Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 14 de Dezembro 2018
Por Maria Helena


A (nota) mentos - Barreiro
Uma vila com história transforma-se…num guetto do concelho!


Barreiro - Faleceu Adriano Maria
Presidente da Mesa da Assembleia Geral do CFB


Inferências - «Habemus Terminal»!
«Gostava de ver, no Barreiro, um Porto a sério»


Rosto da Semana Carlos Humberto – porque o Barreiro está primeiro

Barreiro – Sessão Rostos do Ano 2017
Assinala 17 º aniversário do jornal «Rostos»


Por dentro dos dias - Barreiro
Basta um sorriso!


COLUNISTAS
Cinquantenaire
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


MONTIJO - ESCOLA PÚBLICA
Por José Caria


Prevenir ou remediar?
Por Jorge Fagundes
Barreiro


A UBER AGRADECE
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


É falta de educação não responder às perguntas ou não cumprir o que se promete
Por Nuno Cavaco
Moita


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


BASTIDORES
Concelhia do Bloco de Esquerda da Moita
Jantar de Confraternização


JSD Barreiro organiza
«Ginjinha de Natal Solidária»


Grupo Municipal do Partido Socialista na Assembleia Municipal da Moita
Declaração de Voto Grandes Opções do Plano e Orçamento 2019


Posição do PCP quanto ao parecer da CMB
relativo ao EIA da instalação do Terminal de Contentores no Barreiro


Consulta Pública sobre o Terminal do Barreiro
Os Verdes reafirmam as suas principais preocupações face ao atual projeto


No âmbito da consulta pública do Terminal de Contentores do Barreiro
JP reconhece importância como motor de desenvolvimento económico


Sesimbra - Secção do Partido Socialista da Quinta do Conde
Organiza um almoço de Natal solidário com associações


Moita - Permuta de terreno torna possível a construção do novo quartel da GNR
Eleitos pelo Partido Socialista fizeram questão de estar presente


Barreiro - Situação dos trabalhadores da WashClean Laundries
PCP questionou o Governo


Tiago Sousa Santos Presidente da JSD Barreiro
Candidato à liderança da JSD Distrital de Setúbal


CONVERSAS DE 2 MINUTOS
Moita - Eleições na Santa Casa da Misericórdia de Alhos Vedros
Miguel Canudo candidato a Provedor


ENTREVISTA
Desconstruir aquela ideia do Barreiro coitadinho
Projecto «Start XXI» uma aposta no desenvolvimento económico


Isidro Heitor, líder do Partido Socialista na AM Barreiro
«Estou preocupado com a crispação do debate na Câmara Municipal»


AS EMPRESAS
Terminal de Contentores de Sines supera record de 2017
Correspondendo a 58% da carga contentorizada movimentada em Portugal.


Setúbal - Tróia Design Hotel prepara réveillon de sonho para toda a família
Numa das mais bonitas baias do mundo


Estão inscritos 46 estabelecimentos comerciais do Concelho do Barreiro num total de 58 montras
XVII Concurso de Montras de Natal


DESPORTO
No Pavilhão Municipal Luís de Carvalho - Barreiro
11ª Taça de Natal FabrilTramp
. Dia 16 de Dezembro


Equipa de Badminton do Luso Futebol Clube - Barreiro
Conquista 3º lugar no Torneio Regional de Equipas.


BRRnightRUNNERS promove 6.ª edição da Caminhada/ Treino Solidário de Natal
Presentes entregues às crianças e jovens da NÓS


Xadrez- Campeonato Nacional Jovens em Pombal
Santoantoniense do Barreiro com dois vice-campeões nacionais
. 3º lugar Coletivo.


Barreiro - Associação de Cicloturismo Fidalbyke
14º Passeio de S. Silvestre em BTT


PERSONALIDADES
Alexandre Teixeira do Barreiro
Distinguido com o selo de «Mentor Campeão do Ano de 2018»


AS ESCOLAS
Politécnico de Setúbal oferece teatro pelo Natal
Celebrações da quadra com crianças e idosos da comunidade local


Escola Secundária de Casquilhos - Barreiro
Percurso por terras helénicas a partir do Projeto Erasmus


Setúbal - Oficina Lu Ban Portuguesa promete ser “inspiração para o mundo”
IPS inaugurou laboratório em Indústria 4.0 em parceria com o Governo


Moita - CURSO TÉCNICO DE SOLDADURA & ESCULTOR PEDRO MARQUES
Criam «BOM VENTO» para exposição na Secretaria Geral da Educação e Ciência


REPORTAGEM
Criação do Gabinete de Apoio à Vitima no Barreiro e Moita
Concretiza décima resposta no Distrito de Setúbal na Rede Nacional de Apoio às Vítima


Barreiro - «Sonhos...e ilusões» um livro onde as palavras se cruzam e florescem
Ler e conhecer...«um coração onde muitas marés bateram»


Barreiro - Gala da Diferença
«Prémio Personalidade» atribuído a Angelina Marques
. Uma noite de emoções fortes


Construção de Túnel de 1km para ligar Lavradio ao Montijo
Permite colocar o comboio do Barreiro no aeroporto
. defende Nuno Canta


Terminal de Contentores do Barreiro em debate público
«Do ponto de vista da paisagem a situação não fica resolvida» afirma Rui Lopo


Terminal de Contentores do Barreiro poderá criar até 5000 empregos
Em Janeiro de 2019 entregue Declaração de Impacte Ambiental


MOLDURA
No Barreiro foram detidos três indivíduos
Por furto em interior de estabelecimento comercial


Vinhos certificados consumidos em Portugal
15% são da Península de Setúbal


Setúbal - Curso destinado a cuidadores informais de pessoas dependentes
Administrado por profissionais de várias valências das áreas da saúde


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
Campanha de Sensibilização «Neste Inverno se estiver doente eu ligo...»


Secretária de Estado da Saúde no Hospital do Barreiro
Inaugura novas instalações do Serviço de Urgência Geral


Plataforma Cívica Aeroporto BA6-Montijo Não
Desafia Pedro Marques para debate público na TV em canal aberto


Ação com veleiros no Tejo diz não ao projeto do aeroporto no Montijo
«Montijo com aeroporto, estuário morto»


ESCOLA CONDE FERREIRA - BARREIRO
Apresentação do livro «CONTOS E CANTOS DO RIO E DO MAR»


Na Ilha do Rato - Barreiro
«Tejo Convida» promoveu iniciativa «Ilha Limpa 2018»
. Participação de mais de 60 pessoa


Barreiro - Visita de vários projetos nacionais e internacionais
Projeto LIFE Biodiscoveries em destaque na Mata da Machada


AUTARQUIAS
Balcões do Munícipe da Moita comemoram hoje dois anos
Com mais de 217 mil atendimentos


Projeto «Mecenas de Palmela» continuou a crescer em 2018
O valor angariado cresceu ultrapassando este ano os 50 mil euros.


Pista de Gelo Solidária no Barreiro
No Parque da Cidade até dia 6 de janeiro


Barreiro - Escola Básica 1º Ciclo de Palhais
Vencedora do concurso «Figuras de Natal Ecológicas»


Juntas de Freguesia do concelho da Moita vão manter taxas e tarifas
Apesar de não ser cumprida a Lei das Finanças Locais pelo Governo


OPINIÃO
Gripe e a sua prevenção
Por Joana Peralta e Inês Silva
Barreiro


Viver plena_mente: Mindfullness
Por Sandra Pereira
Barreiro


O TERMINAL DO NOSSO DES(CONTENTAMENTO) - 4
Por Armando Teixeira
Barreiro


A caravana de «invasores» exaustos e famintos
Por Alexandra Serra
Sesimbra


Mobilidade: um problema prioritário
Tiago Sousa Santos
Barreiro


O Terminal de Contentores e o Futuro do Barreiro
Por Augusto Coelho
Barreiro


O Terminal de Contentores do Barreiro
Não nos tomem por «lorpas»!
Por José Encarnação


Era uma vez … uma promessa, um centro de saúde, mais médicos e a credibilidade …
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


A DEFESA DOS DIREITOS E PROMOÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA DO OSTOMIZADO UM NEGÓCIO DE DÚVIDAS
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Bombeiros Voluntários do Barreiro - Corpo de Salvação Pública
Eleições para o Triénio 2019/2021
. Crescer com Sustentabilidade


