Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
17 de Outubro – Dia Internacional Para a Erradicação da Pobreza
A Participação como condição para a Inclusão Social


Horóscopos Diários
Dia 17 de Outubro 2017
Por Maria Helena


A(nota)mentos
Kira – um artista com o Barreiro escrito no seu sangue


Rosto da Semana – Barreiro
Augusto Sousa – um exemplo do fazer cidadania


Por dentro dos dias - Barreiro
“Felizmente há luar”!


Inferências - Barreiro
A afirmação do «bloco central» da região de Setúbal


COLUNISTAS
Vigiar e intervir antes de ser tarde demais!
Por Nuno Banza
Barreiro


Coerências
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


AUTARQUIAS e CONTABILIDADE DE CUSTOS
por José Caria
Montijo


Sobre maiorias e nem tanto
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Notas soltas
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Baixa da Banheira, uma questão de memória
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


BASTIDORES
Informação às populações afetadas pelos incêndios
Estão disponíveis linhas telefónicas


CDU vence as eleições autárquicas em todas as autarquias do Concelho da Moita
Merecendo uma vez mais a confiança do povo do nosso concelho


Situação da EMEF no Barreiro
PCP questionou Governo


Concelhia de Sesimbra do PS
Positiva a inversão da tendência de crescimento da abstenção


Bloco de Esquerda nas Autárquicas no Concelho da Moita
Aumentou número de votos em todos os órgãos autárquicos e autarcas eleitos


Concelhia do Barreiro do Bloco de Esquerda
«Subiu a votação quer em número de votos, quer em termos percentuais»


Construir um melhor Barreiro em conjunto com todos quantos queiram colaborar neste objetivo.
Move-nos a ambição de dar futuro à terra que amamo


Com a vitória do PS o distrito de Setúbal
Ganhou condições para afirmar-se como um distrito moderno e cosmopolita


CDU é a força mais votada na Região de Setúbal
sublinha a Organização Regional de Setúbal do PCP


CDS Barreiro apela ao entendimento no futuro executivo camarário
De forma à obtenção de uma solução estável e promotora do crescimento


ENTREVISTA
Dois jovens de Huelva para o Barreiro
«Nós nos enamorámos pelo Barreiro»



AS EMPRESAS
Setúbal - Centenas de ofertas de emprego na Mostra de Emprego e Empreendedorismo
IMMOCHAN, CÂMARA MUNICIPAL E IEFP PROMOVEM EMPREGABILIDADE E E


Seixal - Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas
Propõe 18 medidas para Orçamento de Estado 2018


Reposta normalidade na ligação fluvial Barreiro – Terreiro do Paço
Soflusa garante total disponibilidade da sua frota


No Museu Industrial da Baía do Tejo - Barreiro
Meeting de Manutenção Industrial


DESPORTO
Nadadores Infantis da Palmela Desporto
Participaram no Festival de Abertura em Algés


Moita - Clube Recreio e Instrução CRI Alhos Vedros
Criou uma secção de BTT


Corrida de São Silvestre de Almada
Inscrições abertas


Um regresso de equipas do Barreiro a competições internacionais
GDESSA nas competições europeias de clubes


Meia Maratona Ribeirinha da Moita
Paulo Pinheiro foi o grande vencedor


A 1ª Regata de Remo de Mar no Barreiro no Clube Naval Barreirense
4ª Etapa do Circuito Nacional de Remo de Mar - Fundação do Desporto - 2017


Clube de Vela do Barreiro
Maria Tavares termina no 4º lugar da geral (3º feminino) no Nacional de Iniciados


Barreiro - Ana Xavier do Badmintom do Luso Futebol Clube
Conquista 2º lugar na 22ª Edição do Open Oeiras


AS ESCOLAS
Barreiro - «A Escola Somos Todos Nós 2017/18»
Subordinada ao tema «Os Nossos Moinhos»


Semana dedicada ao empreendedorismo no Politécnico de Setúbal
Turismo e novas tecnologias debatidos na 12.ª Business Week


Setúbal - Ciclo «Música e Ciência» vai passar pelo IPS
Concerto/conferência tem lugar a 19 de outubro, pelas 15 horas, no auditório nobre


Setúbal - IPS recebe 24.º Congresso Internacional de Animação Sociocultural
Abertura, no dia 19, é dedicada ao valor patrimonial do edifício da


Divulgação dos recursos educativos disponibilizados pelo Município da Moita
Quinzena da Educação marca arranque do ano letivo no concelho


REPORTAGEM
«Obrigado, por tudo o que fez pelo Barreiro»
palavras do Chefe do Estado Maior da Armada.


Doação do Espólio de Augusto Valegas
Honrado por ser um dos meus últimos actos com Presidente da CM do Barreiro


Barreiro - No ano dos 150 anos da velhinha lavradiense
O «Hino da SFAL» tocado por três bandas foi vivido com muita emoção


Barreiro - Concurso de Fotografia
António Mendes Rosa foi o vencedor
. Premiados Filipe Cardeira e Joaquina Coelho Bernardo


MOLDURA
Barreiro - Salão de Arte Postal
Promover uma cultura para a paz


Núcleos Locais de Inserção do Distrito de Setúbal
Encontro reúne em Palmela


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
NOVA FORMA DE CONTACTO COM OS UTENTES


Barreiro Rocks
Dias 3 e 4 de novembro


Barreiro - Auditório Municipal Augusto Cabrita recebe
Fado enCante – Mestre António Chainho & Monda


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
Assina protocolo para receber nova viatura VMER


Barreiro - Auditório Municipal Augusto Cabrita
Concerto com João Pedro Pais


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
IX Jornadas do Serviço de Medicina Interna do CHBM


Nancy Vieira uma voz do Barreiro
Canta em Lisboa no Cinema São Jorge


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
IV JORNADAS DO DIA MUNDIAL DA DIABETES


AUTARQUIAS
Moita
Instalação dos Novos Órgãos Autárquicos


Montijo - Tomada de Posse dos Titulares dos Órgãos Autárquicos
Dia 20 de outubro no Salão Nobre dos Paços do Concelho.


No AMAC – Auditório Municipal Augusto Cabrita - Barreiro
Vai decorrer a tomada de posse do novo executivo Municipal


OPINIÃO
D. Manuel Martins fez-me «nascer de novo».
Por Eugénio Fonseca
Setúbal


Sobre o processo Autoeuropa Volkswagen
O antes e o agora, falta o depois!
Por Fernando Sequeira
Palmela


DIREITOS GARANTIDOS E NÃO TEMPORÁRIOS
Por Francisco Oliveira
Barreiro


ACÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL E O OSTOMIZADO, INTERNACIONALIZAR O NOSSO CONHECIMENTO
Potr Vitor Bento Munhão
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Moita / Barreiro - NO Ginásio Atlético Clube da Baixa da Banheira
Isabel Angelino apresenta «Cante P’ra NÓS» a 21 de outubro


Barreiro – Na SFAL Sociedade Filarmónica Agrícola Lavradiense
Noite de Fados dia 28 de Outubro


Escuteiros Marítimos de Setúbal comemoram 20 anos
Agrupamento 1117 em festa


Barreiro - Marcha Solidária da Associação de Mulheres com Patologia Mamária
Vai «pintar» o Barreiro de verde no dia 22 de Outubro


POSTAIS
Barreiro – Ardeu autocarro dos TCB
Estava parado e sem passageiros


Barreiro - Um abraço a Augusto Sousa na hora da despedida
Porque a vida é sempre...uma aprendizagem em todo o tempo que vivemos


Barreiro - Associação Vem Vencer
A nova carrinha já está ao serviço da comunidade


«Aqui na margem sul - no Barreiro - encontrei um grande Mestre»
Salientou Sei Miguel na abertura do segundo espectáculo do OUT.FEST


Barreiro - Uma noite que nos convidou a sentir os sons
Casa cheia na Igreja de Santa Maria aplaudiu espectáculo de abertura do OUT.FEST


ARTES
Igreja de Nossa Senhora do Rosário do Barreiro
Concerto de Canto e Órgão


TAS - Teatro Animação de Setúbal
«A Noite dos Poetas»


Associação de Artistas Plásticos do Concelho de Almada
«ROMEU CORREIA 1917-2017»


AGENDA
No Auditório Municipal Augusto Cabrita - Barreiro
AMAC Júnior


EUROPA
Rede Europeia de Cidades do Vinho
Vai promover o Dia Europeu do Enoturismo


colunistas rostos.pt - o seu diário digital

A respeito das reformas
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro

A respeito das reformas<br>
Por Carlos Alberto Correia<br>
BarreiroConfesso o meu “despeito a (des) respeito” das propostas apresentadas pelo Ministro do Trabalho. Ingenuidade? Talvez! No entanto aguardava documento mais humano, considerando a vida concreta dos portugueses.

Para obviar a intenções retilíneas informo que me encontro reformado desde 2007, com a totalidade de 43 anos de trabalho, dos quais três ou quatro são de serviço militar. Desde o seu início ficou “congelada”, com exceção dos cortes e reposições aplicados a qualquer português. Foi uma reforma bem ganha e o Estado não faz mais que a sua obrigação ao pagar-me com pontualidade, devendo ainda, o que não cumpre, atualizá-la anualmente, no mínimo, pelo nível da inflação. Durante todo esse tempo descontei e raramente, apesar de em quase toda a duração me chamarem beneficiário (pura ironia), pouco ou nada recebi em troca. Mesmo a assistência médica era tão precária que sempre me vi confrontado com a necessidade de consultar médicos e hospitais particulares, pagos do meu bolso. Por isso, pelo direito que me cabe, estamos conversados.

Voltemos, portanto ao despeito. Ao ouvir as propostas senti-me injuriado. Estavam certamente - através das esperanças suscitadas e ora negadas a outros com longas carreiras contributivas - a gozar connosco. Então alguém que tivesse 48 anos de desconto (ou inscrição) poderia reformar-se antecipadamente (?), sem penalizações, desde que tivesse mais de sessenta anos? Máquina na mão subtrai-o 48 de 60! Vejo com espanto que esse alguém teria de ter começado a trabalhar aos 12 anos de idade. Tendo em conta o espírito da época (estaríamos em 1969) não espanta que muita gente, com essa idade e com menos, já trabalhasse no duro. O que me deixa boquiaberto – aqui o ingénuo será o governante ou então é mal-intencionado – é que, o senhor ministro e assessores, se tenham esquecido do facto comezinho de que talvez nenhum desses trabalhadores estaria inscrito na “Caixa”. Basta ler algo sobre esse tempo para se saber que a fuga à inscrição era enorme e mesmo, em muitos casos, nem sequer era obrigatória. Estou errado, senhor ministro?

Que me seja perdoada a inanidade de insistir em algo que deverá ser, para espíritos neoliberais, atentatório ao eterno direito à servidão das massas populares. Então, independentemente da idade tida, qualquer cidadão que tenha dado à comunidade quarenta anos de vida de trabalho, não será merecedor do reconhecimento do seu esforço? Não lhe deverá ser reconhecido o direto e lídimo direito à reforma? Estarão a fazer-lhe algum favor? Ah! Já sei, a regra da extensão da vida humana. Pois, é! Se considerarmos os nossos tempos, qualquer jovem, e beneficio muito as contas, só começará a ter trabalho e descontos lá para os 27 anos (não disse que favorecia?). Assim só completará 40 anos de trabalho quando perfizer sessenta e sete anos, isto é, mais alguns meses da idade necessária para se reformar nesta altura. Tendo em conta o índice de esperança de vida e seguindo a lógica de contínua progressão da idade de reforma, sem exageros, esse pretérito jovem terá a possibilidade de se reformar… quando estiver morto! Vá lá, sei que estou a exagerar, mas é tão-somente para tornar visível a hipocrisia do sistema. Para não ser chato nem sequer vou referir as momentosas questões das reformas por incapacidade ou a cegueira de juntas médicas, a mandar apresentar ao serviço gente em tratamentos violentos e desgastantes, incluindo terapias anticancerígenas em estado avançado, como, bastantes vezes, os noticiários televisivos nos mostram.

Quero apenas a terminar, esclarecendo ter sido substancialmente informado de o dito documento ser tão-somente uma base de trabalho, demonstrar a minha desconfiança. Já estou queimado e, como se dizia na minha terra, pelo andar da carruagem se vê quem lá vai dentro.

Por tanto, não só estou completamente contra o formulado no documento apresentado como, por experiência adquirida, não espero substanciais melhorias em sede de (des)concertação social, nem, Sua Excelência me desculpe, acredito na boa vontade deste ministro.

Resta-me a esperança de ver o meu partido (BE) não o subscrever quando passar pela Assembleia da República. Assim o espero e assim o quero!

Carlos Alberto Correia

26.03.2017 - 00:24
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

nome: Antonio Fernandes
comentario: Só uma pequena retificação, 48 anos de trabalho é para quem começou aos 14 anos e não aos 12 anos, não existe ano zero, o primeiro ano de trabalho conta e o ultimo também desde que trabalhe 120 dias, conheço alguns casos, mas também estou de acordo que são demasiados anos tendo em conta a média nacional de reformados/anos de trabalho que penso que é de trinta e tal anos. Para levar avante a pretensão da redução dos anos de trabalho é urgente discutir novas formas de financiar a segurança social, deviamos começar por aí, é ir aos lucros fornecidos pela tecnologia, ás máquinas que substituem as pessoas, exemplo, cada posto de combustivel sem funcionário, caixa de supermercado sem funcionário, redução de postos de trabalho nas grandes empresas devido ao avanço tecnologico, criação de emprego precário, etc...

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2017 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

ROSTOS APOIA

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

PUB. - ANUNCIO

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND