Conta Loios

entrevista

Barreiro - Faustino Mestre, Presidente da Direcção do GD Fabril
«Esta casa tem que estar destinada a andar nos campeonatos nacionais»

Barreiro - Faustino Mestre, Presidente da Direcção do GD Fabril<br />
«Esta casa tem que estar destinada a andar nos campeonatos nacionais». Um título da distrital para esta casa é quase ofensivo.

. Pensar sempre que este clube enquanto não voltar à 1ª Divisão o seu projecto está inacabado

“Não vale a pena andarmos sempre a pensar no passado, e a falar no passado, se continuarmos a andar na Distrital”, sublinhou Faustino Mestre, presidente da Direcção do Grupo Desportivo Fabril do Barreiro, que, ontem garantiu a subida ao Campeonato de Portugal e sagrou-se campeão distrital de Setúbal da 1ª Divisão de Seniores.

Ontem, no Estádio Alfredo da Silva, o Grupo Desportivo Fabril do Barreiro, recebeu o União Cultural e Desportivo Banheirense, jogo da 27ª Jornada do Campeonato da 1ª Divisão de Seniores da Associação de Futebol de Setúbal.
O Grupo Desportivo Fabril venceu por 6-0, tendo com esta vitória, conquistado o título de campeão distrital e garantido a subida ao Campeonato de Portugal.
Foi num clima de festa que os adeptos do Fabril festejaram o regresso do clube aos campeonatos nacionais.

Ninguém faz nada sozinho

No final do jogo, Faustino Mestre, presidente
da Direcção do Grupo Desportivo Fabril do Barreiro, sublinhou ao jornal «Rostos» - “Se eu não dissesse que estou contente, que estou satisfeito, que estou orgulhoso desta equipa, não só dos jogadores, não só do posto médico, não só desta gente toda que me acompanha, de todos os órgãos de direcção, de todos os órgãos sociais do clube, estamos todos de parabéns.
O meu lema, desde que entrei, nesta casa, pela primeira vez em 2003, foi sempre o mesmo: ninguém faz nada sozinho. Quem pensa que faz alguma coisa sozinho, está destinado ao fracasso”.

Um título da distrital para esta casa é quase ofensivo.

“Estou contente, estou satisfeito, mas, é preciso sempre ressalvar que um título da distrital para esta casa é quase ofensivo. Esta casa tem que estar destinada a andar nos campeonatos nacionais, a lutar por alguma coisa que dignifique o seu passado.
Não vale a pena andarmos sempre a pensar no passado, e a falar no passado, se continuarmos a andar na Distrital.
Eu tive a felicidade, nesta casa, de passar seis anos nos nacionais desde que fui cá presidente, vou voltar novamente aos nacionais, e, espero, nunca mais ver o Fabril nos distritais, porque é ofensivo, um clube com esta dimensão andar a jogar nos campeonatos distritais, sem desprimor dos adversários contra quem nós jogámos, são eles que dignificam sempre as nossas vitórias, são eles que honram as camisolas que vestem, mas, não quero voltar ao distrital.”, disse Faustino Mestre.

Pensar grande é ser campeões todos os anos

“Este clube tem que estar destinado a outros voos, não querendo ser saudosista, que não sou, mas temos que por os pés assentes no chão e pensar grande, e, pensar grande é ser campeões todos os anos, é pensar para o ano ser campeão e subirmos outra vez.
Eu, este ano, não disse que ia ser campeão, disse que ia tentar ser campeão, a mesma coisa se aplica à próxima época, eu não digo que vou ser campeão, mas contém como Fabril para andar lá a lutar, lá em cima a incomodar os outros, para sermos campeões, vamos tentar, como tentámos este ano. Até ao último minuto, eu nunca deixei que, aqui dentro, ninguém fizesse festas antecipadas, não há festas antecipadas, e, para o ano, vamos tentar novamente.”, acrescentou o Presidente de Direcção do Grupo Desportivo Fabril do Barreiro.

Construtor desta grande equipa chama-se o Senhor Firmino

“A sensação que tenho hoje, é uma sensação de missão cumprida, mas, também é uma sensação de missão inacabada, porque o projecto desta casa, nunca pode estar acabado, nunca pode ter fim, o projecto para esta casa tem que estar sempre ao alcance das direcções que vierem, têm que pensar sempre que este clube, enquanto não voltar à 1ª Divisão o seu projecto está inacabado, é, para aí que a gente tem que tentar, e tentar, temos que tentar e tentar, e agradecer a todos os adeptos que hoje estiveram aí, a esta massa fantástica que, hoje, nos encheu de orgulho e de alegria, muito obrigado a todos, e aos familiares, mas, principalmente aos jogadores e, a uma pessoa que ninguém fala nele, que foi o meu braço direito e foi o construtor desta grande equipa, chama-se o Senhor Firmino,
O Senhor Firmino é um homem fantástico, um homem muito humilde, hoje não pode estar connosco, porque está a trabalhar, mas, ele é o pai desta equipa, eu apenas lhe dei asas para voar, ele voo, e os resultados estão à vista”, referiu Faustino Mestre.

VER FOTOS

https://www.facebook.com/pg/jornalrostos/photos/?tab=album&album_id=10156137133437681

06.05.2019 - 11:50

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.