Bombeiros Voluntários do Sul e Sueste - Barreiro
Deixaram de transmitir qualquer informação de ocorrências à ANPC


Luso Futebol Clube – Barreiro
Festa Natal da Secção Patinagem Artística


Contrato de Comodato cede Ateliê Municipal.
ao Clube de Fotógrafos do Barreiro


ROTARY CLUB DO BARREIRO
Campos de Férias na Europa – Seleção de candidatos


LIVROS
Barreiro - Escritor Carlos Alberto Correia
Publica «URBI - poemas datados»


POSTAIS
Barreiro - Campanha de Sensibilização no Mercado do Lavradio
«Troca o Plástico»


Ana Paula Vitorino, Ministra do Mar
Há vários interessados no Terminal do Barreiro
. Empresas Chinesas


Terminal de Contentores do Barreiro
Câmara Municipal dá parecer positivo
. PS e PSD votam a favor - CD abstenção


Vão ser colocados no Barreiro
Mais 800 contentores para recolha reciclável


Rotary Club do Barreiro integra primeira mulher
Inês Costa escreve uma página na história


Barreiro - Coral TAB 25 ANOS
Uma vida de marcada pela formação musical de gerações


Barreiro – Arte Viva leva a cena peça infantil «Pinóquio»
Uma peça hilariante que envolve o público – crianças e adultos


Novas instalações da Junta de Freguesia da Moita
Rigor e poupança abrem caminho para o arranque das obras no terreno


ARTES
Barreiro - Exposição de Pintura e Escultura
Francisco Moura «Estados de Espírito»


AGENDA
Nas Bibliotecas Municipais da Moita:
Liga dos Livros, Sábados a Ler em Família e Encontro com Luísa Ducla Soares


EUROPA
ABERTURA DE CANDIDATURAS PDR 2020
26 de outubro a 8 de fevereiro 2019


Comissão Europeia regista iniciativa
sobre «Cidadania Permanente da União Europeia»


entrevista rostos.pt - o seu diário digital

Nuno Magalhães, CDS-PP de Setúbal
Vamos eleger o segundo deputado no Distrito

Nuno Magalhães, CDS-PP de Setúbal<br>
Vamos eleger o segundo deputado no Distrito. Criminalidade no Distrito de Setúbal aumentou

“A expectativa do CDS é crescer. Há dois partidos que são alternância, fazem da vida politica alternância – o PS e PSD. Temos dois partidos de protesto, que se auto excluem de qualquer solução - PCP e BE” – sublinhou Nuno Magalhães, cabeça de lista do CDS no Círculo Eleitoral de Setúbal, num almoço com o jornal “Rostos”, no Restaurante Emporio do Paladar.

“As grandes prioridades do Distrito de Setúbal são a Segurança, o apoio Social aos mais carenciados, Saúde, e, sobretudo, desenvolvimento económico e crescimento económico, para criar empregos. Estas são as quatro áreas essenciais” – sublinhou Nuno Magalhães.

Nuno Magalhães, deputado eleito pelo Círculo Eleitoral de Setúbal pelo CDS/PP e cabeça de lista nas próximas eleições legislativas foi o nosso convidado para um almoço no Restaurante Emporio do Paladar.
Foi uma conversa animada com histórias sobre o CDS na região e um diálogo que nos permitiu conhecer o homem, o seu pensamento politico e o seu orgulho por ser considerado um personalidade de referência no distrito.

Não tenho mas podia ter dupla nacionalidade

Nuno Miguel Miranda de Magalhães, nasceu no dia 4 de Março de 1972, em Luanda, Angola, onde viveu até ao inicio do processo de descolonização, no ano de 1974.
“Não tenho mas podia ter dupla nacionalidade” – refere.
No seu regresso a Portugal, foi viver para Caldas da Rainha, cidade onde frequentou o Ensino Primário e Secundário.
Refere que foi viver para Caldas da Rainha, mas podia ter vindo viver para Setúbal, cidade donde é natural o seu avô.
“É uma ironia do destino. Eu acredito no destino, se, o meu avô fosse vivo eu teria vindo viver para Setúbal, mal eu imaginava que, anos depois, seria candidato pelo Distrito de Setúbal” – recorda.

Uma adolescência à margem dos partidos

No seu tempo de estudante liceal, sublinha que nunca teve actividade política.
“Sempre fui de direita, até por influência do meu pai, que teve actividade politica no CDS. Mas, poderei dizer que fui um adolescente, não digo apartidário, porque tinha gosto pela política, mas não em função de um partido” – refere.
“A minha simpatia sempre foi pelo CDS, pelos valores que são normalmente caros à direita, a questão do sentido de Estado, da soberania, da segurança, do valor do mercado, do valor do trabalho, da importância das empresas, sempre tive essas ideias. Mas, nunca fui um militante da JP, acabei por filiar-me na JP, ainda nas Caldas da Rainha, embora já no tempo que estava em Lisboa, na Faculdade” – sublinha.
“Tinha intervenção nas associações de estudantes, mas sempre em listas independentes, com pessoas do PCP, do PS” – recorda.

Consultor Jurídico do Grupo Parlamentar

“A minha intervenção politica a sério, começa curiosamente muito tarde, nos anos 1998 ou 1999, quando fui convidado pelo meu patrono, de estágio de advocacia, Nairana Coissoró, que foi deputado pelo Distrito de Setúbal.
Quando estava a concluir o estágio, após a eleição de Nairana Coissoró – nem eu conhecia Paulo Portas – convidou-me para ser Consultor Jurídico do Grupo Parlamentar. Esta foi a minha primeira acção politicas, ainda que tenha sido do ponto de vista técnico” - sublinha.

Trabalhar com Paulo Portas foi decisivo

Sempre tive uma grande consciência politica, sempre gostei, de acompanhar a vida politica ao nível nacional e internacional, numa lógica mais de Ciência Politica e Direito Constitucional, sempre numa perspectiva muito terrena e mais filosófica.
Sempre votei no CDS. Sempre fui uma pessoa de direita. Mas nunca de uma forma militante, ao nível de militância sempre fui pouco activo.
Em 1999, quando entrei no mundo da política, não nego e tenho muito orgulho de o afirmar, ter conhecido e estar a trabalhar de perto com o Presidente do Partido, Paulo Portas.
Já era um grande admirador de Paulo Portas, nos seus tempos do jornal “Independente”, e, não nego que trabalhar com Paulo Portas foi decisivo, para começar a ter uma vida política mais activa, e de intervenção partidária.” – sublinha.

Líder Distrital de Setúbal primeiro cargo no partido

Nuno Magalhães, concorreu pela primeira vez nas eleições autárquicas, como candidato à Câmara Municipal de Óbidos.
Depois, em 2002, com a participação do CDS no Governo, assumiu o cargo de Secretário de Estado da Administração Interna.
“Nunca fui um homem de Partido, nunca assumir cargos, mas, não digo isto nem com orgulho, nem com a falta dele, mas, de facto, num fui um homem de partido” – refere.
“O primeiro cargo partidário que assumi foi em 2003, quando fui convidado, por um conjunto de pessoas de Setúbal para presidir à Distrital de Setúbal, essa foi a primeira vez, que exerci uma função política no partido, ainda, antes de ter sido cabeça de lista pelo Distrito” – salienta.
Recorda que exerceu o cargo até ao ano de 2005, ano em que o candidato à liderança do CDS/PP – Telmo Correia, foi derrotado não tendo obtido o apoio dos militantes do Distrito de Setúbal – “na política é preciso reconhecer quando perdemos e eu coloquei o meu lugar à disposição, devemos ser coerentes, e assumir, foi o que fiz, embora, sempre mantendo a minha filiação de militante do CDS na Concelhia de Setúbal, desde 2003”.

Aprendi a gostar do Distrito de Setúbal

“A minha experiência de liderança do CDS no Distrito de Setúbal foi muito boa. Em todos os processos há partes boas e partes menos boas. Há situações mais pacíficas e situações mais conflituosas.
Hoje, olho para trás, e sinto que aprendi a gostar do Distrito de Setúbal e das pessoas do Distrito.
Aprendi a ter uma visão do distrito muito diferente daquela que é apresentada, ou sentida pelo resto do país.
Quem chega ao Distrito de Setúbal, no Seixal ou no Barreiro, percebe que aqui existe um mar de oportunidades, que, por motivos, a meu ver, por um lado ideológicos, que eu respeito mas discordo, durante anos e anos, perdem-se essas oportunidades, mas, por outro lado, também os sucessivos Governos não foram capazes de olhar com olhos de quem chega e olha, como eu olhei, para o Distrito, e, de facto um Distrito que tem um mar de oportunidades, acaba por ter um mar de problemas.
Isso foi um desafio que senti, é uma responsabilidade que assumo, de poder apresentar propostas concretas, para os problemas concretos do Distrito” – sublinha Nuno Magalhães.

