Conta Loios

bastidores

"Roteiros de Proximidade” Deputados do PS do círculo eleitoral de Setúbal
VISITAM CENTRO HOSPITALAR BARREIRO-MONTIJO

VISITAM CENTRO HOSPITALAR BARREIRO-MONTIJO "> . Foi identificada escassez de recursos humanos em determinadas especialidades

No âmbito dos “Roteiros de Proximidade”, os Deputados do PS eleitos pelo círculo eleitoral de Setúbal, realizaram, no dia 7 de novembro, uma reunião de trabalho com a nova administração do Centro Hospitalar Barreiro-Montijo (CHBM), responsável pela prestação de cuidados hospitalares a mais de 214 000 utentes, provenientes dos concelhos de Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete.

A delegação socialista foi, desta feita, composta pelos parlamentares Eurídice Pereira, André Pinotes Batista, Clarisse Campos, Fernando José e Ana Santos, e, também, pelo Presidente da Concelhia do Barreiro, Rui Pedro Pereira e por representantes das estruturas do PS de Moita e Alcochete, respetivamente Maia Marques e Carla Pereira e pelo Presidente da Câmara Municipal da Moita, Carlos Albino.

Nesta ocasião, a Presidente do Conselho de Administração, Teresa Carneiro, começou por elencar as linhas orientadoras que a sua equipa irá aplicar nas dimensões infraestruturais e de equipamentos, de estrutura de recursos humanos, de integração na comunidade e interligação com a rede de cuidados primários de saúde, entre outras.

Segundo a administração do CHBM a prevenção das ruturas de serviços e a redução de tempos de espera constituem uma prioridade, a par da concretização de novos investimentos, tendo anunciado que o processo tendente à aquisição de um segundo acelerador linear encontra-se em fase final, o que constitui uma ótima notícia considerando que o CHBM é referência em radioterapia para toda a Península de Setúbal e, ainda, Vila Franca de Xira. Foi ainda salientado que, até final do ano, haverá um novo aparelho de TAC, equipamento tecnologicamente moderno, essencial para melhorar os meios auxiliares de diagnóstico disponíveis.

A propósito do tema das urgências de obstetrícia e ginecologia, e reconhecendo que são especialidades a reforçar, os responsáveis exortaram a que não se permita a profusão de notícias sensacionalistas que geram insegurança nos cidadãos tanto mais que “o Hospital não encerra urgências", o que efetivamente se passa, em qualquer especialidade e desde sempre, e com qualquer estabelecimento hospitalar, é que são efectuadas comunicações ao CODU - Centro de Orientação de Doentes Urgentes - sempre que as unidades hospitalares estão com serviços em carga, tornando-se necessário conduzir utentes para outras mais aliviadas.

Foi identificada escassez de recursos humanos em determinadas especialidades e foi dada nota do ponto da situação em cada uma das 25 especialidades médicas ali existentes.

Por seu turno, em resposta à Deputada Ana Santos, a diretora clínica do CHBM, Ana Teresa Xavier, recordando que os profissionais de saúde ainda não recuperaram do esforço efetuado no combate à Pandemia, sublinhou a necessidade de reavaliar o processo formativo de novos especialistas, de se definirem critérios equitativos de exigência de serviço entre o sector público e privado e, por fim, alertou para os ajustes que foram introduzidos no plano de contingência de Inverno, com aumento de camas, nomeadamente por ser expectável que o Inverno que se aproxima tenha forte impacto.

Eurídice Pereira, coordenadora Regional dos Deputados, abordou a problemática da atração e fixação de profissionais. “O sistema público de saúde não pode continuar a ser colocado sob pressão, com obrigação natural de responder nos casos em que o privado não dá resposta, quando em simultâneo assiste a um êxodo dos profissionais que forma”. “Temos, todos, de enfrentar os problemas com realismo, formulando respostas concretas que ponham termo a que profissionais optem por assumir funções como prestadores de serviço e fogem de serem opositores aos concursos públicos, até porque não lhes traz vantagem profissional na diferenciação, uma vez que se afastam da formação permanente, conforme foi abordado”.

Por fim, André Pinotes Batista, Deputado , questionou a administração sobre um estudo preliminar que alegadamente apontaria ao encerramento das urgências de obstetrícia, tendo lhe sido liminarmente respondido que a administração do CHBM desconhece o mesmo, que não foi auscultada e que continuará a aguardar ser ouvida.

“A idoneidade formativa é um aspeto determinante na fixação de quadros, pelo que um encerramento permanente não poderá nunca constituir uma solução, sobretudo num contexto de escassez de recursos humanos e relativamente a um serviço que funciona com reconhecida estabilidade e qualidade”, referiu.

Segundo o também Presidente da Assembleia Municipal do Barreiro, o funcionamento planeado e em rede de nível supramunicipal, constituirá uma alternativa muito mais frutuosa, até porque, na hipótese absurda de encerramento, esta valência dificilmente voltaria a abrir”, afirmou.

Recorde-se que os Presidentes das Câmaras Municipais do Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete serão recebidos, ainda este mês, pelo Ministro da Saúde, Manuel Pizarro, que sobre esta matéria referiu que para já o assunto não se encontrava em cima da mesa.

Os Roteiros de Proximidade continuarão no próximo dia 28 de novembro, desta feita com uma delegação do PS que se deslocará ao Hospital do Litoral Alentejano, encerrando um intenso ciclo dedicado à saúde no distrito.

Fonte - PS

08.11.2022 - 16:18

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.