Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 19 de Setembro 2017
Por Maria Helena


Por dentro dos dias - Barreiro
Eu vi florir uma lágrima nos teus olhos


Barreiro – Rosto da Semana
Baía do Tejo – porque ousou pensar futuro


Por dentro dos dias - Barreiro
Meu primeiro sonho foi surpreendente


A(nota)mentos
O Barreiro na Europa
- exemplos que todos devíamos valorizar


COLUNISTAS
Lei de Lavoisier
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Paralelismos
Por Nuno Santa Clara
Barreiro



ENTORSES
Por José Caria
Montijo


Notas soltas
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Medos e confusões
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Baixa da Banheira, uma questão de memória
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


BASTIDORES
Degradação da oferta do transporte fluvial para os utentes no Barreiro
Supressão de transporte fluvial leva a pedido de reunião urgente à Tutel


António Costa no distrito de Setúbal
Concentração no Largo do Mercado 1.º de Maio no Barreiro


Deputado do PAN na Assembleia da República
Participa na campanha da candidatura no concelho do Barreiro


CDS Barreiro considera demolição do Posto Médico da CUF
Um acto de humilhação


Setúbal - Serviço de Oncologia do Hospital de São Bernardo
Verdes questionam funcionamento


Transporte abaixo das necessidades dos milhares de utentes
que utilizam a via fluvial para se deslocarem entre o Barreiro e Lisboa.


Soflusa acabou com três carreiras nas horas de ponta na travessia Barreiro-Terreiro do Paço
afirma deputado do PSD do distrito de Setúbal, Bru


PS APOSTA NO TURISMO
AMBIÇÃO PASSA POR INOVAR E COLOCAR O BARREIRO NO MAPA.


Barreiro - PS aposta na força das suas propostas para ganhar a autarquia.
Socialistas foram primeira força a apresentar o programa de governo l


Autorizado concurso para 57 médicos de família para o distrito de Setúbal
O maior recrutamento de sempre para a região de Lisboa e Vale do Tejo


AS EMPRESAS
Almada - Para assinalar a Semana Europeia da Mobilidade
Metro Sul do Tejo desafio utentes a andar de bicicleta


Em reunião com representantes sindicais administração da Volkswagen Autoeuropa
Reconheceu que o modelo de horário apresentado continha aspecto


Montijo - SIMARSUL avança com a construção da ETAR de Canha
Um investimento de cerca de 1,2 milhões de euros


DESPORTO
Barreiro - Regresso do Barreirense à Liga Portuguesa de Basquetebol
Hoje realiza-se a cerimónia de apresentação do plantel sénior


Clube de Vela do Barreiro
Maria Tavares termina no 4º lugar da geral (3º feminino) no Nacional de Iniciados


Moita - Wilson Pedro na final dos 100m no Campeonato Nacional de Juniores
O atleta do Centro de Atletismo da Baixa da Banheira fez os mínimos


Barreiro - Ana Xavier do Badmintom do Luso Futebol Clube
Conquista 2º lugar na 22ª Edição do Open Oeiras


Atletas do Grupo Desportivo dos Ferroviários do Barreiro
Conquistam diversos títulos de campeões nacionais


PERSONALIDADES
Barreiro - Faleceu António Cardoso
Brilhante profissional da RTP e grande amigo do «Rostos»


AS ESCOLAS
Montijo enriquece com o espírito de missão da comunidade educativa
Receção à comunidade educativa do Agrupamento de Escolas


Politécnico de Setúbal coloca 833 novos estudantes
Crescimento de 18% face ao ano anterior na 1.ª fase do CNA
. Cortejo pelas cidades d


Palmela garante mais de 400 mil refeições
em 22 estabelecimentos de ensino


Setúbal - Adesão a superar o número de inscritos registados nos últimos anos
Politécnicl acolhe 110 estudantes em mobilidade internacional


Escola Secundária de Casquilhos - Barreiro
Alunos do ensino secundário viajam até ao CERN para um estágio de duas semanas


