Conta Loios

bastidores

Moita - Bloco de Esquerda vota favoravelmente Plano e Orçamento 2021
Combate às agressões ambientais junto ao rio deve ser intervenção prioritária

Moita - Bloco de Esquerda vota favoravelmente Plano e Orçamento 2021<br />
Combate às agressões ambientais junto ao rio deve ser intervenção prioritária . Reafirma a pertinência e urgência na requalificação do parque urbano das zonas históricas

. Defende a construção do passeio pedonal e ciclável entre Sarilhos Pequenos e Rosário

O Bloco de Esquerda ao ter votado favoravelmente, as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2021, reafirma a sua coerência de princípios de uma política construtiva, que defende para o Município da Moita e para os cidadãos que aqui vivem.

Bloco de Esquerda
Sentido de Voto para uma intervenção estratégica no Concelho da Moita

Esta Sessão de Câmara realiza-se num momento particularmente difícil, marcado pelos efeitos da pandemia do COVID 19, com todas as consequências gravosas no domínio da saúde, mas também na economia e na degradação das situações sociais, empurrando para a pobreza, cada vez maiores setores da população.

Esta reunião é também uma das mais importantes, entre aquelas que se realizam periodicamente, uma vez que estão em apreciação documentos fundamentais para a vida do município e dos cidadãos que aqui vivem, que são as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2021.
Nestas Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2021, irá refletir-se a situação motivada pela pandemia, e também o reflexo do contexto político em que vivemos, dos efeitos das decisões políticas centrais, e de políticas locais.

Apesar de, nas Grandes Opções do Plano/2021, serem feitas referências a previsões de intervenção da requalificação urbana, continuaremos a reafirmar a pertinência e urgência de uma intervenção na requalificação do parque urbano das zonas históricas que apresentam sinais de degradação e abandono, reafirmando a necessidade de uma efetiva alteração na conservação de alguns prédios e espaços públicos. Ainda sobre este assunto é de realçar a urgência da implementação de um plano de habitação social no nosso concelho, onde se verificam enormes carências face às necessidades manifestadas.

Reafirmamos a necessidade de se fazer uma intervenção mais concreta, na defesa e preservação do nosso património histórico e cultural, que nalguns casos continua ao abandono, como é o exemplo do Moinho de Vento no Gaio e as instalações da antiga sede da Cooperativa de Alhos Vedros.

Continuamos a defender que é preciso dar mais alguns passos na museologia no Concelho da Moita, que valorize a nossa história local, realçando a sua importância cultural e educativa, quer para a nossa comunidade, quer para quem nos visita, como por exemplo as antigas instalações do estaleiro naval do Mestre José Lopes no Gaio, que continuam numa indefinição, bem como o “Museu do Brinquedo” a instalar no nosso concelho em instalações adequadas.

O combate às agressões ambientais junto ao rio, deve ser considerada como de intervenção prioritária, tendo em conta a defesa de uma maior qualidade de vida e de um desenvolvimento sustentável do Concelho da Moita.
Foi marcante nestes três anos de mandato, a apresentação do projeto de candidatura da “Moita Património do Tejo”, valorizando-se e salvaguardando-se a nossa cultura ribeirinha e as potencialidades de desenvolvimento existentes junto ao rio.

É neste sentido que, consideramos ser fundamental fazer-se uma referência à concretização de melhores acessibilidades da população ao rio, como por exemplo um local de embarque junto ao Rosário, como uma das Freguesias com mais potencial turístico, do nosso Concelho. Ainda sobre a requalificação da zona ribeirinha, consideramos pertinente a implementação de um projeto de construção de passadiços localizados em zonas de sapais, que valorizem a criação de percursos de interpretação e observação de ecossistemas, e também de valorização do nosso património natural e a cultura ribeirinha do Concelho da Moita.
Conjugaremos todos os esforços, para a defesa de uma maior qualidade de vida da população do Concelho da Moita, nomeadamente na dinamização dos espaços verdes, dos parques e jardins, com os equipamentos adequados a práticas de atividades ao ar livre.

Dando continuidade à melhoria da mobilidade dos munícipes, defendemos a construção do passeio pedonal e ciclável entre Sarilhos Pequenos e Rosário, alargando-se assim a rede de ciclovias já existente no nosso Concelho.
Pelas razões atrás expostas, consideramos que as Grandes Opções do Plano e Orçamento não são apenas números, são ideias e propostas, que devem corresponder a um debate e a uma construção participada, continuando a defender a implementação de um orçamento participativo.

O Bloco de Esquerda ao ter votado favoravelmente, as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2021, reafirma a sua coerência de princípios de uma política construtiva, que defende para o Município da Moita e para os cidadãos que aqui vivem.

Moita, 23 de novembro de 2020

Joaquim Raminhos
Vereador do Bloco de Esquerda

24.11.2020 - 15:09

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.