Conta Loios

postais

Da Moita para a Direcção-Geral do Património Cultural
Victor Manuel da Silva faz doação do seu legado documental digital
. A paixão de uma vida

Da Moita para a Direcção-Geral do Património Cultural<br />
Victor Manuel da Silva faz doação do seu legado documental digital<br />
. A paixão de uma vida<br />
. O espólio documental de Victor Manuel Silva foi transferido para 19 pens

Victor Manuel Dias da Silva, documentalista e apaixonado pela história local fez a doação do seu legado documental digital à Direcção-Geral do Património Cultural.
A História é a sua paixão, passando grande parte do seu tempo na Torre do Tombo, Biblioteca Nacional, Arquivo Distrital de Setúbal, e em outros arquivos nacionais e particulares.

O legado documental digital de Vítor Manuel Silva foi entregue à Direcção-Geral do Património Cultural através do SIPA – Sistemas de Informação para o Património Arquitectónico.
O espólio documental de Victor Manuel Silva foi transferido para 19 pens, facto se, só por si, dá para perceber a dimensão do seu fundo documental, composto pela versão digital dos livros que editou, assim como inúmeros documentos e respectiva leitura paleográfica, relativos à história do concelho da Moita, às figuras em destaque, actividades, registos paroquiais, toponímica, edifícios e estrutura da região.
O legado documental doado ao SIPA irá incorporar o arquivo daquela instituição e futuramente poderá vir a ser disponibilizado no site institucional do SIPA - Direcção-Geral do Património Cultural.

Breves dados biográficos

Victor Manuel Dias da Silva, é natural da Moita do Ribatejo, onde nasceu em 6 de Janeiro de 1936.
A sua infância foi pobre, tinha um ano quando ficou sem pai, já em Palmela onde passou a viver, até aos 3 anos, e posteriormente foi viver para Setúbal.
Na “Casa Bocage” fez teatro e cantou, tendo aos 9 anos cantado na Praça de Toiros Carlos Relvas, em Setúbal , ao lado da consagrada fadista Hermínia Silva.
Aos 12 anos voltou para a sua terra natal, trabalhou na cortiça e posteriormente entrou para as Oficinas Gerais da CP, do Barreiro. Foi Canalizador na Câmara Municipal da Moita até 1974, ano em que entrou para a Setenave, até se aposentar em 1997.
Victor Manuel Dias da Silva, é um autodidacta e ao longo da sua vivência tem prestado ao Concelho da Moita relevantes serviços em matéria de História Local.

É de sua autoria a investigação que se refere ao documento mais antigo para o Concelho de Alhos Vedros (1236-1293) já publicado em vários jornais, bem assim como o 1.º documento que fala da Mouta, data de 1355.
Tem desenvolvido ação meritória na divulgação das memórias taurinas da Moita, investigou e publicou em vários jornais e revistas as biografias das grandes figuras do Concelho da Moita.

Da sua obra, constam vários livros, a saber: “Toponímia da Vila da Moita”; “Contributos para a História Local do Concelho da Moita, Volumes I e II”; “As Visitações da Ordem de Santiago ao Concelho de Alhos Vedros e da Moita”; “Compromisso de Pero Vicente”; “1.º Centenário, A República na Moita”; “União Desportiva Cultural Banheirense”: “O Lugar da Banheira e as Suas Origens”; “Gente da Nossa Terra”, “Foral de Alhos Vedros”; “Poetas do Nosso Concelho”; Moita Terra de Toureiros Onde a Tradição se Mantém.
Presentemente tem em mãos vários livros já concluídos, que aguardam a disponibilidade financeira para serem editados.
A História é a sua paixão, passando grande parte do seu tempo na Torre do Tombo, Biblioteca Nacional, Arquivo Distrital de Setúbal, e em outros arquivos nacionais e particulares.

Possui um espólio documental sobre o Concelho da Moita, de relevante interesse, que doou ao Arquivo Histórico da Câmara Municipal da Moita, em 12 de Setembro de 2017.
Em 22 de Março deste ano, como referimos, doou a Sistema de informação para o Património Arquitetónico (SIPA), sediado no Forte de Sacavém e integrado na Direção Geral do Património Cultural, o seu espólio documental digital.

11.06.2022 - 15:50

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.