Barreiro - Requalificação da Escola Básica nº 8
Inclui substituição total do revestimento da cobertura de fibrocimento


CENTRO QUALIFICA NO CONCELHO DO BARREIRO
As inscrições já se encontram abertas!
. Na Escola Secundária de Santo André


REPORTAGEM
Barreiro - No ano dos 150 anos da velhinha lavradiense
O «Hino da SFAL» tocado por três bandas foi vivido com muita emoção


Mário Durval, candidato do BE à presidência da Câmara Municipal do Barreiro
«Com pelouro ou pelourinho irei fazer a diferença»


Rui Garcia, presidente da Câmara Municipal da Moita
Poder Local Democrático acção insubstituível na transformação e progresso


Presidente da Câmara Municipal do Barreiro
«Dia 1 de Outubro teremos o tira teimas»
- «Vão dar-nos os parabéns»


Barreiro - Concurso de Fotografia
António Mendes Rosa foi o vencedor
. Premiados Filipe Cardeira e Joaquina Coelho Bernardo


Barreiro - Bruno Vitorino, candidato do PSD à presidência da CMB
“Não estou à procura de nenhuma geringonça local»


Barreiro – Saudação aos 75 anos de Alfredo da Silva
Reprovada na Assembleia Municipal pela CDU e BE


Frederico Rosa no Rotary Club do Barreiro
«Está de todo afastado que o PS concorre às eleições para correr com os comunistas»


Barreiro vai receber na próxima época
Provas de Atletismo da Associação de Setúbal


MOLDURA
Barreiro - Ateliê «Artistas a Brincar»
Inscrições abertas


FESTIVAL FLAMENCO DE ALMADA
Guitarras mágicas com identidade própria, baile de beleza e paixão


Alcácer do Sal foi palco de apresentação
dos novos Embaixadores do Alentejo/ Ribatejo



Jornadas Europeias do Património 2017 em Almada
Entrada gratuita nos museus municipais


Jornadas Europeias do Património em Setúbal
«Da fábrica museu ao mercado»


Mítico percurso da Rampa da Arrábida em Setúbal
Perto de sete dezenas de pilotos aceleram este sábado


Setúbal - Ciclo de encontros com autores
Na Casa da Cultura a presença do cronista e político Alfredo Barroso


Mulheres grávidas em Setúbal
Como utilizam os serviços de saúde?


Moita - Festa da Nossa Senhora da Boa Viagem GNR faz balanço
Oito detidos por tráfico de estupefacientes
. Apreendidas 6 143 doses de ha


Estreia da peça «O Principezinho visita o Barreiro»
João Gomes na sala multiusos da Biblioteca Municipal do Barreiro


Curta-metragem documental é apresentada na Antiga Estação Ferroviária do Barreiro
Um trabalho de reflexão artística sobre o património material


Edição de Setembro da OUT.RA Música traz ao Barreiro
GREG FOX um nome grande do «underground» mundial


No Auditório da Biblioteca da Câmara Municipal do Barreiro
SEMINÁRIO CAMPANHA IBÉRICA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE TRABALHO
«Conhecer Me


Barreiro - Comédia «Tempestade num Copo d’Água»
Marina Mota e Carlos Cunha no Auditório Municipal Augusto Cabrita


A 1ª edição de uma Mostra que pretende valorizar e divulgar o património natural
NaturBRR – Mostra de Imagem de Natureza da Cidade do Barreiro


«EU VOU!!!» promove a mobilidade sustentável no Barreiro, Moita e Montijo
Um passatempo para partilhar uma fotografia e respetiva frase criativ


NaturBRR – Mostra de Imagem de Natureza do concelho do Barreiro
«Aves do Sapal» no B Planet de 10 a 23 de setembro


AUTARQUIAS
Barreiro - Moinho de Vento de Alburrica
Tem velas a partir de hoje


Barreiro - TCB voltam a prolongar
Campanha Promocional Passe Jovem


Reabertura da Loja Comunitária do Barreiro
Após obras de qualificação e reestruturação do novo espaço


OPINIÃO
Tempo de apostar num futuro próspero
Por Emanuel Martins
Montijo


DIREITOS GARANTIDOS E NÃO TEMPORÁRIOS
Por Francisco Oliveira
Barreiro


O BRT desacredita o PSD, o CDS e a política em geral
Por José Bastos
Montijo


Greve na Autoeuropa ou um «crash test»
Por Daniel Bernardino
Palmela


ACÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL E O OSTOMIZADO, INTERNACIONALIZAR O NOSSO CONHECIMENTO
Potr Vitor Bento Munhão
Barreiro


Parque Catarina Eufémia ou Parque da Vila no Barreiro, o que fazer?
Por Augusto Coelho
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Núcleo de Confraternização dos Árbitros de Futebol do Barreiro
Sessão comemorativa do 52 º aniversário


Barreiro – Exposição de Artistas do Lavradio
Patente ao público de 15 a 30 de Setembro


10 º Aniversário dos escuteiros adultos de Sesimbra
«Escuteiro uma vez, escuteiro para sempre»


CULTURA
Após cerca de sessenta anos de ausência de novo no Barreiro
Missa cantada com coro na Igreja de Nossa Senhora do Rosário


Barreiro integra programa das Jornadas Europeias do Património
Tema «Património Natureza: Pessoas, Lugares, Histórias – Moinhos de Alburrica»<


LIVROS
Barreiro - Apresentação do livro « Para além do Impossível»
É o primeiro romance de C. Gonçalves


POSTAIS
Rotários do Barreiro aplaudiram Carlos Humberto
Deixa «uma marca que todos reconhecemos»


Passeio da Memória no Barreiro
Este ano voltámos a bater recordes


Barreiro - Alargamento de carreiras dos TCB
Esta criado Grupo de Trabalho com municípios da Moita, Palmela, Seixal e Sesimbra


Mais de dez mil pessoas na Tarde do Fogareiro na Moita
«Vem muita gente de muitos sítios neste dia à Moita»


Barreiro – Posto Médico da CUF foi demolido
Uma ampla alameda nasce frente ao Bairro Operário


Projecto apresentado no Barreiro
Aprovado no primeiro Orçamento Participativo de Portugal


Quadro «Fernando Pessoa» de Dália Cordeiro do Barreiro
Roubado na exposição «RAIZES» no Hotel Vila Galé Tavira


ARTES
Auditório Municipal Augusto Cabrita Barreiro
Exposição de pintura «OPERA BUFFA» de Pedro Espanhol


EUROPA
Incêndios florestais em Portugal
Comissão Europeia apoia os esforços de reconstrução com fundos europeus e continua ajuda de emergência


colunistas rostos.pt - o seu diário digital

Medos e confusões
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro

Medos e confusões<br />
Por Carlos Alberto Correia<br />
BarreiroEm todos os casos a apresentar aparecem, nas ditas redes, artigos e comentários, sobretudo, alinhados em prós e contras. Num maniqueísmo militante as pessoas dividem os atores sociais em bons e maus e, consoante a visão própria, defendem acerrimamente o seu partido, como se esse parcialíssimo ponto de vista contivesse toda a verdade do mundo.

Uma coisa é certa! Dentro de trinta a quarenta anos a maior parte dos empregos conhecido não existirá ou será feito por robôs e inteligências artificiais. É o mundo em mudança. Ameaça, mas não se extingue. Anunciam-se apocalipses e vamos a ver, dão-se umas convulsões – algumas com gravidade – e continua-se a caminho do próximo receio, da próxima mudança. “C’est la vie”! Outra coisa certa é que eu não estarei cá para verificar a justeza das minhas afirmações. Terei, há muito, ultrapassado o meu prazo de validade. Continua a ser a vida!

Não acreditando em destinos ou predestinações, creio firmemente nos efeitos sociais das escolhas dos indivíduos e das sociedades. Para aligeirar explicações, direi que, em cada escolha, seja ela a mais prosaica, acontecem, no mínimo, duas coisas: primeira, escolher implica rejeitar tudo quanto se não preferiu; segunda, cada escolha implica as escolhas seguintes e assim “ad nauseam”. Os efeitos visíveis dessas escolhas só serão entendíveis a muito longo prazo, no tempo histórico ou sociológico. No presente ficamos com a ilusão de que nada demais aconteceu, embora estivéssemos a produzir futuro(s).

Visa esta introdução colocar três temas cujos, de modo vário, têm sido debatidos nos últimos tempos, os quais pretendo ligar por nexo de causalidade. Todos eles têm em comum o forte debate feito nas e a propósito das redes de comunicação social.

Em todos os casos a apresentar aparecem, nas ditas redes, artigos e comentários, sobretudo, alinhados em prós e contras. Num maniqueísmo militante as pessoas dividem os atores sociais em bons e maus e, consoante a visão própria, defendem acerrimamente o seu partido, como se esse parcialíssimo ponto de vista contivesse toda a verdade do mundo. Qualquer terceira opinião será completamente exautorada e os seus seguidores levados à completa desautorização e inanidade.

Vejamos em primeiro lugar o debate sobre a Venezuela! De um lado está a fação – mais alinhada com as esquerdas – da conspiração ocidental neoliberal, contra um regime popular - do outro, os defensores de “sociedades abertas” – mais alinhadas com as direitas – clamando contra os ataques aos direitos humanos e democráticos, perpetrados pelo regime personificados em Maduro, o seu chefe.
Consigo encontrar algumas razões válidas em ambos os lados. Desconfio e penso inaceitável, a lógica do demónio e do anjo. Não desprezo as teorias sobre manipulações de interesses exógenos, sobretudo por causa do petróleo, mas também por desamor ao regime e a qualquer aproximação da ideia de república e poder popular. É-me igualmente difícil perceber que um líder de esquerda sobreponha a sua vontade de dominação, às angústias de um povo condenado à fome, à luta pela sobrevivência, ainda que possivelmente manipulado por forças ínvias. Não entendo como, para defender o povo, se permite aos polícias atirarem a matar sobre a multidão onde, certamente, predomina a presença dos “deserdados da sorte” ou, por mais simples palavras, desse mesmo povo. É uma situação a remeter-me para tristes e salazarentas memórias. Também nesse tempo, quando polícias e guardas marchavam contra os manifestantes, nunca eles representavam, fossem quantos fossem, o povo legítimo. Eram sempre agitadores comandados pelo exterior.

Lá, como cá, existirão sicários a soldos de interesses perversos? Certamente, sim, mas serão uma minoria. Na verdade, num país onde a inflação anual é da casa dos três dígitos, não se poderá pedir, a quem tem ordenados curtos e constantes, que fique quieto em casa, em nome de qualquer ideologia, à espera que uma batata custe o valor de três meses de ordenado. Um líder de esquerda, preocupado com o bem-estar popular, ou encontra soluções ou cederá o seu lugar a outro que as consiga. O resto é manutenção de poder pessoal e, se o não for ainda, um caminho célere para a ditadura. Por isso eu não gosto de Maduro e não permito que, por esta posição, me possam quer ligar, de imediato, ao conjunto dos inimigos do poder popular na Venezuela. Ao argumento de que ele lá está por eleições, contraponho primeiro ter sido sucessor (sou contra dinastias) e que, por votos, também Hitler chegou ao poder…

A gente às vezes engana-se!

Ainda na mesma lógica do bom e do mau, sem estados intermédios, aterra-me em cima o caso da Caparica. Uns querem matar os pilotos porque, ao pousarem na praia, preferiram salvar as suas vidas à custa do sacrifício de uns quantos desconhecidos a povoarem o areal. Outros defendem tecnicamente a opção tomada pelos pilotos, equacionando a grande percentagem de insucessos nas amaragens. Nada sei de pilotagem. Limito-me a comprar bilhetes e voar - esperando sem problemas - nos autocarros aéreos que me levam rapidamente aos destinos pretendidos. No entanto, azares de guerra, tive uma experiência algo semelhante na Guiné. Um monomotor onde fazia vigilância aérea perdeu o motor. Apesar disso, o piloto conseguiu manobrar o avião de molde a conduzi-lo onde pretendia e a pousar sem danos para a população e para a tripulação. Curiosamente, tal como no caso da Caparica, ficou também com uma das asas quebrada. Penso, por isso, que esta questão vai para lá da técnica. Trata-se de uma decisão moral. Os pilotos, ao entrarem no avião, tomaram uma resolução com dois resultados possíveis: chegar incólumes ao destino, ou terem um acidente de onde resultassem ferimentos ou presumível morte. E, tacitamente, aceitaram-na. Os banhistas estiveram ausentes nestas decisões. É aqui que se intromete a falha ética. Ao definirem a vontade de voar, tornaram-se responsáveis por quanto adviesse dessa deliberação. Portanto mesmo sendo mais perigoso aterrar na água, caso fosse possível, é o que deveriam ter feito, independentemente dos riscos corridos. Uma escolha acarreta a responsabilidades das consequências, mesmo não imaginadas, e se algumas não estão nas nossas mãos, ali, talvez estivesse. Há um nome para quem não assume as consequências das suas escolhas. Podem não ser criminosos, mas tudo leva a acreditar terem sido egoístas e cobardes.

A isto junta-se o visível pânico que atravessa as hostes de comentadores e jornalistas. Ouvimo-los bramar contra a desinformação patente nas redes sociais; contra a informe primário, não tratado, mesmo falso, a campear nas redes. E têm razão. De facto, qualquer cidadão com um telemóvel documenta situações que a muitos conviria que não aparecessem na sua crueza. Se os argumentos de primarismo e facciosismo não deixam de ter cobertura, a maior ameaça para a informação profissional não virá, apesar de tudo, das redes, mas sim dos efeitos da conglomeração dos media em pouquíssimas empresas ou centros de poder, interessados em difundir “a sua verdade”. Perdem razão os investimentos cada vez que um popular mostra o que pretenderiam ocultar. Digam-no os polícias racista da América.

O risco de desinformação existe na rede? É um facto! As notícias falsas pululam? Sem dúvidas! O jornalismo profissional poderia servir uma informação acautelada, trabalhada e isenta? Podia, mas, na maior parte dos casos, também não o faz. Limita-se a informação de Agência, muitas vezes tão acrítica quanto a que circula nas redes, a cumprir desígnios de poderosas corporações. Culpas deles? Talvez não! Com certeza do medo de perderem o emprego e dada a rarefação de empresas de informação, saírem de uma é, muito provavelmente, condenarem-se ao desemprego permanente. Todos temos de pensar no bife!

Lembrando-me das imagens, sempre as mesmas, passadas nas televisões (fogos e Venezuela) repetidas durante semanas, a ilustrarem notícias de diferentes conteúdos e tempos, sem a indicação de não se referirem à notícia em curso, induzindo uma continuidade mentirosa, percebemos como estamos a ser manipulados por quem tem o dever de transmitir os factos com a maior isenção. Ás vezes até parece que não percebem a diferença entre notícia e opinião.

Concluindo! É confuso e temeroso o que se passa na Venezuela? Sim! Temos medo, muitas vezes com razão, de decisões individuais que podem trazer catástrofes às nossas vidas? Com certeza! Construímos teorias da conspiração, por tudo e por nada, porque descremos dos meios de comunicação - de quem eles servem e quem deles se serve - dos políticos e outros decisores que ajeitam a verdade à medida dos seus interesses, com “factos alternativos”? Indubitavelmente! Poderíamos, nos tempos que correm, estarmos menos confusos ou temerosos? Evidentemente!

Mas, sabem, isso dá muito trabalho! É uma chatice! “C’est la vie”!

Carlos Alberto Correia

05.08.2017 - 21:10
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2017 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

ROSTOS APOIA

ROSTOS APOIA

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

PUB. - ANUNCIO

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND