Conta Loios

postais

Barreiro - Fernando Mota apresenta Augusto Cabrita
«É o nosso Ronaldo da fotografia».

Barreiro - Fernando Mota apresenta Augusto Cabrita<br />
«É o nosso Ronaldo da fotografia». No âmbito do Ciclo de Encontros que tem vindo a decorrer no Espaço Memória, no Parque Empresarial da Baía do Tejo, tendo como objectivo divulgar os fotógrafos do Barreiro, ontem à tarde, Fernando Mota, deu a conhecer alguns aspectos da vida e obra do Mestre Augusto Cabrita.

Fernando Mota, recordou que nas sessões anteriores foram divulgados os trabalhos dos Irmão Resende e Mário Costa Mano, fotógrafos do Barreiro do inicio do século XX.
“Eu faço parte de uma geração que não conheceu Augusto Cabrita”, referiu Fernando Mota, salientando a importância de recordar as obras de fotógrafos que registaram a memória do Barreiro e que se não forem recordados serão esquecidos.

Visão não identificou fotografias de Augusto Cabrita

Fernando Mota, deu o exemplo de um edição da revista «Visão» dedicada a Amália Rodrigues, na qual estão publicadas diversas fotografias da diva do fado, mas, apesar de identificadas como sendo o seu autor o fotógrafo Augusto Cabrita, naquela publicação não era referenciado o nome do fotógrafo barreirense.

Deixar de falar dele é cair no esquecimento

Fernando Mota salientou que é importante divulgar a obra de Augusto Cabrita, que tendo no concelho do Barreiro, uma escola com o seu nome, e também um Passeio Ribeirinho e o Auditório Municipal, as gerações de hoje não o conhecem – “deixar de falar dele é cair no esquecimento”.
No decorrer da sessão, foram apresentadas fotografias do fotógrafo Resende da infância e familia de Augusto Cabrita, nomeadamente da Fundição «Cabrita& Santos», do pai de Augusto Cabrita.
Foi divulgada a noticia publicada no jornal «Acção» do nascimento do menino Augusto, assim como um poema que lhe foi dedicado, escrito após o seu nascimento, pelo seu tio João Azevedo do Carmo.

Capas de discos com fotografias de Augusto Cabrita

Fernando Mota divulgou diversas fotografias de Augusto Cabrita, que estão no espólio da Câmara Municipal do Barreiro, quer do Salão de Arte Fotográfica, organizado pela CUF, que de outros arquivos.
Referiu as muitas capas de discos com fotografias de Augusto Cabrita, desde Amália Rodrigues, Francisco Fanhais, Carlos Paredes ou Luis Goes. Recordou que na RTP existem diversos filmes de Augusto Cabrita.
Fernando Mota, sublinhou que Augusto Cabrita - «é o nosso Ronaldo da fotografia».

Augusto Cabrita (1923-1993)

Augusto Cabrita (1923-1993) , com uma carreira repleta de sucessos, tanto ao nível da fotografia, como do cinema, Augusto Cabrita foi um dos grandes nomes da imagem do século XX em Portugal.
A Câmara Municipal do Barreiro e o Concelho ao longo dos anos têm reconhecido esse papel, ao ter atribuído o seu nome ao Auditório Municipal, ao passeio marginal da avenida Bento Gonçalves (vulgo “avenida da Praia”), a uma escola e mais recentemente numa grande pintura mural num edifício no largo Alexandre Herculano.
Em 1985, foi distinguido com o Grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.
Em 1986, recebeu o Medalhão Barreiro Reconhecido na Área da Cultura Artes e Letras e em 1991, a Medalha de Mérito Distrital. Foi ainda distinguido com variados prémios pelo seu trabalho em Cinema e Televisão.

VER FOTOS

https://www.facebook.com/pg/jornalrostos/photos/?tab=album&album_id=10156805196567681

10.02.2020 - 01:03

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.