Conta Loios

postais

Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca
António Gonçalves Ventura do Barreiro recebe Menção Honrosa
. «O eterno ciclo da vida ao ritmo das estações do ano: contos didáticos»

Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca<br />
António Gonçalves Ventura do Barreiro recebe Menção Honrosa <br />
. «O eterno ciclo da vida ao ritmo das estações do ano: contos didáticos» O júri do Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca, promovido pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém ,deliberou atribuir duas menções honrosas, a primeira à obra “O eterno ciclo da vida ao ritmo das estações do ano: contos didáticos”, da autoria de António Gonçalves Ventura, historiador do Barreiro.

Ontem, dia 17 de outubro, na Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca, em Santiago do Cacém realizou-se a cerimónia de entrega do prémio da XIII Edição do Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca.
A obra premiada “Contos de Macau” é da autoria de João Morgado, sob o pseudónimo de Liang.

O júri da XIII Edição do Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca foi constituído por Luís Machado, secretário-geral da Associação Portuguesa de Escritores, tem desenvolvido nos últimos anos uma intensa atividade como animador cultural, particularmente na divulgação da poesia. Homem de cultura, foi ator, jornalista e crítico de cinema; Manuel Frias Martins, presidente da Associação Portuguesa de Críticos Literários, ensaísta, professor universitário e crítico literário e Miguel Real, professor, escritor, ensaísta e crítico literário, possui uma vasta obra dividida entre o ensaio, a ficção e o drama.

O júri deliberou atribuir duas menções honrosas às seguintes obras:

“O eterno ciclo da vida ao ritmo das estações do ano: contos didáticos”, da autoria de António Gonçalves Ventura, assinada sob o pseudónimo Simão Alves Casal. (António Gonçalves Ventura é historiador, do Barreiro, com obra publicada).

“A pele é um incêndio”, da autoria de Maria Teresa T.G. Branco, assinada sob o pseudónimo A. Branco.
O primeiro prémio do concurso recebe um valor pecuniário de quatro mil euros e a obra será editada pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém.

18.10.2020 - 14:12

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.