Conta Loios

bastidores

Paulo Ribeiro, candidato à Distrital do PSD de Setúbal
Crítica retrocesso na Saúde e na Segurança em Setúbal

 Paulo Ribeiro, candidato à Distrital do PSD de Setúbal<br />
Crítica retrocesso na Saúde e na Segurança em Setúbal O aumento da criminalidade grave e violenta e o recorrente fecho das urgências nos hospitais da região de Setúbal são dois dos maiores problemas que necessitam de uma resposta imediata por parte do Governo, aponta o candidato à Distrital do PSD de Setúbal, Paulo Ribeiro, perante uma sala cheia de militantes e simpatizantes do PSD.

“É inadmissível o retrocesso a que assistimos em duas áreas fundamentais para a população, como são a saúde e a segurança. Basta o PS chegar ao Governo para começarmos a ter problemas graves nestes setores”, adianta.
Também na mobilidade, o social-democrata acusa o Governo de ter “falhado em toda a linha”, exceto na constituição do Conselho de Administração da Carris Metropolitana, que “foi a única coisa que correu bem”.

“É inaceitável o caos que existe nos transportes públicos. Atrasos nos horários, dificuldades nos percursos, falta de formação dos motoristas”, exemplifica, propondo ainda a criação de passes grátis para os utentes até 23 anos, como criaram Lisboa e Cascais e que as autarquias do distrito de Setúbal não fazem.
Ainda na área da mobilidade, o candidato diz que não se pode só pensar nas ligações do distrito a Lisboa, mas também nas ligações internas, defendendo por isso a construção da ligação SeixalBarreiro, do prolongamento do Metro Sul do Tejo e a conclusão da A26.

Na apresentação pública da sua recandidatura, Paulo Ribeiro não esqueceu também a educação, onde faltam professores para 60 mil alunos nas escolas do distrito, bem como “toda a trapalhada” que envolve o processo do novo aeroporto.
“Um investimento adiado e o que o PS anda desde 2015 para fazer. O país e a região têm perdido milhões com esta demora. Se ainda não temos o aeroporto no distrito de Setúbal, a culpa é do PS e do PCP”, afirma.
“O PSD, com o seu novo enquadramento nacional, sob a liderança de Luís Montenegro voltou a ser um partido liderante da oposição e constitui-se como uma alternativa clara aos socialistas, o que também irá beneficiar a ação política no nosso distrito. O PSD, nos últimos meses, voltou a afirmar-se como o grande partido Português, como a alternativa credível à estagnação e empobrecimento de
duas décadas de governo socialista”, garante. Como maior ambição, Paulo Ribeiro aponta à vitória no Montijo, nas próximas eleições autárquicas.

“Em 2021, estivemos a 350 votos de conquistar a nossa primeira Câmara – a Câmara Municipal do Montijo. Não ganhamos em 2021, mas estou certo que com o Vereador João Afonso ganharemos em 2025”.
As eleições para a Distrital de Setúbal do PSD estão marcadas para o próximo dia 1 de outubro.

Fonte - PSD

16.09.2022 - 23:59

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.