Conta Loios

artes

Festival de Teatro de Almada
Macbettu: um Macbeth sardo

Festival de Teatro de Almada<br />
Macbettu: um Macbeth sardoO Festival abre às 14h, na Sala Pablo Neruda do Fórum Romeu Correia com a formação que Hajo Schüler, o Mestre deste ano, dirige em O Sentido dos mestres. Às 18h30, no TMJB, Cláudio da Silva interpreta Se isto é um homem, de Primo Levi.

Em Lisboa o TNDMII, apresenta Macbettu na Sala Garrett, às 19h, e As três sozinhas, na Sala Estúdio, às 19h30. Mais tarde em Cascais, no Teatro Mirita Casimiro, às 21h, pode ver O sonho. Em Almada pode jantar na Esplanada da Escola D. António da Costa, ao som de Bárbara Santos, que actua às 20h30, e depois descer ao Palco Grande e assistir a Un Poyo Rojo, com encenação de Hermes Gaido, pela companhia T4, de Buenos Aires, Argentina.

Macbeth foi transformado em Macbettu, uma maléfica personagem da Sardenha. Na Escócia ou na Barbagia, os arcaísmos, a maldade e a violência humanas, a sede de poder e a embriaguês da conquista são os mesmos. Falado na língua da Sardenha, inspira-se na força telúrica de uma ilha italiana que guarda segredos milenares: ali se construíram, há perto de 4000 anos, fortalezas de granito que não são assim tão diferentes dos antigos castelos da Escócia. Ritos violentos, máscaras carnavalescas terríveis, baptismos profanos – tradições que atravessam o tempo – fornecem algumas chaves de leitura para este teatro, no qual a coreografia tem um papel fundamental e cujas personagens, à imagem do teatro isabelino, são inteiramente interpretadas por homens. Distinguido em 2017 com os Prémios Ubu para melhor espectáculo e melhor interpretação, é o primeiro espectáculo em língua sarda que se apresenta em Portugal.
Alessandro Serra (n. Roma, 1973), antigo aluno em estudos teatrais na Universidade La Sapienza, em Roma (onde defendeu uma tese sobre a dramaturgia da imagem), fundou em 1999 a Companhia Teatropersona, no âmbito da qual tem trabalhado as técnicas das artes marciais e as heranças do teatro do Oriente. Uma outra vertente central do seu trabalho é a pedagogia do teatro, designadamente através da criação de espectáculos para os mais novinhos.

MACBETTU
A partir de Macbeth de William Shakespeare
Encenação de Alessandro Serra

CENOGRAFIA, LUZ E FIGURINOS: Alessandro Serra
MÚSICA: Marcellino Garau e Pinuccio Sciola
APOIO MOVIMENTO: Chiara Michelini
INTERPRETAÇÃO: Andrea Bartolomeo, Andrea Carroni, Felice Montervino, Fulvio Accogli, Giovanni Carroni, Leonardo Capuano, Maurizio Giordo e Stefano Mereu
TRADUÇÃO PARA SARDO E CONSULTADORIA LINGUÍSTICA: Giovanni Carroni
DIRECÇÃO DE PRODUÇÃO EM DIGRESSÃO: Aldo Grompone

LÍNGUA: Sardo (legendado em Português)

TEATRO NACIONAL D. MARIA II | SALA GARRETT | M/12

10 JUL | QUA | 19H
11 JUL | QUI | 21H

PREÇO: 9€ a 16€

INFORMAÇÕES: +351 212 739 360 ou em www.ctalmada.pt

07.07.2019 - 23:26

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.