Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 21 de Outubro 2018
Por Maria Helena


Por dentro dos dias - Barreiro
Basta um sorriso!


A(nota)mentos
IPS no pensar e ser Barreiro no século XXI


Rosto da Semana – Barreiro
Luciano Barata – um rosto do fazer teatro


Inferências – Barreiro
Quais as marcas dos mandatos autárquicos? (III)


Inferências – Barreiro
Quais as marcas dos mandatos autárquicos? (II)


Inferências - Barreiro
Quais as marcas dos mandatos autárquicos ? ( I)


COLUNISTAS
Prevenir ou remediar?
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Polvo Unido
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


A UBER AGRADECE
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


A Retribuição Mínima Mensal Garantida
José Caria
Montijo


É falta de educação não responder às perguntas ou não cumprir o que se promete
Por Nuno Cavaco
Moita


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


BASTIDORES
Jantar Comemorativo do primeiro ano de mandato
do Partido Socialista na Câmara Municipal Alcochete.


Barreiro - Na Casa Sindical dos Ferroviários
PCP promove debate sobre a Quinta do Braamcamp


Passagem de um ano de mandato das últimas eleições autárquicas
Partido Comunista Português vai realizar iniciativas no concelho da Moita


«Vamos ver se existe abertura do PS para que possamos chegar a um consenso»
PSD disponível para viabilizar orçamento da CMB mediante inclusão d


ENTREVISTA
«Atelier Digital» um projecto da Google no IPS em Setúbal
Desde o seu lançamento já formou mais de 42 mil portugueses.


Durval Salema, PAN – Pessoas – Animais – Natureza
Desenvolver o conceito «Barreiro – uma cidade amiga das crianças»


Barreiro - Francisco Alves do Bloco de Esquerda
Há confronto excessivo, para não lhe chamar guerrilha, entre a actual e a anterior maioria


Barreiro - JPAC cantautor vive a música com paixão
«A música é um sonho meu de criança»


AS EMPRESAS
Transportes Colectivos do Barreiro
ALTERAÇÃO PROVISÓRIA DE PERCURSOS
Carreiras 6, 9, 149 e 150


Na Quinta da Margueira em Almada
1º Fórum Empresarial da AISET- Associação da Indústria da Península de Setúbal


DESPORTO
Pela primeira vez no Concelho do Barreiro
Gala da Associação de Atletismo de Setúbal


Escola de Patinagem do Grupo Desportivo Fabril do Barreiro
Conquista 1º lugar na 35ª Seixalíada


AS ESCOLAS
Setúbal - Nova edição do curso científico no auditório nobre do IPS
Politécnico de Setúbal forma voluntários no combate ao VIH/SIDA


Alunas do Agrupamento de Escolas de Álvaro Velho - Barreiro
Participaram nas VI Jornadas de Arte & Ambiente


Francisco Banha encerra conferência sobre empreendedorismo
5.ª Inspira Barreiro recebe o mais ativo «business angel» português


Moita - Flexibilidade e Autonomia Curricular ETPM
Conhecer os produtos é essencial em Cozinha


Barreiro - Cerca de 250 docentes e não docentes
Participaram na Receção à Comunidade Educativa


REPORTAGEM
Barreiro - «Memórias do Meu Rio» de Lina Soares
Um encontro entre a história, a poesia e a fotografia


Barreiro / Moita – Nova Rotunda dos Fidalguinhos
O concurso para a obra será lançado antes do Verão


Avenida da Praia no Barreiro vai sofrer muito ruído
Baixa da Banheira e Lavradio vão receber impactos entre 70 a 90 decibéis


Barreiro - Requalificação do Polidesportivo da Avenida Bento Gonçalves
Uma demolição que foi uma oportunidade


Requalificação do Clube de Vela do Barreiro
«Acabamos de assinar uma parceria entre o Governo e uma associação»
. Candidatura no valor d


Frederico Rosa, presidente da Câmara Municipal do Barreiro
«Todos estamos cá para levar Santo António para a frente»


No Rotary Clube do Barreiro conversa sobre «From Kibera with Love»
Projecto de Turismo Social à maior favela do mundo


Espaços vazios e ao abandono nas cidades são tema de investigação académica
Barreiro é um dos casos de estudo


Barreiro está a mergulhar numa depressão nocturna
Actividade nocturna tem que fazer parte da cidade


MOLDURA
Barreiro - Cosplay Art Festival na ADAO
Um hobby que se transformou numa Arte Performativa


Hoje há Festa do Teatro no Barreiro
Grupo UBU e Grupo de Teatro Palha de Abrantes.
. Uma noite a não perder


No Centro Hospitalar Barreiro Montijo
Os afetos na Primeira Semana da Saúde Mental


No Pavilhão Municipal de Exposições
1º Encontro R&B Moita


Programação de Cinema no Forum Barreiro
ASSIM NASCE UMA ESTRELA continua em cartaz


Barreiro - No Quartel dos Bombeiros Voluntários do Sul e Sueste
Jantar de Solidariedade com o actor António Cordeiro


Barreiro - Jornadas de Enfermagem do ACES Arco Ribeirinho
Com o lema «Plano Local de Saúde - Contributos de Enfermagem»
. Alcochete, Mon


Jornadas do Património Cultural do Barreiro 2018
Ano Europeu do Património Cultural


AUTARQUIAS
Tianjin da China primeira cidade asiática a geminar-se com Setúbal
Setúbal incumbida de elaborar proposta de acordo de geminação


Lançar um novo desafio à cidade na área da restauração
Criação do selo «Setúbal Saudável»


Moita - No Gaio-Rosário
Reunião pública da Câmara Municipal


Moita - União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira
Lamenta que ministro da saúde tenha saído do cargo sem cumprir as promessa


Barreiro - Reservatório do Antigo Lavadouro na Rua José Augusto Pimenta
no final de outubro começa demolição
. Duração prevista de 30 dias.


Associação de Municípios do Barreiro e da Moita
Não se revê no texto de opinião da coordenadora da Quinta do Mião


OPINIÃO
A DEFESA DOS DIREITOS E PROMOÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA DO OSTOMIZADO UM NEGÓCIO DE DÚVIDAS
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


Direito à indignação perante a postura de alguns membros do PS Moita
Por Rogério Paulo Gonçalves dos Santos
Moita


FAÇA-SE LUZ
Por Rui Lopo
Barreiro


Pela Valorização das Assembleias Municipais
Por Pedro Vasconcelos Almeida
Barreiro


Como melhorar a nossa Automotivação?
Por Sandra Pereira
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Barreiro - Do Parque da Cidade ao Parque Catarina Eufémia
10ª Marcha Solidária da Associação de Mulheres com Patologia Mamária


Rotary Clube do Barreiro
Vai atribuir bolsas de estudo a alunos do Ensino Superior


Escuteiros adultos de Santo André-Barreiro
Fim-de-semana de limpeza na Serra da Arrábida


Inauguração da nova sede dos Escoteiros Grupo 264 Barreiro
Um espaço no Convento dos Loios no Lavradio


Moita - Centro dos Reformados e Idosos da Baixa da Banheira
Projeto CRIBB galardoado com prémio BPI Seniores 2018


CULTURA
Na Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Barreiro
Concerto de órgão com a participação do organista Rui Paiva.


LIVROS
Álvaro Giesta poeta do Barreiro
Apresenta «O Sereno Fluir Das Coisas»


Moita - No Café-Concerto do Fórum Cultural na Baixa da Banheira
Lançamento do livro «Contos e Cantos do Rio e do Mar»


POSTAIS
Património ferroviário é uma marca da identidade do Barreiro
CP está contra processo de classificação que «estava bem encaminhado»


Na Cooperativa Cultural Popular Barreirense - Barreiro
Exposição de fotografia de Rui Aleixo


Pedro Canário, ex- presidente da CM Barreiro
Quinta do Braamcamp é o nosso «património paisagístico natural»


Barreiro - E esta, hem!!
Três pilaretes na entrada de uma passadeira de peões


Barreiro - 33 anos de constituição da Freguesia de Santo António da Charneca
MEMÓRIA instrumento fundamental à IDENTIDADE


Barreiro - Agressor de mulheres na via pública
Se uma sociedade não dá resposta a um caso destes, estamos a falhar


Novo paradigma de transportes públicos na Área Metropolitana de Lisboa
Hoje é um dia histórico sublinhado na reunião da CM Barreiro


Barreiro - 2ª edição do Laboratório Colaborativo CO.LAB
Potenciar a educação para a cidadania.


Grupo de Teatro Projéctor – Barreiro
«Ano após ano a luta pelo desengano»


Assessoria para a Comunicação Social
Custa à Câmara Municipal do Barreiro 4.500 euros mensais


Crónicas do Algarve
Acerca de camaleões, de muxamas, de polícias e de laranjas


EUROPA
Comissão Europeia regista a iniciativa
«Acabar com a fome que afeta 8 % da população europeia»


Comissão Europeia regista iniciativa
sobre «Cidadania Permanente da União Europeia»


colunistas rostos.pt - o seu diário digital

Três vezes onze
Por Nuno Santa Clara
Barreiro

Três vezes onze<br />
Por Nuno Santa Clara<br />
Barreiro Morrem por dia dezenas ou centenas de combatentes e não combatentes – sobretudo não combatentes. Mas as grandes instâncias parecem continuar apostadas numa aritmética estranha, em que todos os números contam – menos os das vítimas.

Durante este mês de Novembro, decorreram em vários países as comemorações do Dia do Armistício, aquele dia memorável em que terminou oficialmente a I Guerra Mundial., ou a Grande Guerra, como então se chamou. De facto, fora a maior até então.
Portugal participou nessa guerra de dois modos diferentes. Em 1914, sem guerra declarada, houve no Sul de Angola confrontos com tropas do Sudoeste Africano, então colónia alemã e no Norte de Moçambique, confrontos com os alemães do Tanganica. A partir de 1916, Portugal entrou oficialmente em guerra contra a Alemanha, enviando um Corpo Expedicionário para o Norte de França e batalhões de reforço para Moçambique. Em Angola, graças à intervenção da África do Sul, os alemães tinham sido afastados logo em 1915.
As coisas correram mal em ambos os Teatros de Guerra, mas no caso de Moçambique foi pior; um assunto quase ignorado, embora tivesse sido aí que se registou o maior volume de baixas, não se sabendo, até hoje, qual o seu número exato. Dessas baixas, também não se sabe ao certo quantas em combate, por doença ou por deserção. No livro “A Guerra que Portugal quis esquecer”, recentemente publicado, o autor procura colmatar essa brecha da nossa memória coletiva.
Mal sabiam os Homens que, uma vintena de anos mais tarde, outra Guerra Mundial haveria de causar ainda maior mortandade – cinquenta milhões de mortos, contra vinte milhões da primeira, entre militares e civis. E, nas duas guerras, a esmagadora maioria dos combatentes não eram profissionais, ao contrário dos séculos anteriores, mas pessoal do serviço militar obrigatório, ou seja, civis chamados às armas.
Daí a insensatez daquele senhor que quis passar à eternidade inventando uma frase profunda. Disse que o que mais gostava de ver eram um cemitério de militares. Dado que os cemitérios militares começaram a ser implantados durante a I Guerra Mundial (antes os mortos eram enterrados no local da batalha em valas comuns, à exceção de alguns oficiais), é fácil perceber (só ele não percebeu) que os defuntos eram civis recrutados. Mas a frase ficou, e ainda há quem a cite e repita, atestando a sua profunda ignorância ou perversidade.
Para melhor ilustrar o que era o tratamento dado aos mortos em combate, nada melhor que um exemplo. Depois da Batalha de Waterloo, os corpos dos militares aliados foram enterrados em valas comuns, e os dos franceses queimados em piras. Mais tarde, os ossos misturados de homens e cavalos foram recolhidos, moídos e serviram para fertilizante, antecipando em século e meio o que se fez em Auschwitz.
Resta saber se o tal senhor, apreciador de cemitérios, seria correligionário daqueles falangistas espanhóis que entoavam nas comemorações e nos brindes “Viva la Muerte!”. Ou se lamentaria ter sido reciclado um cemitério.
Pois a I Guerra Mundial acabou oficialmente (não é demais repetir) às onze horas do dia onze do mês onze (Novembro) de 1918.

Não por acaso: os negociadores acharam que deveria ser dado um cunho especial ao fim das hostilidades, e aquela conjunção 11/11/11 pareceu apropriada. E assim se acordou, assim se assinou e assim se cumpriu.
Ninguém pensou em antecipar de alguns dias, ou mesmo de algumas horas, o fim dos combates. Decerto não foi lançada nenhuma grande operação, mas ninguém na frente foi avisado, talvez para não desmoralizar as hostes. E assim, nesses dias e horas de Paz à vista, a guerra continuou, procurando qualquer das partes obter a máxima vantagem ou a diminuição das perdas.
Deste modo morreram umas centenas ou milhares de homens, no epílogo daquilo que hoje se chama, e com razão, uma guerra civil europeia. Basta ver os Presidentes da França e da Alemanha numa comemoração conjunta para compreender esta afirmação.
Para os grandes decisores, aquelas mortes inúteis seriam um detalhe, uma insignificância, algo irrelevante. Como no célebre livro “A Oeste nada de novo”, de Erich Maria Remarque, em que o herói morre num dia tão calmo, em termos de atividade militar, que o relatório do comando referia “A Oeste, nada de novo” – exceto para a família, os camaradas e os amigos do defunto, é claro.
Quando se assiste a longas deliberações sobre a forma como terminar um conflito, como os que agora decorrem na Síria, no Yemen, no Sudão ou outros locais, surge sempre aquela dúvida: estão à espera de quê? De um 11/11/11, ou de um 12/12/12?

Morrem por dia dezenas ou centenas de combatentes e não combatentes – sobretudo não combatentes. Mas as grandes instâncias parecem continuar apostadas numa aritmética estranha, em que todos os números contam – menos os das vítimas.
E é preciso não esquecer que para as viúvas, os órfãos, os familiares, os deficientes, os psiquicamente afetados, a Grande Guerra não acabou às onze horas do dia onze de Novembro de 1918. Perdurou o resto das suas amarguradas vidas, como perdura paras as vítimas das guerras que se deram depois de 1918 – e têm sido muitas.
Para que a Terra não esqueça.

Nuno Santa Clara

27.11.2017 - 14:50
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2018 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND