Conta Loios

bastidores

Concelhia da Moita do Bloco de Esquerda
«NÃO DEIXAR NINGUÉM PARA TRÁS NA PANDEMIA»

Concelhia da Moita do Bloco de Esquerda<br />
«NÃO DEIXAR NINGUÉM PARA TRÁS NA PANDEMIA» . Garantir o direito à habitação através da suspensão dos despejos e a prorrogação dos contratos de arrendamento

. Exigimos a proibição dos despedimentos

No que diz respeito aos serviços essenciais, nomeadamente no acesso à água, além da proibição do corte no fornecimento, é necessário garantir que não há lugar a penalizações, multas e juros de mora por atraso de pagamento.

“NÃO DEIXAR NINGUÉM PARA TRÁS NA PANDEMIA”

Os Autarcas do Bloco de Esquerda do Concelho da Moita, perante a crise epidemiológica provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2 e da doença COVID-19, manifestam a sua solidariedade para com a população do nosso Concelho, neste momento de grande perigo para a vida das pessoas, para além dos impactos na economia e de degradação social.

O BE em resposta a esta crise, aprovou uma resolução política que exige medidas sanitárias, medidas económicas e de proteção social que garantam a assistência necessária à população, face a esta situação grave e difícil.

É tempo de conjugarmos esforços para um reforço no apoio ao Serviço Nacional de Saúde, de forma a ser garantida a continuidade dos cuidados de saúde essenciais, perante a crise instalada.

Consideramos também fundamental, garantir o direito à habitação, através da suspensão dos despejos e a prorrogação dos contratos de arrendamento, para além da suspensão de todas as vendas executivas que incidam sobre casas de habitação própria e permanente, evitando-se que milhares de pessoas fiquem sem teto durante estre período conturbado.

No que diz respeito aos serviços essenciais, nomeadamente no acesso à água, além da proibição do corte no fornecimento, é necessário garantir que não há lugar a penalizações, multas e juros de mora por atraso de pagamento.
Perante esta grave situação, é imprescindível garantir a proteção do emprego, de forma a que todas as empresas mantenham os postos de trabalho, permanentes e temporários.

Exigimos a proibição dos despedimentos e a prorrogação ou renovação dos contratos precários.

É urgente a implementação de um plano de emergência social no Concelho da Moita, conjugando todos os esforços, para proporcionar o apoio social aos mais carenciados, nomeadamente aos idosos, garantido o fornecimento de bens alimentares, dos cuidados de saúde, de transporte para assuntos inadiáveis, de apoio relativamente aos seus animais de companhia e também na comunicação e acompanhamento, para fazermos face ao isolamento e solidão.

Manifestamos a nossa disponibilidade, para o apoio de todas as medidas que vierem a ser tomadas pelos órgãos autárquicos do Concelho da Moita, para a ajuda à população nas necessidades mais imediatas que se verificarem em cada uma das Freguesias.
Agradecemos todo o trabalho desenvolvido pelas Equipas da Saúde, das Forças de Segurança, dos Bombeiros e da Proteção Civil, e também de todos os trabalhadores autárquicos, e de outros setores laborais, que se mantêm em funções, mantendo em funcionamento os serviços essenciais, e que garantem a resposta às solicitações dos nossos munícipes.

Deixamos uma palavra de reconhecimento a todos os munícipes que têm cumprido o recolhimento em casa, demonstrando o seu civismo e respeito pelos outros.

É TEMPO DE UNIRMOS ESFORÇOS PARA NÃO DEIXARMOS NINGUÉM PARA TRÁS!
PODEM CONTAR CONNOSCO!

Os Autarcas BE do Concelho da Moita

29.03.2020 - 08:29

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.