Conta Loios

postais

Projecto «Passeio dos Poetas» no Polis Barreiro
Faz saltar a poesia da sala de aula para a rua

Projecto «Passeio dos Poetas» no Polis Barreiro<br />
Faz saltar a poesia da sala de aula para a rua No POLIS Barreiro nasceu o «Passeio dos Poetas», um projecto dinamizado por duas professoras da Escola Secundária de Santo André – Sandra Chambel e Manuela Rocha.

A ideia nasceu a partir do programa leccionado no 9º ano, relativamente a poetas e autores portugueses, nesse sentido procurou-se desenvolver uma abordagem dos poetas trabalhados em sala de aula e transportar esse estudo para o POLIS.
“A ideia é fazer saltar a poesia da sala de aula para o exterior e poder partilhar com toda a comunidade, com todos os barreirense”, sublinhou Sandra Chambel.
“Esta é uma oportunidade de nos lembrarmos dos poetas quando passeamos neste espaço tão bonito”, acrescentou.
O trabalho resultou da pesquisa dos alunos que escolheram os poetas que, posteriormente, foram desenhados no chão do «PASSEIO DOS POETAS DO POLIS».
Através do telemóvel acesso à obra dos poetas

Manuela Rocha, salientou que este projecto integra alunos de Sociologia do 12º ano, dando ao projecto uma marca colaborativa e interdisciplinar, entre alunos do secundário e os alunos do 3º ciclo.
Sublinhou que os seus alunos fizeram um trabalho de pesquisa sobre os poetas barreirenses e expressou o desejo que este projecto seja, um produto cultural e uma herança para gerações vindouras.
“Este passeio não foi escolhido aleatoriamente, ele vem do rio, força vital e é um passeio que se dirige para a nossa ESSA”, disse Manuela Rocha.
Como estamos num mundo digital isto não fica só pela pintura dos poetas, junto a cada poeta existe o «códex», para através do telemóvel, tem acesso à obra e à vida quinze poetas que integram o «Passeio dos Poetas». Este um contributo de Miriam, uma aluna da área da Animação Cultural.

Esta é uma forma de prender os jovens à terra

No decorrer da manhã do Dia 1º de Maio – Dia do Trabalhador e Dia da Mãe – enquanto uns alunos pintavam os poetas, outros distribuíam poemas, e, as pessoas observavam e liam os poemas.
É gratificante sentir que aquilo que trabalhamos na sala da aula vem para a rua ao encontro das pessoas e no futuro quando eles passarem aqui vão ter uma grande alegria – “esta é uma forma de prender os jovens à terra

VER FOTOS

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.10158550925287681&type=3

03.05.2022 - 18:21

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.