postais

Barreiro presente na manifestação da CGTP- IN
“A praça dos restauradores não chegou para tanta gente”

Barreiro presente na manifestação da CGTP- IN<br />
“A praça dos restauradores não chegou para tanta gente” Um dia depois de uma greve que abrangeu diversos sectores de actividade a nível nacional, a CGTP-IN convocou uma manifestação para Lisboa, que decorreu ontem, com duas concentrações iniciais – uma do sector privado e outra do sector público.

Na Praça do Saldanha registou-se concentração do sector privado, enquanto o sector público concentrou-se nas Amoreiras. Os dois sectores juntaram-se na Praça do Marquês Pombla, descendo pela Avenida da Liberdade até à Praça dos Restauradores.

Esta manifestação da CGTP Intersindical contou com participação de milhares de pessoas oriundas de diversos O protesto visou reivindicar aumentos dos salários e das pensões, assim como a exigência de serem tomadas medidas, pelo governos, para que as pessoas possam suportar o aumento do custo de vida.

“A praça dos restauradores não chegou para tanta gente, tendo ficado o final da Manifestação a meio da Avenida da Liberdade”, comentou para o jornal Rostos, António Matias, leitor barreirense, que marcou presença na manifestação.
Uma manifestação de protesto e de cultura com a presença de animação do espaço público por diversos grupos desde bombos a grupos – “a manifestação também trouxe a cultura para a rua”, disse.

Na Praça dos Restauradores foram escutadas intervenções de representantes da CGTP Intersindical e da InterJovem.
No seu discurso, a líder da CGTP, Isabel Camarinha, expressou o seu regozijo pela forte adesão a esta manifestação.
“O Barreiro esteve presente”, comentou António Matias.

19.03.2023 - 11:25

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2024 Todos os direitos reservados.