Conta Loios

bastidores

Almada - BE quer reescrever a história recente do Arsenal do Alfeite
Omitiu deliberadamente todo o esforço feito pelo anterior Governo PSD/CDS-PP
. acusa PSD Setúbal

Almada - BE quer reescrever a história recente do Arsenal do Alfeite<br />
Omitiu deliberadamente todo o esforço feito pelo anterior Governo PSD/CDS-PP <br />
. acusa PSD Setúbal“Ao contrário do que foi dito e repetido pela oposição de então, o anterior Governo PSD/CDS-PP não desmantelou o Arsenal, não o privatizou, nem despediu os trabalhadores”, refere o presidente da Distrital de Setúbal do PSD e deputado, Bruno Vitorino.

Os deputados do PSD consideram que o BE omitiu, deliberadamente, todo o esforço feito pelo anterior Governo PSD/CDS-PP para salvar o Arsenal do Alfeite, acusando os bloquistas de quererem “reescrever a história recente” da empresa.

Na sequência da votação de um projeto de resolução do BE, que recomenda ao Governo a reativação da Escola de Formação do Arsenal do Alfeite, em que os social-democratas se abstiveram, foi lembrado o processo que o PSD e CDS-PP encetaram para revitalizar a empresa e o setor da indústria naval no país.

“Na tentativa de estancar a progressiva descapitalização e desinvestimento dos estaleiros, o Governo PSD/CDS-PP reverteu a situação deixada pelo PS, tendo definido uma estratégia para o Arsenal que permitiu apostar na sua modernização e internacionalização. Esta estratégia foi baseada num estudo técnico credível”, sublinha Maria Luís Albuquerque.

A deputada recorda que da verba retirada ao Arsenal pelo Governo socialista de José Sócrates, o Governo PSD/CDS-PP ainda chegou a devolver 4 milhões de euros, que permitiram um conjunto de investimentos, com vista à modernização das instalações, para tornar a empresa mais competitiva. “O objetivo era a capitalização faseada do Arsenal”.

“Ao contrário do que foi dito e repetido pela oposição de então, o anterior Governo PSD/CDS-PP não desmantelou o Arsenal, não o privatizou, nem despediu os trabalhadores”, acrescenta o presidente da Distrital de Setúbal do PSD e deputado, Bruno Vitorino.

Foi sim definida uma nova estratégia. “Foram garantidos contratos com a Marinha Portuguesa. Procurou-se e conseguiram-se novos clientes além-fronteiras, internacionalizando o Arsenal. Deu-se início ao processo de devolução da verba que o PS tinha retirado e que permitiu começar os necessários investimentos na sua modernização. E iniciou-se o processo de contratação de novos trabalhadores”, explica Maria Luís Albuquerque.

Após anos de instabilidade, o investimento feito permitiu regressar a resultados financeiros positivos, permitindo também reabrir o seu Centro de Formação, que voltou novamente a formar os seus trabalhadores.

“Contudo, o atual Governo PS, suportado por BE, PCP e PEV, voltou a congelar as verbas para que o Arsenal pudesse continuar a modernizar-se e a contratar novos trabalhadores. Assim, assistimos a uma estagnação da empresa e ao consequente encerramento do Centro de Formação”, acusam os social-democratas.

Neste sentido, o PSD quer que o atual Governo a prossiga o esforço iniciado pelo governo PSD/CDS. “Só assim a empresa poderá voltar a contratar trabalhadores e reabrir o Centro de Formação, que poderá também ter um papel de destaque na certificação de profissionais da indústria naval, do Arsenal do Alfeite ou de outras entidades”.

O Arsenal tem um grande peso na vida económica e social no concelho de Almada, da Península de Setúbal e desempenha um papel insubstituível a nível nacional.

“A reabertura do centro de formação do Arsenal do Alfeite é de facto importante, como é importante recordar as responsabilidades que cabem a cada partido e a cada Governo na forma como promovem o sucesso da indústria naval nacional”, concluem os deputados do PSD.

15.03.2019 - 12:35

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.