Um distrito com enormes potencialidades

“Este é um Distrito que tem tudo para ser um Distrito desenvolvido, de ser um Distrito com boa qualidade de vida, do ponto de vista paisagístico, do ponto de vista da diversidade de ofertas – mar, terra, praia, empresas, gente com empreendedorismo – e que, por sucessivos erros de planeamento e ordenamento do território, uns erros do ponto de vista ideológico, de um certo modelo de desenvolvimento, que respeito mas discordo, ao nível camarário, e, sucessivos erros de Governos, que olham para Setúbal como a outra margem, e não vê Lisboa deste lado”- refere.

Grandes obras vão endividar mais o Estado

Numa pergunta sobre a importância para o Distrito de Setúbal sobre as grandes obras, nomeadamente a construção do novo aeroporto e Terceira Travessia do Tejo, Nuno Magalhães, referiu - “Em momentos excepcionais como este que vivemos, é preciso que as pessoas tenham memória. Em 2009 o Partido Socialista, a CDU e o Bloco de Esquerda, negavam a existência de crise, e, queriam o avanço de grandes obras para endividar mais o Estado. Agora, dois anos depois, temos o FMI, pela terceira vez, nos últimos 30 anos, no país, por uma simples razão, Portugal não tem dinheiro para pagar os salários do mês que vem, e, o PSD, também na altura não foi muito concreto.
O único partido que foi concreto falando verdade, e, que mantém, infelizmente preferia não ter razão, que, hoje, como em 2009, o CDS pode dizer exactamente a mesma coisa que dizia, as grandes obras, Portugal não tem dinheiro para as fazer, serão comparticipadas até um certo nível por verbas da União Europeia, o resto será com dinheiro que Portugal não tem, e, são obras que não gerem necessariamente emprego no Distrito, porque sendo fruto de Concursos Internacionais são realizadas por grandes empresas de outros países, que ganham esses concursos. A mão de obra muitas vezes é internacional, e, com isto termino, essas obras iriam esgotar do ponto de vista do crédito o apoio às empresas portuguesas.
Eu prefiro, no estado em que Portugal está, e estava em 2009, quando prometeram as grandes obras, quem prometeu sabia o estado do país, e, portanto não falaram verdade aos portugueses, perante isto, repito, prefiro que o crédito vá para as pequenas e médias empresas”

Apostar nas pequenas e médias empresas

“O Distrito de Setúbal terá mais desenvolvimento quando for promovido desenvolvimento económico que aposte nas pequenas e médias empresas e se aposte na fixação de emprego no distrito.
O distrito vai deixar de ser a outra margem quando as pessoas que aqui vivem deixem de ir trabalhar para Lisboa, como infelizmente acontece nos dias de hoje, porque não têm emprego aqui na região.
Para criar emprego no distrito só é possível apoiando aquilo que significa 90% das empresas, que são as pequenas e médias empresas. São essas que, se fizerem as grandes obras, não terão acesso ao crédito por parte dos bancos, e, hoje, vivem completamente asfixiadas de impostos.
O CDS é contra as grandes obras públicas que esgotam o crédito.
Por exemplo, nós não somos contra a construção de obras como o Hospital do Seixal, que tem impacto directo na resolução de problemas concretos das pessoas da região.
Eu não sou contra as grandes obras, penso é que devem ser bem pensadas, se vale a pena investirmos num TGV, que mais que servir Portugal, vai servir para escoar os produtos da Europa a Portugal” – sublinhou Nuno Magalhães.
O deputado Nuno Magalhães afirmou-se defensor da ligação do Porto de Sines a Espanha, ao nível ferroviário.
Por outro lado, sublinhou que, a ser feita a construção da Terceira Travessia do Tejo, deve ter as componentes ferro e rodoviária.
“Sou contra a construção da Terceira Travessia do Tejo, no actual contexto do país. Deve ser feita quando Portugal tiver condições económicas” – referiu.

