Conta Loios

postais

Ex-libris da modernidade do concelho do Barreiro
Parque da Cidade vai vandalizar-se?

Ex-libris da modernidade do concelho do Barreiro<br />
Parque da Cidade  vai vandalizar-se?<br />
Paulina Santos, uma leitora do jornal Rostos, cidadã activa e, desde sempre, interveniente na vida da cidade, enviou-me uma nota, que editou na sua página do facebook, que, neste postal reproduzo, por considerar de grande importância para que se tomem medidas que contribuam para a melhoria da qualidade de vida.

Uma nota que, registei, mereceu comentários de diversas pessoas idóneas que vivem na proximidade e que, sublinham já vivem com um sentimento de insegurança quando decidem passear por aquele local.
Aqui fica o texto de Paulina Santos, diz tudo, interroga tudo, para já, nada mais existe para a acrescentar. È um registo de quem vive e sente. É um registo de quem não desiste de ter cidadania activa.

Texto

«Um dos ex libris da cidade do Barreiro é também o Parque da Cidade que é um espaço agradável para nos sentirmos bem e recuperarmos forças para enfrentar uma nova semana de trabalho ,,,
Assim fiz no passada fim de semana ,,,
Eis que sou confrontada com um alerta de companheiro de passeio que me alertou para frequentes assaltos nesta zona do parque da cidade que acontecem na zona da parte da ligação a zona dos Casquilhos !
Na anterior gestão CDU no tempo da Troika foi suspensa a existência de seguranças no referido parque por motivos financeiros e a partir daí a insegurança iniciou se !
E agora tudo continua na mesma com tendência ao agravamento com a eminente crise social que aí está !
O que dizem os responsáveis autárquicos ?
Tem conhecimento desta insegurança ?
Vão tomar medidas ?
O Parque da cidade vai vandalizar-se ?
Gostava que alguém averiguasse o que se está a passar ?»

Vamos acompanhar o assunto. Certamente que este é já o ‘leit motiv’ para trazer para agenda da vida politica local, os temas da Policia Municipal e da videovigilância, que, normalmente, vem logoo atrelado aos preconceitos ideológicos, que de imediato é um caminho de inquinar um debate que devia ser sereno e cujo interesse, mesmo tendo uma qualquer paternidade partidária, é uma matéria sobre a qual se deve reflectir, analisar contextos e tomar decisões que podem ser diferentes, ou não, o importante, o essencial é que se valorize e defenda o bem comum, esse, que está, sempre esteve, sempre estará, acima de guerrilhas partidárias. Se a proposta do PSD for o melhor caminho, porque adiar? Se a solução de imediato for adoptar as medidas existentes, antes da troika, porque não retomar? Foi tão criticada esta medida de acabar com a segurança privada no Parque. Então, e agora?

Uma cidade é de todos, é para todos e por todos deve ser discutida. Um lindo lema, que adorei, nasceu na cabeça de Cabós Gonçalves, foi amplamente difundido por Aires de Carvalho, assumido por Emidio Xavier e generalizado por Carlos Humberto.
Gosto. Uma cidade é de todos, por todos deve ser discutida.

S.P.

27.05.2020 - 09:39

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.