Conta Loios

bastidores

Deputados Socialistas eleitos por Setúbal
Reiniciam périplo pelas instituições de saúde do SNS em Almada e Seixal

Deputados Socialistas eleitos por Setúbal <br />
Reiniciam périplo pelas instituições de saúde do SNS em Almada e Seixal A saúde mental e a obesidade infantil foram dois temas em destaque pela urgência de intervenção identificada, que terá equipas multiprofissionais para responder de forma integrada às necessidades destes utentes.



Uma delegação de Deputados e Deputadas do Partido Socialista, eleitos pelo círculo eleitoral de Setúbal, compostas por Maria Antónia Almeida Santos, Clarisse Campos, Fernando José, Ivan Gonçalves, Ana Isabel Santos e Eunice Pratas, que foi também integrada por autarcas e dirigentes das estruturas concelhias socialistas de Almada e Seixal, os Vereadores Eduardo Rodrigues, Miguel Feio e Elisabete Adrião (Seixal) e Teodolinda Silveira e Filipe Pacheco (Almada), reuniram, na passada segunda feira , com os responsáveis do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Almada /Seixal.

Na agenda desta reunião esteve a abordagem das respostas do ACES, em toda a sua esfera de competências, com referência ao ponto de situação da retoma da atividade assistencial, após o período Covid mais crítico, e a visita à Unidade de Saúde de Santa Marta do Pinhal, às equipas da USF, bem como à equipa que integra a via verde da saúde.

Na reunião foi possível obter informação sobre o trabalho realizado na área de envolvência do ACES Almada/Seixal, o ponto de situação sobre a contratação de profissionais, o plano de retoma das atividades assistenciais, nomeadamente rastreios entre outras áreas.

A saúde mental e a obesidade infantil foram dois temas em destaque pela urgência de intervenção identificada, que terá equipas multiprofissionais para responder de forma integrada às necessidades destes utentes.

Foi referido que no âmbito da pandemia muitas atividades assistenciais foram redimensionadas, mas, efetivamente, nunca deixaram de efetuar-se.

Na abordagem efetuada esteve presente a avaliação do número de profissionais face às necessidades, bem como a apreciação dos recursos em diversas dimensões.

Relativamente ao recrutamento de recursos humanos foi reafirmada a dificuldade de preenchimento de vagas a concurso.

Na procura de aumentar a resposta aos utentes sem médico de família, foram os deputados informados sobre a implementação de uma equipa, com médicos, enfermeiros e assistentes técnicos, que visa prestar assistência exatamente aos utentes sem médico: Via Verde da Saúde. Esta iniciativa teve o impulso dos próprios profissionais, situação que obteve reconhecimento por parte dos deputados.

Foi possível nesta deslocação serem trocadas opiniões, quer com os dirigentes do ACES, quer com os profissionais, nomeadamente sobre as causas de alguns dos problemas identificados, com destaque para a atratividade e fidelização dos profissionais de medicina geral e familiar.

Ao terminar a sessão de trabalhos, a Deputada Maria Antónia Almeida Santos agradeceu e salientou que os deputados constataram como a equipa do ACES conseguiu uma maior flexibilidade de atuação, forçada pela dinâmica da pandemia, permitindo descobrir e mobilizar insuspeitos recursos humanos e materiais para que o SNS se cumprisse como serviço geral e universal. Um SNS com perspetiva de desenvolvimento, tendo em conta que os serviços públicos de saúde estão sujeitos a crescentes solicitações dos cidadãos desempenhando uma função de equidade social, decisiva no contexto da coesão da nossa democracia.

Também o Deputado Ivan Gonçalves referiu que “os Deputados consideram ser da maior importância esta perspetiva de proximidade, como forma de tomar conhecimento com os bons exemplos, mas também com os problemas sentidos pelas populações, trabalhando posteriormente para que lhes seja dada uma resposta”. O também Presidente da Concelhia e líder do PS na Assembleia Municipal de Almada referiu ainda que “o ACES Almada/Seixal presta serviço aos dois mais populosos concelhos do distrito e, por isso mesmo, enfrenta desafios de grande magnitude, aos quais os profissionais de saúde, seus dirigentes e responsáveis políticos procuram, todos os dias, dar resposta, sempre na defesa do Serviço Nacional de Saúde”.

São Bento, 30 de junho de 2022

Fonte - PS

30.06.2022 - 17:32

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.