bastidores

Deputados Socialistas de Setúbal questionam Governo
sobre inclusão da travessia fluvial Setúbal-Troia no tarifário AML/NAVEGANTE

Deputados Socialistas de Setúbal questionam Governo <br>
sobre inclusão da travessia fluvial Setúbal-Troia no tarifário AML/NAVEGANTE Os deputados do Grupo Parlamentar do Partido Socialista eleitos pelo círculo eleitoral de Setúbal questionaram o Governo, através de uma pergunta dirigida ao Ministro do Ambiente, sobre a inclusão da travessia fluvial Setúbal-Troia no tarifário da Área Metropolitana de Lisboa/Passe NAVEGANTE.

Com efeito, historicamente os setubalenses têm uma ligação forte a Troia. Uma ligação que se perde no tempo e que é consubstanciada por quem procura, desde sempre, Troia como praia de eleição ou como local de trabalho. Nesta ligação, também de raízes populares e religiosas, temos que com a concessão dos transportes fluviais que fazem a travessia Setúbal – Troia, o acesso à outra margem do rio Sado tem vindo a ser dificultada pelos sucessivos aumentos dos preços dos bilhetes. Aumentos exagerados e incompreensíveis, incomportáveis para a maioria da população e que dificultam, hoje, o acesso a Troia pela população do concelho de Setúbal, mas também pela população da Península de Setúbal que sempre acedeu facilmente às praias de Troia.

Por outro lado, não podemos esquecer a população do litoral Alentejano que por necessidade de deslocação para o local de trabalho ou por outros motivos (saúde, educação,…) tem na travessia fluvial de Troia para Setúbal e de Setúbal para Troia um meio de mobilidade mais próximo e célere, mas cada vez menos acessível pelo incomportável preço dos bilhetes.

Ora, comparando com outras travessias fluviais de vários concelhos da península de Setúbal para Lisboa (Lisboa-Montijo; Lisboa-Barreiro; Lisboa – Cacilhas) facilmente constatamos que os preços dessas travessias são muito inferiores.

Acresce que, criando uma desigualdade no direito de acesso aos transportes públicos na península de Setúbal, o passe Navegante garante plena acessibilidade a qualquer Transporte Público, mas exclui a deslocação de Setúbal para Troia.

Face ao exposto, na sequência das jornadas parlamentares distritais subordinadas ao tema dos transportes e mobilidade, os deputados do Grupo Parlamentar do Partido Socialista eleitos pelo círculo eleitoral de Setúbal questionaram o Governo se, em parceria com os municípios, equaciona incluir a travessia fluvial Setúbal-Troia no tarifário da Área Metropolitana de Lisboa/Passe NAVEGANTE.

Fonte - PS

12.09.2023 - 17:30

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2024 Todos os direitos reservados.