Conta Loios

postais

Rosto do Ano 2022 – Área VETERANO
Leal da Silva

Rosto do Ano 2022 – Área VETERANO<br>
Leal da Silva A distinção ROSTO DO ANO VETERANO pretende destacar uma personalidade que pela sua acção, pela sua vida, deu um contributo para valorizar o concelho do Barreiro, enriqueceu a nossa vida colectiva e é um exemplo de vida.

Leal da Silva, o engenheiro, como todos o conhecem veio viver para o Barreiro no ano de 1961, para exercer funções na CUF, na Fábrica dos Ácidos e fez desta a sua terra.

José Miguel Leal da Silva, nasceu no dia 8 de Junho de 1937, A sua biografia refere que nasceu às 19h30, na então freguesia de Santa Maria, concelho de Vila Nova de Gaia, distrito do Porto.
Leal da Silva veio para viver para o Barreiro no ano de 1961, para exercer funções na CUF, num tempo que a CUF empregava milhares de pessoas, acima de 10 mil ou 11 mil trabalhadores. A Fábrica de ácido Sulfúrico foi a sua fábrica, onde exerciam funções entre 800 a 900 trabalhadores.
“Na CUF eramos uma equipa de alto abaixo. Existia diálogo entre todos. Só com a colaboração de todos foi possível fazer o que fizemos. Conseguíamos trabalhar em equipa para sermos, no Barreiro, nesse tempo, o maior produtor europeu de ácido sulfúrico. Fizemos verdadeiras proezas.”, recordou, um dia, numa entrevista ao jornal Rostos.
A Fábrica foi a sua cultura, o lugar onde cultivou amizades e o respeito, pela sua serenidade.

Leal da Silva foi candidato à Presidência da Câmara Municipal do Barreiro, pelo Partido Socialista, tendo sido eleito vereador. O seu resultado eleitoral anunciou a futura vitória do PS, conquistada por Emidio Xavier.
A vida de Leal da Silva é ela mesma uma lição de história do Barreiro. Uma lição de vida. Aprendeu esperanto com um ferroviário. Integrou a equipa que, há 59 anos, motivou a criação da Biblioteca Municipal do Barreiro.
Viveu sempre de forma activa a vida cultural do concelho, investigador, académico, com várias licenciatura, por exemplo, Direito e Antropologia.

Leal da Silva, cidadão do Barreiro, homem exemplar, culto, humilde, com valores e pensamento, por vezes fora da caixa, um jovem a caminho dos 86 anos, recebe a distinção, ROSTO DO ANO VETERANO.

Recorde-se que, a distinção «Rostos do Ano» é atribuida anualmente pelo jornal «Rostos», sendo resultado de uma decisão colegial assumida por um colectivo composto por : António Oliveira, jornalista da Lusa; Ana Lourenço Monteiro, ex-Directora do Jornal do Barreiro e António Sousa Pereira, Director do jornal «Rostos».

13.01.2023 - 15:52

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2023 Todos os direitos reservados.