Conta Loios

postais

Recomendação do Grupo Municipal do PSD Barreiro
BOM SENSO E PRUDÊNCIA NA GESTÃO DO MUNICÍPIO, EM ESPECIAL EM TEMPOS DE PANDEMIA
. Reprovada

Recomendação do Grupo Municipal do PSD Barreiro<br />
BOM SENSO E PRUDÊNCIA NA GESTÃO DO MUNICÍPIO, EM ESPECIAL EM TEMPOS DE PANDEMIA<br />
. Reprovada Na reunião da Assembleia Municipal do Barreiro, realizada ontem à noite, foi reprovada uma recomendação, apresentada pelo PSD, sobre o tema :~BOM SENSO E PRUDÊNCIA NA GESTÃO DO MUNICÍPIO, EM ESPECIAL EM TEMPOS DE PANDEMIA.

O documento obteve os votos favoráveis do PSD e CDU. E os votos contra do BE, PAN, PS e MCI.

Na reunião da Assembleia Municipal do Barreiro, realizada ontem à noite, no Pavilhão Vítor Domingues, do Grupo Desportivo Fabril, foi aprovada uma recomendação, apresentada pelo PSD, sobre BOM SENSO E PRUDÊNCIA NA GESTÃO DO MUNICÍPIO, EM ESPECIAL EM TEMPOS DE PANDEMIA.

O documento dos socias democratas foi reprovado com o voto contra do PS, MCI, PAN e BE e, os obteve os votos favoráveis da CDU e PSD..
Divulgamos o texto integral do documento que, entretanto, foi remetido para a nossa redacção por Vitor Castro Nunes, lider de bancada do PSD, na Assembleia Municipal do Barreiro.

RECOMENDAÇÃO

BOM SENSO E PRUDÊNCIA NA GESTÃO DO MUNICÍPIO, EM ESPECIAL EM TEMPOS DE PANDEMIA

Autarcas de diversos partidos têm chamado a atenção para a conveniência, no presente contexto de pandemia e face à insuficiência das respostas do Governo, de a gestão do município do Barreiro ser especialmente sensata e prudente.

Nada tendo contra a obra e o investimento sustentável, em particular daquele que qualifique, que melhore a qualidade de vida dos cidadãos e ajude a projetar uma estratégia de reabilitação e desenvolvimento do concelho do Barreiro, parece evidente, nesta fase, que algumas obras deverão ser reprogramadas, permitindo a criação de uma reserva orçamental e financeira significativa destinada a apoiar cidadãos, famílias, estabelecimentos, IPSS, empresas, coletividades e associações barreirenses.

Perante o drama económico e social originado pela pandemia, não pode o Barreiro, não podem os autarcas barreirenses virar a cara às dificuldades crescentes de muitos barreirenses para pagar, por exemplo, alimentos, vestuário, habitação e medicamentos.

Temos todos de estar à altura das nossas responsabilidades, nesta conjuntura tão extraordinária.

Em especial, não deve a Assembleia Municipal, casa da democracia, deixar de fazer ouvir a sua voz e dar-se ao respeito em tão dramáticas circunstâncias.

É inequívoco que o conhecimento e prestígio da Assembleia Municipal devem ser reforçados junto da comunidade. É também inequívoco que a existência de melhores condições logísticas não deixará de dignificar o trabalho da Assembleia Municipal.

Não obstante, o prestigio vale e deve valer muito mais pela substância do que pela forma, pelo teor das deliberações do que pela qualidade das instalações. Mais pão e menos imagem!

E é neste sentido que a Assembleia Municipal do Barreiro, reunida a 25 de fevereiro de 2021, delibera recomendar à Câmara Municipal do Barreiro:

a) Que suspenda e reprograme algumas das obras anunciadas pelo Município e crie, em contrapartida, uma reserva orçamental e financeira significativa destinada a apoiar cidadãos, famílias, estabelecimentos, IPSS, empresas, coletividades e associações barreirenses;

b) Que entre essas referidas obras a ser suspensas não deixe de incluir as projetadas para o Armazém de Víveres, pertencente à IP – Infraestruturas de Portugal e que o Município pretende afetar, no todo ou em parte, ao funcionamento desta Assembleia Municipal.

O Grupo Municipal do PSD – Partido Social Democrata.

Nota- Divulgaremos os documentos apresentados na AMB, desde que os mesmos sejam remetidos para a nossa redacção.

26.02.2021 - 17:28

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.