Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 23 de Junho 2018
Por Maria Helena


Rosto da Semana – Barreiro
Sara Ferreira – palavra dada é palavra honrada


A(nota)mento - Barreiro
Evocação do cidadão Alcino Monteiro


Por dentro dos dias – Barreiro
Liberdade rima com Dignidade


Inferências
Barreiro a necessidade de pensar em conjunto
– a fábrica e a cidade!


COLUNISTAS
A Leste Nada de Novo
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Estou chateado!
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


É falta de educação não responder às perguntas ou não cumprir o que se promete
Por Nuno Cavaco
Moita


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


MONTIJO - AGIR NO PRESENTE,PREPARAR FUTURO
Por José Caria


BASTIDORES
Nuno Magalhães deputado do CDS-PP eleito pelo círculo de Setúbal
Visitou os postos da GNR na Trafaria em Almada e em Paio Pires no Seixal


Moita - O edifício tem de estar à altura do serviço que nele se presta
PS RECLAMA DIGNIFICAÇÃO DA BIBLIOTECA DO VALE DE AMOREIRA


Moita - Pavilhão Desportivo da Escola Secundária da Baixa da Banheira
Verdes Exigem a Construção


ENTREVISTA
Barreiro - Naciolinda Silvestre, Presidente da União de Freguesias de Palhais e Coina
«Uma freguesia que dá qualidade de vida a quem cá está»


Barreiro - Isabel Ferreira, Presidente da Junta de Freguesia de Santo António da Charneca
«Não quero que a minha freguesia seja uma freguesia peri


AS EMPRESAS
Serviço de Praias TCB 2018 - Transportes Colectivos do Barreiro
Início dia 30 de Junho


Novas fardas dos funcionários dos Transportes Colectivos do Barreiro
Apresentação de Livro dos TCB


DESPORTO
Hoje SÁBADO 23 de junho no Barreiro
Carismática prova Forum Barreiro Night Run


Passeio Informal do Barreiro no dia 24 de junho
Dirigido ao público em geral


Torneio de Minibasquete do GDESSA - Barreiro
150 meninas encheram Pavilhão Municipal


Associação de Basquetebol de Setúbal organiza no Barreiro
Torneio Distrital de 1x1 e lance livre de sub14 masculinos e femininos


Barreiro - Ginastas da Associação Trampolins Fabriltramp
Ana Renata Paulino e Raquel Solposto em 3º. lugar nacional


Moita - Ginastas do GAC da Baixa da Banheira
Campeãs Nacionais em Trampolim Individual.


PERSONALIDADES
Barreiro - Faleceu Maria Teresa Oliveira
Mãe do Presidente do Conselho Geral do Grupo Desportivo Fabril


Barreiro - Faleceu Lucília Santos
Da equipa fundadora do jornal «Público» adjunta da direcção


AS ESCOLAS
Setúbal - Colocar os estudantes em contacto com o seu futuro contexto profissional
Escola Superior de Saúde apresenta projetos de intervenção c


Conselho Municipal de Educação do Barreiro
Toma posse para o quadriénio 2018-2021


Setúbal - Diplomata quis conhecer ensino da tecnologia e projetos de cooperação
IPS recebeu visita da embaixadora da Finlândia em Portugal

Barreiro - Escola Profissional Bento Jesus Caraça
Aula com a Fotografa Vera Marmelo.


REPORTAGEM
Barreiro - Conversa à Mesa com Marta Baeta um encontro com sabores do Quénia
Uma favela onde residem cerca de 2 milhões de pessoas


Barreiro - Plataforma Cívica BA6 - Montijo Não
Vai avançar com petição para o tema ser debatido nas Assembleias Municipais


Moita - Festas Populares da Baixa da Banheira em honra de São José Operário
«Seremos visitados por cerca de 30 mil pessoas»


Barreiro – Coral TAB e Russkii Klub
Uma noite com ritmo e a perfeição da «simbiose» entre as vozes e a dança


Barreiro - Um dia não é suficiente para visitar e ver todas as obras da 9ª Colectiva de Artes
Mais de 120 obras dos alunos de Casquilhos


Barreiro - Por fim às indignas condições de trabalho
Esta não devia ser uma preocupação do século XXI


Gala do Movimento Associativo do Barreiro
Vai assinalar as comemorações do Dia do Associativismo em 2019


Centro de Formação de Professores Barreiro – Moita
Vai ter professor destacado para desenvolver o trabalho da autonomia curricular


«Os Mistérios do Sexo» pelo Teatro de Ensaio do Barreiro
Como através do sorriso é possível pensar o mundo e a vida


Barreiro - «Jogo de Massacre» uma peça que é ArteViva
Um espectáculo onde a morte afirma-se com um grito à vida.


