Conta Loios

bastidores

Jorge Martinho, candidato do LIVRE à Presidência da Câmara Municipal do Barreiro
Defende a recuperação do projeto da ponte Barreiro-Seixal ciclável e pedonal

Jorge Martinho, candidato do LIVRE à Presidência da Câmara Municipal do Barreiro<br />
Defende a recuperação do projeto da ponte Barreiro-Seixal ciclável e pedonal<br />
“Tirando todo o partido destas características do nosso território, o LIVRE defende que se criem condições, nos terrenos da antiga CUF, para a instalação de um parque tecnológico e do conhecimento de geração de ideias e incubação de novas empresas, e que seja também o local de partilha de conhecimento entre empreendedores e empresas e a academia, atraindo não só empresas mas também potenciando a instalação de núcleos e extensões de instituições do ensino superior”, afirma Jorge Martinho, candidato do Partido LIVRE à Presidência da Câmara Municipal do Barreiro.

De que forma podemos aproveitar as potencialidades endógenas do território e do nosso tecido sociocultural para promover a fixação de jovens no Barreiro, no contexto do processo de recuperação económica pós-crise pandémica? – é a sexta pergunta, formulada pelos nossos convidados aos candidatos à presidência da Câmara Municipal do Barreiro, esta, da responsabilidade de Pedro Vasconcelos Almeida, Secretário Nacional da JS.

Uma grande área de território abandonada relativa à área industrial da antiga CUF.

“Agradecendo desde já a pergunta colocada por Pedro Vasconcelos Almeida, na visão do LIVRE o Barreiro possui uma localização geográfica privilegiada, pese embora não esteja muito perto de nenhuma das pontes, tem uma equidistância que permite o acesso, quer à parte ocidental como à parte oriental da capital, quase com o mesmo tempo de deslocação. A isto junta-se o facto de estar a cerca de 15 minutos de barco da baixa de Lisboa. E ainda possui uma grande área de território abandonada relativa à área industrial da antiga CUF.
Tirando todo o partido destas características do nosso território, o LIVRE defende que se criem condições, nos terrenos da antiga CUF, para a instalação de um parque tecnológico e do conhecimento de geração de ideias e incubação de novas empresas, e que seja também o local de partilha de conhecimento entre empreendedores e empresas e a academia, atraindo não só empresas mas também potenciando a instalação de núcleos e extensões de instituições do ensino superior”, defende Jorge Martinho, candidato do Partido LIVRE à Presidência da Câmara Municipal do Barreiro.

Criação de uma rede de mobilidade suave e ambientalmente sustentável

“O LIVRE considera que devem ser criadas condições atrativas e especiais para empresas ambientalmente sustentáveis que criem emprego e gerem riqueza, para se fixarem no concelho.
A criação de uma rede de mobilidade suave e ambientalmente sustentável que chegue a todos e em pouco tempo, é fundamental para atrair e fixar jovens na cidade e por isso o LIVRE defende a recuperação do projeto da ponte Barreiro-Seixal, ponte essa que deve ser não só rodoviária, mas sobretudo pedonal e ciclável, mas que comporte também a ligação do Metro Sul do Tejo, que o LIVRE defende que seja recuperado e concluído o projeto inicial, conectando da Costa de Caparica ao Montijo, passando e ligando, obviamente, o Barreiro.
Mas na área da mobilidade é necessário desenvolver muito mais trabalho, como por exemplo garantir parques de estacionamento seguros, de qualidade e gratuitos junto às grande estações intermodais, como o Terminal Rodo-ferro-fluvial do Barreiro ou a Estação Fertagus de Coina, assegurar a construção de vias cicláveis seguras e independentes das vias rodoviárias, para que as deslocações em bicicleta sejam cada vez mais frequentes, tornar gratuitos os transportes colectivos públicos para jovens, idosos e desempregado, entre muitas outras medidas”, refere Jorge Martinho.

Criação de um real e efetivo Plano Municipal de Habitação

“No entanto, para o LIVRE o mais flagrante e urgente para a atração e fixação de jovens à cidade é a questão habitacional, e é por isso que o LIVRE defende a criação de um real e efetivo Plano Municipal de Habitação, que torne o Barreiro numa cidade exemplo em matéria de habitação, concretizando o direito à habitação digna, saudável e sustentável
Este Plano Municipal de Habitação deve conter um projecto de rendas acessíveis a todos quantos queiram aceder a ele, com a reabilitação do parque habitacional público existente na cidade mas também com a criação de novo parque habitacional sustentável em caso de necessidade. Deve conter também a criação de uma “Bolsa Habitacional” onde se possam inscrever os cidadãos à nascença, para que uma vez atingida a maioridade poderem ter acesso a uma casa pública de renda reduzida, e assim permitir aos jovens a aceleração da sua emancipação, proporcionando estabilidade para os estudos e emprego e criando condições favoráveis à geração e fixação de famílias de todos os tipos”, saleinat o candidato do Partido LIVRE à Presidência da Câmara Municipal do Barreiro.

António Sousa Pereira.

06.09.2021 - 19:28

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.