirinho, através do qual é lançado o alerta para que se reconheça a importância deste património valioso, quer para a cidade, quer para o concelho do Barreiro, é merecedor de destaque, e, justamente é atribuído ao Agrupamento 690, a distinção de «Rosto do Ano 2019 na ártea do Ambiente».

25.01.2020 - 10:31

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.