Grandes prioridades do Distrito de Setúbal

“As grandes prioridades do Distrito de Setúbal são a Segurança, o apoio Social aos mais carenciados, Saúde, e, sobretudo, desenvolvimento económico e crescimento económico, para criar empregos. Estas são as quatro áreas essenciais” – sublinhou Nuno Magalhães.
Defendeu a aposta na agricultura, nas pescas e no turismo de qualidade, sublinhando que existem enormes potencialidades por potenciar, salientando, que, sendo estas actividades fundamentais no desenvolvimento futuro do país, esse futuro irá passar pelo Distrito de Setúbal.

Criminalidade no Distrito de Setúbal aumentou

“Não é possível que o Distrito continue a ser notícia diariamente por actos criminosos graves, e, mesmo assim, continue a não se investir numa política de Segurança no Distrito de Setúbal” - salientou.
Referiu que o Distrito está a passos largos de se transformar o segundo distrito do país mais violento.
“A criminalidade no Distrito de Setúbal, grave e violenta aumentou, progressivamente, este é um problema gravíssimo sobre o qual é preciso tomar medidas” – referiu.

Vamos eleger o segundo deputado no Distrito

Nuno Magalhães, recordou que o país está numa “situação excepcional” e, nesta situação excepcional, os eleitores devem “dar um voto excepcional naqueles que trabalharam”.
“Acredito no trabalho como valor para vencer na vida” – sublinhou.
“A expectativa do CDS é crescer. Há dois partidos que são alternância, fazem da vida politica alternância – o PS e PSD. Temos dois partidos de protesto, que se auto excluem de qualquer solução - PCP e BE.
Temos o CDS que é um partido, não de protesto, não de alternância, mas de verdadeira alternativa.
O CDS tem crescido muito como militantes. Tem hoje 24 autarcas. Tem 13 Concelhias eleitas. Tem uma equipa regional e nacional que as pessoas reconhecem o mérito e o seu valor.
Por isso, numa situação excepcional é preciso um voto excepcional, não num clube, não num emblema, mas nas convicções.
Os votos não são dos partidos, os votos são dos eleitores, e, por isso, acho que os eleitores vão premiar o CDS, vai subir, porque merece subir, e, acredito que vamos eleger o segundo deputado no Distrito de Setúbal”.

António Sousa Pereira

17.5.2011 - 0:20
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

nome: Nuno Cavaco
comentario: O CDS não merece eleger o segundo deputado por Setúbal e para o comprovar basta ver a sua posição relativamente ao investimento em infra-estruturas e equipamentos para a região. Por outro lado, em problemas muito concretos, como por exemplo a questão do posto de atendimento da segurança social na Baixa da Banheira, ou ignoraram ou não quiseram saber!
nome: Maria Jose Lopes
comentario: Para mais segurança no Distrito de Setúbal eu vou votar CDS-PP é um dos grandes problemas desta zona. O CDS tem crescido muito e vai continuar nesse caminho para bem do nosso Distrito.
nome: Nuno Cavaco
comentario: O CDS-PP deveria mostrar a sua folha de serviço. Não basta falar é preciso fazer e estes deputados, eleitos por Setúbal, não têm cumprido a sua missão. Basta ver as folhas de serviço e verificar que votam muita coisa contra, inclusivé a construções de novos quartéis/esquadras das forças de segurança!
nome: Nuno Cavaco
comentario: Já agora, também gostaria de saber, como é que o CDS-PP, que assinou por baixo um acordo com a TROIKA, que vai gerar mais crise e desemprego, pensa criar emprego por via do crescimento ecnómico? Magia ou demagogia?
nome: André Fernandes
comentario: Lol, votar no CDS para aumentar a segurança no Distrito. Só se for com os submarinos comprados pelo líder. A verdade, é que com o CDS a única coisa que aumenta é o desemprego e o custo de vida, se não, não tinham assinado o programa da troika.
nome: francisco rosa
comentario: Quanto custaram os submarinos? Quanto custou o MInistério do Turismo no tempo de Telmo Correia?
nome: Jaime Gonçalves
comentario: Sr. Nuno Cavaco demagogia é dizer que vai restruturar a dívida pública e ao mesmo tempo criar emprego e desevolvimento económico, demagogia é ser contra ás grandes hipermercados abrirem ao Domigo e depois ser contra o fecho de uma estação dos Correios, demagogia é num país falído sem dinheiro para pagar os vencimentos dos funcionários públicos falar em investimentos para a região de Setubal! Isso é demagogia!
nome: Rogério Gouveia
comentario: Eu não ligo muito a politica por inumeras razões que não vou agora numerar , mas isso não me impede de me poder actualizar dos factos politicos , o CDS PP tem um ponto que eu revejo me neles é a quetão da segurança interna , hoje em dia no presente Portugal existe muita falta de respeito , indisciplina e falta de segurança . O unico partido que defende mais a tese da segurança interna é o CDS PP se for votar voçes vão receber o meu voto , existe zonas do nosso Portugal que estão irreconheciveis por gente não civilizada e mais não digo , mas aproveito para dizer um aparte politicos trabalhem mais e falem menos apresentem resultados.
nome: Nuno Cavaco
comentario: Demagogia é pouco fazer pelo distrito e dizer que se faz, inclusivamente votar contra o que se apregoa. Quantas vezes votou o CDS contra a construção de postos de segurança no distrito? Mesmo quando os prometeram em campanha eleitoral. Pois é, a verdade é esta e nada do que agora digam, a muda. O CDS tem votado sistematicamente contra muitos investimentos no distrito!
nome: Rogério Gouveia
comentario: O CDS quando vota contra as obras publicas é porque o país não tem dinheiro , vivem consciente da realidade , o país não produz querem ou que? Mas por outro lado o CDS como é publico foi o unico que fezo força para novos cursos de formação para agentes policiais , porque para quem não sabe antes de se fazer esquadras da policia tem de haver agentes da autoridade primeiro , o CDS também tem vindo apelar medidas mais severas e rigidas em termos de justiça , a justiça é dos pilares mais importante num país que se diz democratico . SAUDAÇÕES
nome: Nuno Cavaco
comentario: Não há dinheiro para esquadras, centros de saúde, médicos, enfermeiros, professores, auxiliares, ..., mas há dinheiro para submarinos? O CDS é muito à frente!
nome: António
comentario: Este Nuno Cavaco é só debitar !... Muita parra ,nenhuma Uva !!!
nome: Rogério Gouveia
comentario: O mais engraçado é que o PCP é so direitos e mais regalias e tudo e mais alguma coisa não tem falhas , então deem um exemplo de sucesso ou de uma autarquia onde de um país que tenha sucesso com essa politica ZERO , realidade das realidades é que o CDS ja é terceira força nacional o resto é conversa.
nome: Nuno Cavaco
comentario: O vosso grande líder apresentou o Chipre como exemplo. Vão ver quem está à frente do Chipre. O que é que o CDS-PP fez pelo distrito de Setúbal? Nada, ou muito pouco. Comparem a folha de serviço com a da CDU e aí compreenderão porque é que as pessoas confiam mais em nós!
nome: Rogério Gouveia
comentario: Quer dizer o PCP é que tem liderado a maxima força o distrito de Setúbal nos 37 anos democracia e ve se o resultado é melhor nem falar , agora perguntar o que CDS tem feito no distrito de Setúbal é de rir com todo o respeito , se ainda não esteve na liderança de nenhum municipio , como toda gente sabe este distrito durante estes anos todos tem sido dominado por uma cor politica , no qual ja teve mais fieis do com que tem vai se lá saber porque ? É so olhar com olhos de ver por exemplo o Barreiro nos ultimos 20 anos perdeu milhares de habintantes o que foi feito para contrariar ZERO , fazia um testamento que so sai da daqui em 2015 de erros no distrito.
nome: fabio soares
comentario: O CDS tera o meu voto por que mereçe, e quando as vozes que se fazem ouvir por ai!!! ja diz o ditado " os cães ladram e a caravana passa"
nome: Catarina C
comentario: E o que fez a CDU por Setúbal ? Quem afinal comprou os Submarinos? Não foi o PS de Guterres?

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2018 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND