Conta Loios

bastidores

Catarina Martins na Escola Secundária Dr. José Afonso no Seixal
Situação caótica nesta escola com 1300 alunos devido à falta permanente de Assistentes Operacionais

Catarina Martins na Escola Secundária Dr. José Afonso no Seixal  <br />
Situação caótica nesta escola com 1300 alunos devido à falta permanente de Assistentes OperacionaisCatarina Martins, Coordenadora Nacional do Bloco de Esquerda, Joana Mortágua, deputada eleita pelo distrito de Setúbal e autarcas do BE do concelho do Seixal, estarão presentes na próxima segunda-feira, dia 11 de novembro, pelas 10:30 horas, na Escola Secundária Dr. José Afonso, para reunir com a Direção deste estabelecimento escolar.

Correspondendo ao apelo da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária Dr. José Afonso (Seixal), para tomar conhecimento in loco sobre a situação caótica que se tem vivido nesta escola, com 1300 alunos, devido à falta permanente de Assistentes Operacionais, que tem colocado em causa a segurança e o ensino dos seus alunos, Catarina Martins, Coordenadora Nacional do Bloco de Esquerda, Joana Mortágua, deputada eleita pelo distrito de Setúbal e autarcas do BE do concelho do Seixal, estarão presentes na próxima segunda-feira, dia 11 de novembro, pelas 10:30 horas, na Escola Secundária Dr. José Afonso, para reunir com a Direção deste estabelecimento escolar.

Segundo a Associação de Pais e Encarregados de Educação, foi autorizado em março de 2019 a abertura de concurso para colocação de 1 Assistente Operacional, que apenas ficará concluído em janeiro de 2020, que está longe de colmatar as necessidades da realidade existente (vários edifícios, com dois pisos, com várias secções, dois turnos de funcionamento (Das 08h00 às 16h30 e das 16h30 às 19h30), ensino regular e ensino profissional, a faixa etária das funcionárias / novas aposentações anuais por idade de reforma e baixas médicas prolongadas.

Alertam ainda para a situação em que, a meio do primeiro período de aulas, a Biblioteca da escola não abre (impedindo alunos carenciados sem computador de fazerem trabalhos escolares), os Laboratórios não abrem, a Papelaria e Reprografia não abrem, e não há várias aulas porque não há nenhum funcionário para abrir pavilhões, incluindo ginásios.

O Bloco de Esquerda tem estado a acompanhar de perto esta questão, tendo visitado escolas e exigido ao Governo o reforço rápido de números e funcionários nas escolas. Apesar das alterações propostas pelo BE no parlamento, e que foram aprovadas, sobre o rácio que determina a colocação de funcionários, essas alterações não foram suficientes.

Os anúncios feitos sobre os novos concursos, também não deixam tranquilo o BE, que apresentou, pela deputada Joana Mortágua, na primeira reunião da Comissão parlamentar de Educação, um requerimento para chamar Tiago Brandão Rodrigues a dar explicações sobre a falta de assistentes técnicos e operacionais nas escolas.

08.11.2019 - 16:42

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.