Conta Loios

bastidores

Federação de Setúbal do Partido Socialista
Desafia PCP/CDU a colocar-se ao lado dos artistas e das populações

Federação de Setúbal do Partido Socialista<br />
Desafia PCP/CDU a colocar-se ao lado dos artistas e das populações O setor da cultura, das artes e das atividades criativas sofreu consequências devastadoras no contexto da pandemia em que vivemos. Todos os que fazem o dia-adia da cultura viveram e estão a viver dias particularmente difíceis.

Referimo-nos a consequências financeiras e económicas que colocam em causa a sobrevivência de empresas, de micro e pequenas estruturas e de profissionais que trabalham em regime de freelancer.
A Área Metropolitana de Lisboa e os seus 18 municípios, com o objetivo de minimizar os impactos negativos da pandemia, desenvolveu o projeto Mural 18, que tem como propósito principal apoiar os agentes culturais. Um projeto agregador e multidisciplinar, assente numa programação cultural em rede que pretende unir municípios, agentes culturais e cidadãos.

Para espanto de todos, a CDU apresentou uma denuncia junto da Comissão Nacional de Eleições para que o projeto Mural 18 não desenvolva a sua programação, considerando que em época de pré-campanha esta é uma situação ilegal e totalmente inadmissível,
violadora dos deveres de neutralidade e imparcialidade!

A programação cultural em rede, promovida de igual forma por todos os municípios da Área Metropolitana de Lisboa (incluindo os municípios liderados pela CDU), alinha-se numa estratégia conjunta de promoção da cultura e de todos os seus agentes,
considerando que em tempos de pandemia os artistas devem fazer cultura e, ao mesmo tempo, incentiva-se os cidadãos a estarem “muralizados” para consumirem cultura em segurança, respeitando as regras da Direção Geral de Saúde.

A CDU ao tomar esta posição fará com que a cultura seja suspensa até ao próximo dia 26 de setembro. Ou seja, os agentes culturais passam a ter mais dificuldades em trabalhar e os cidadãos não terão acesso à cultura.

Perante tal contradição, ou talvez falta de comunicação ou organização entre os eleitos e os candidatos do PCP / CDU, exige-se uma clarificação política.
A Federação Distrital de Setúbal do Partido Socialista desafia o PCP/CDU a colocar-se ao lado dos agentes culturais e a não suspenderem a cultura até ao próximo dia 26 de setembro, considerando que se impõe a esta força política um esclarecimento público sobre a queixa que apresentou na Comissão Nacional de Eleições e que abrange a programação no quadro do Mural 18.

Fonte -PS

15.09.2021 - 15:34

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.