MOLDURA
Concerto com Miguel Gameiro no Barreiro
Espetáculo «MARIA» dedicado à figura da mulher


Na Baixa da Banheira - Moita
Desfile de Marchas Populares


Cais da Moita vai ser palco para cerimónia do Dia da Marinha do Tejo
Comunidade das zonas ribeirinhas que tiveram papel relevante na defesa do


Encontro com Energia na Baixa da Banheira - Moita
COMO GERIR E POUPAR ENERGIA?


Passeio de Bicicletas Antigas do Barreiro
Inscrições gratuitas.


Barreiro - 20º Concurso de Gastronomia Ribeirinha
Tendo como base produtos originários ou característicos dos rios Tejo e Coina


No Largo do Mercado Municipal 1º de Maio - Barreiro
Mundial de Futebol 2018 em Ecrã gigante


Barreiro - Mata da Machada vai voltar a estar protegida por jovens voluntários
Colaboração de cerca de 50 jovens na deteção precoce de eventuai


AUTARQUIAS
Hoje reunião da Assembleia Municipal em Coina
Informação do Presidente da Câmara sobre actividade e situação financeira


Transportes Colectivos do Barreiro
Apresentam Livro e novas fardas em dia simbólico para os TCB



Barreiro - Novo Balcão Único na Rua Teresa Borges
Obra de adaptação inicia a 25 de junho


BARREIRO - CONDICIONAMENTO / CORTE DE TRÂNSITO
Na Avenida do Bocage a partir de 21 de Junho


Câmara Municipal do Barreiro assina protocolo com escolas
Atribuição dois manuais escolares a todos os alunos que estudam e residem no Concelho


ORGANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DO MUNICIPIO DO BARREIRO
Um dos temas da reunião da Assembleia Municipal em Coina


Transportes Colectivos do Barreiro
Alteração de Horários
. Período de Férias Escolares


OPINIÃO
Vamos ocultar a nossa história?
Por Luís Murilhas
Barreiro


Gerir o medo
Por Sandra Pereira
Barreiro


O AÇAMBARCAMENTO DA OSTOMIA
ASSOCIAÇÃO NACIONAL DAS FARMÁCIAS E O BUSINESS DA OSTOMIA
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


A evolução tecnológica e o risco das fake news
Por Carlos Aguiar
Barreiro


Aproximadamente 22% da população portuguesa sofre de Rinite Alérgica.
Por Cândida Bizarro, Inês Ribeiro e Maria Inês Silva
Barreiro


PATRIMÓNIO INDUSTRIAL COMO GERADOR DE CONHECIMENTO
Por Leal da Silva
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Moita - Sessão Pública na Baixa da Banheira
Sobre o estado de degradação da saúde pública na Baixa da Banheira


Moita - 47ª Feira do Livro de Alhos Vedros
No Largo do Coreto de 28 de Junho a 1 de Julho


Moita - Ginásio Atlético Clube da baixa da Banheira
Comemorações do 80º Aniversário


CULTURA
Ministro da cultura visita a exposição da Ephemera no Barreiro
«O que faz falta é agitar a Malta» no parque empresarial da Baía do Tejo


Associação Barreiro – Património,Memória e Futuro considera um crime
Câmara Municipal arrasou o Moinho Pequeno


LIVROS
«Histórias do Advento» de Susana Talete do Barreiro
Da escrita diária sobre a realidade..ao mundo da fantasia partilhada


POSTAIS
«Uma viagem pelo Barreiro – TCB 60 anos - 1957 -2017» de Bruno Vieira Amaral
Um livro para sentir e pensar o concelho de ontem, de hoje e do fu


Instalação de Posto de Gás Natural nos Transportes Colectivos do Barreiro
Proposta aprovada por unanimidade


Barreiro - Aprovada por unanimidade proposta de aquisição
de 60 autocarros a gás natural comprimido para os TCB


Imortalizar património do Barreiro com fotografias de qualidade
Exposição «Lugares com história-Barreiro»


Barreiro – Reconstrução do Moinho Pequeno arrancou como ‘vem de trás’
Avança estudo para praia interior na Caldeira do Moinho Grande


Moita – Festas Multiculturais do Vale da Amoreira
Música, Dança. Gastronomia, Exposições, Artesanato e Animações Culturais


AGENDA
Barreiro - Alburrica Acontece
Voo de Balão Cativo


EUROPA
Orçamento da União Europeia
Comissão Europeia propõe investir 9,2 mil milhões de EUR no primeiro programa digital de sempre


Comissão Europeia publica relatório
sobre a aplicação da Carta dos Direitos Fundamentais na União Europeia em 2017


colunistas rostos.pt - o seu diário digital

Da tristeza em Passos Coelho
Por Carlos Alerto Correia
Barreiro

Da tristeza em Passos Coelho<br />
Por Carlos Alerto Correia<br />
BarreiroCom alegria enorme, confiança total nas capacidades próprias, subiu ao poder que pretendeu, que lutou para obter, sabendo bem o que se passava no País e aproveitando o sabê-lo como alimento da “sede ao pote”. Mal se sentou na cadeira do poder, quase de imediato, descobriu os alfinetes escondidos na almofada. Que sim, senhor! Ora essa! Tão pequena dor valeria bem os altos feitos a cometer e aceitou da troika todos os dislates.

Tudo parte de um princípio!

Por exemplo, para mim, o simples nascimento de um ser humano, neste mundo de homens/mulheres, deveria, só por si, ser o suficiente para que a sua vida, o seu bem-estar, estivessem, tanto quanto é humanamente possível fazê-lo, completamente assegurados. Isto porque cada ser é único e como tal insubstituível. Na realidade, dir-me-ão muitos, tal não passará de impossível utopia, dada a diversidade de recursos e ideologias imperantes no mundo. Terão a sua razão e, volto a dizê-lo, tudo parte de um princípio.

Para Passos Coelho, presumo, o ser humano valerá na medida daquilo que dele se possa haver. Isto é, vales o que tens, respeito-te na razão de quanto possas ser útil ao meu plano. Fora disso és perfeitamente descartável, inútil. Possuis apenas o valor que o sapiente mercado te conceder.

Ele terá como despiciendo o que para mim é fundamental.

Aquele conjunto de genes, desejos, dores, afeições, desesperos e por aí adiante que é o ser-se gente, pouco significará para o meu referido. Terá de acrescentar-lhe o peso social, a possibilidade visível, imediata, de modificar ou arregimentar coisas e pessoas à sua volta para adquirir peso específico, importância. Talvez só muito subliminarmente se recorde de que também ele está na tômbola, também ele poderá passar a irrelevante. Mas, pelo menos nos seus sonhos, tal perpassará e, aqui, teremos o primeiro momento da sua tristeza.

Por outro lado, chegou demasiado cedo aos cumes de um certo poder. Não estava, nem podia estar preparado. Pouco tinha feito na vida. A experiência era escassa. Talvez, à parte as facilidades do cartão e amigos do partido, se submetido a entrevista para cargo médio numa empresa bem organizada, para maior tristeza e desilusão, tivesse sido a sua candidatura preterida por alguém mais experiente, ou com maiores capacidades. Isto poder-lhe-ia ter dado outra visão sobre o querido modo de olhar o Estado, a Sociedade, como macro empresas, a serem geridas por estritos princípios técnicos, suscetíveis de serem colocados, de forma simples, em relatórios sucintos com regras de execução imediata e posterior avaliação contabilística.
Poderá, eventualmente, tal ideia perpassar-lhe no pensamento, criando, na dúvida, meteórica a penugem de tristeza.

Com alegria enorme, confiança total nas capacidades próprias, subiu ao poder que pretendeu, que lutou para obter, sabendo bem o que se passava no País e aproveitando o sabê-lo como alimento da “sede ao pote”. Mal se sentou na cadeira do poder, quase de imediato, descobriu os alfinetes escondidos na almofada. Que sim, senhor! Ora essa! Tão pequena dor valeria bem os altos feitos a cometer e aceitou da troika todos os dislates. Contra a maioria do seu Povo foi conivente e majorador das iniquidades propostas. De moto próprio ultrapasso-as. Isso com maior tristeza nossa que dele. Alegria breve lhe assistiu. Sem perceber bem porquê, tudo começa a resistir-lhe. Os sindicatos? Sim! Esperava por tal. Os partidos de esquerda? A oposição que fizessem seria bênção! Mas, os seus correligionários mais experimentados principiando a, surdamente, criticá-lo; abandonando-o posteriormente e logo a seguir juntarem-se ás vozes da desesperante oposição? Isso, confundia-o e, secretamente, permeava-o de sombria tristeza. Até o Constitucional lhe dava desgostos, a ele, que assentado no poder, não concebia vontades além da sua (ou que Bruxelas ou outro centro difusor autorizado ordenasse)! A disforia passava a raiva e mordia qualquer mão que se lhe estendesse em moldes de moderação. Foi juntado à tristeza, solidão. Trocou camaradas por seguidores, membros respeitados por apaniguados. Não o sabia, mas estava a construir a senda da mais profunda tristeza.

Venceu as eleições, não conseguiu formar governo. Estupefacto viu a maldita esquerda tomar-lhe o lugar. Rugiu ao ver desfazer-se, passo a passo, a teia de miséria lançada sobre o povo irrelevante. Não encontrou na banca estimável a retribuição do afeto e benesses concedidos. Tristeza relevante lhe toldou a alma. Falou, oráculo vazio, em quantos desastres esperava tal governação. Abriu-se-lhe a boca, em descrédito, ao reparar que quem lhe encomendara as tristes ações praticadas contra o seu povo, dava agora encómios aos inversos do que fizera; via as mais negras profecias transmudarem-se no contrário. Sentiu-se traído e mais tristeza se lhe colou na alma. Esperava a qualquer momento um descalabro a justificar-lhe as anteriores decisões, as atuais previsões. Tudo lhe saiu mal. O País prosperava sem si e contra as medidas que tomara. Uma qualquer injustiça, alguns escondidos inimigos, teceriam intrigas, moviam interesses, para o fazer cair em desgraça. O sentimento viscoso de inauditas traições plantara-se no âmago da tristeza, a envolvê-lo. O Sol haveria de brilhar. Seria redimido, reconduzido à capacidade de ação, aos cortes salvadores e preferidos. Teria ainda o seu dia.

Então caiu-lhe na tristeza a Presidência da República. Quem ele queria não havia. Havia quem ele nunca quisera e ousara, imprudente, dizê-lo. Deve ter passados horas bem amargas, plenas de raivosa tristeza em desolação de desertos interiores, nunca poupado pelos Fados, que continuavam a ser faustos para o inimigo, o qual lhe roubara o que só a ele, por direito, pertencia. Claro, na sua inexperiência nunca prestara grande atenção aquela coisa esquisita chamada Constituição e ela, vindicativa, pregara-lhe várias partidas. Alguns próximos bem o tinham avisado: Cuidado com a Constituição! Não é menina com quem se brinque! Como poderia ligar-lhes? Ele era o poder! Ele sabia! Tínhamos um país de velhos! Era preciso reverter isto com ferocidade. Ataquem-se os velhos! Passagem para os novos (desde que fossem para as privadas). Esses amigos torceram o nariz! Pois que o mantenham assim! E foram afastados! Alguns com tristeza, outros lamentando, antecipadamente, o futuro do chefe.

Agora, autárquicas à porta, vai de comício em comício, jantar em jantar, desdizendo tudo quanto se pode inteligentemente ver ou perceber sobre os efeitos da nova governação. Nuns locais diz o contrário sobre o mesmo assunto, noutros, talvez esquecido do anteriormente propalado, reivindicando para si o resultado de medidas opostas às suas. Assim o vemos e entendemos” numa apagada e vil tristeza “onde, nem ele já se deve reconhecer e muito menos aos desmandos que permitiu e praticou. É uma tristeza!

Vê-lo, bufão de si mesmo - apesar de reconhecer ter o castigo que merece - perceber-lhe o terror de maus resultados eleitorais a ameaçarem-lhe o emprego – tal como o fez a milhares de concidadãos – não deixa de influenciar o meu estado de alma a seu respeito. Porque, a seu contrário, lhe reconheço, como ser humano, o direito a esperanças e aflições, ponho-me no seu lugar, sinto a tristeza que emana e, muito sinceramente - por ele no momento, pelo ele a vir - aperta-se-me o coração e, com a tristeza dele me enfeito.

Carlos Alberto Correia

25.09.2017 - 17:41
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2018 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND