Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 26 de Abril 2019
Por Maria Helena


A(nota)mentos - Barreiro
Beijo nos lábios vermelhos de Abril
– o sabor da palavra Liberdade


Rosto da Semana – Barreiro
Manuel Fernandes – o rosto de uma festa feita de presente e futuro


Por dentro dos dias – Barreiro
Do navegar é preciso…ao sobreviver é preciso!


Inferências
O tema central não é a Quinta do Braamcamp, é o PDM é a estratégia para o concelho.


ROSTOS DO ANO 2018
Reconhecimento aos que contribuíram para valorizar o concelho do Barreiro
. ROSTO DO ANO António Cordeiro


COLUNISTAS
Igualdade
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Falam, falam, falam e não fazem nada…
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


Quadro Comunitário de Apoio para o período 2021-2027
Por José Caria
Montijo


O dianho do «crowdfunding»
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Até amanhã Sr. Alexandre. Bom Natal
Por Jorge Fagundes
Barreiro


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


BASTIDORES
Seixal - Com os votos contra do PSD e a abstenção do PS
Parlamento chumba medidas propostas pelo PCP para reduzir a poluição em Paio Pires


Sesimbra - Comemoração do 45º Aniversário do 25 de Abril
Homenagem a Manuel Alfredo Tito de Morais.


Bloco de Esquerda defende ligação Barreiro - Lisboa
Terceira Travessia do Tejo em modo ferroviário.


MOITA - VEREADORES DO PS VOTAM CONTRA O RELATÓRIO E CONTAS DE 2018
Precisamos de outras opções que certamente resultarão noutras contas


Aquisição de duas viaturas para o Programa Escola Segura no Barreiro
Bruno Vitorino considera necessário que CMB adquira face à incapacidade do Es


ENTREVISTA
Barreiro - TCB pode alargar serviço a concelhos limítrofes
Colaborar na mobilidade de Sesimbra, Palmela e Seixal para além da Moita
. Novos au


Desconstruir aquela ideia do Barreiro coitadinho
Projecto «Start XXI» uma aposta no desenvolvimento económico


AS EMPRESAS
Nos concelhos de Almada, Barreiro e Seixal
Embaixador do Qatar e Empresários Brasileiros visitam territórios Lisbon South Bay


DESPORTO
Campeonato de Portugal de Juniores e Absoluto 420
Clube de Vela do Barreiro coloca duas tripulações nos 5 primeiros lugares do Nacional


Moita - 26º Grande Prémio de Atletismo da Fonte da Prata
No âmbito do AtletisMoita vai ter lugar a 4 de maio


Campeonatos Nacionais de Jovens Clássicas de Xadrez em Portimão
Hugo Ferreira Sub 20 e Ferroviários do Barreiro conquistam 2º lugar


Barreiro - Raquel Augusto atleta de Ginástica Ritmica
Campeã Distrital em Movimentos Livres e Vice Campeã em Bola e Fita
. Apurada par


PERSONALIDADES
associação informal VULTOS DA NOSSA TERRA
HOMENGEM A JORGE TEIXEIRA
. APELO


AS ESCOLAS
Barreiro - Escola Secundária de Casquilhos na Lituânia
Erasmus+ - Projeto DE.CO.DE


Barreiro - Agrupamento de Escolas Augusto Cabrita
Presente na Polónia no encontro Erasmus «Um homem são num ambiente são»


Barreiro - Agrupamento de Escolas Augusto Cabrita
Participou na 17ª Edição do Prémio Internacional Marco & Alberto Ippolito na Roménia


REPORTAGEM
Barreiro – Rute Pio Lopes abre Encontros «O autor e os livros»
Fotografia foi sempre uma grande paixão da minha vida
. Sintonia é unir palavra


Rui Braga, responsável pela comunicação da Câmara Municipal do Barreiro
Alerta que «notícias falsas» não acontecem por acaso>
. «Perfis falsos


Barreiro - Escola de Música do Penalvense
Onde se aprende música fazendo música


Barreiro – Constituída «Plataforma contra a Venda da Quinta do Braamcamp»
Lançada a proposta de promover o DIA B – Braamcamp
. Constru


António Costa entregou a chave do primeiro dos 60 novos autocarros a gás dos TCB
Investimento total superior a 18 milhões de euros


Gilberto Gomes no Rotary
Barreiro não conseguiu recuperar os milhares de postos de trabalho que perdeu na CUF e nos ferroviários


MOLDURA
Comissão de Proteção de Crianças da Moita
«Laço Humano» chama atenção para prevenção dos maus tratos na infância


Moita - Comemorações do 45º aniversário do 25 de Abril
Concerto com Ana Moura adiado para 30 de abril


Barreiro - Conhecido o vencedor da Bolsa de Criação OUT.RA 2019
Produção e edição do novo disco do músico Van Ayres dão corpo ao projecto sele


Em Junho o 1º Festival de Jazz do Barreiro
JAZZ NO PARQUE 2019


Barreiro -Encontro «Alburrica/Quinta do Braamcamp em Debate»
«Estuário do Tejo e suas áreas ribeirinhas: estratégia para a sustentabilidade e d


No Salão dos Bombeiros Voluntários do Barreiro
Almoço comemorativo do 45.º aniversário de 25 de Abril
. Dia 28 de Abril, 13 horas


Arrancou no Município do Barreiro
Amarsul promove ações de sensibilização junto a ilhas ecológicas


Barreiro – Reserva o Sábado
Passeio Botânico


AUTARQUIAS
Uma das grandes obras de Abril é a afirmação do Poder Local Democrático
Em Setúbal quer cumprir um dos principais desígnios da Revolução o dese


Assembleia Municipal do Barreiro
Sessão Solene Evocativa do 25 de Abril
. Momento musical pela Escola de Jazz do Barreiro



Barreiro - António Couceiro Machado, ex-professor universitário
Contou como aconteceu a Revolução do 25 de Abril aos alunos do 4º ano


Barreiro uma cidade amiga das famílias e das crianças
Bruno Vitorino quer equipar instalações municipais com fraldários


Rui Garcia, Presidente da Associação de Municípios da Região de Setúbal
«Portugal é hoje mais dependente, menos soberano»


Associação de Municípios da Região de Setúbal
Seminário «Educação – Autonomia? Transferência de Encargos ou Descentralização»


Moita - Centro de Saúde da Baixa da Banheira
Aprovado contrato-programa para construção


OPINIÃO
«A QUINTA BRANCAAMP É DE TODOS!»[3]
Por Armando Sousa Teixeira
Barreiro


CDU impede aumento de preço em viagens dos TCB
Por Rui Lopo
Barreiro


O Dia B – Movimente esta ideia
Por Sofia Martins e Mónica Duarte
Barreiro


Autarquia Em Modo Off
Por Alexandra Serra
Sesimbra


«isto ainda vem do seu tempo, não é?»
Por Rui Lopo
Barreiro


BARREIRO E BRAAMCAMP: UM EXERCÍCIO DE MEMÓRIA
Por André Carapinha
Barreiro


Pela constituição urgente da Polícia Municipal no Barreiro
Ana Beatriz Santos
Barreiro


O Provedor do Preconceito
Por Tiago Coluna
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Agrupamento 690 CNE Barreiro
Limpeza de Praia - Cidadania Ambiental
. Uma onda gigante de azul.


Festas de Constância em Honra de Nossa Senhora da Boa Viagem
Clube Naval Barreirense presente em representação do Município do Barreiro


Intercâmbio cultural Moita - Redondo
I Intercâmbio de Grupos Corais e Instrumentais Séniores


Moita - Grupo Recreativo Familiar no Bairro Gouveia
Escolas Jogo do Pau


LIVROS
Dia Mundial do Livro em Grândola
Apresentação do livro «José Saramago: rota de vida — uma biografia»


POSTAIS
Içar solene das Bandeiras nos Paços do Concelho do Barreiro
Assinala os 45 anos do 25 de Abril


Barreiro - Em Coina reviver Abril no coração
«25 de Abril, sempre!» gritaram numa só voz


Barreiro - Equipamento queimado em Alburrica
Actos de vandalismo destroem equipamentos desportivos


Moita – Centenário da «Catraia de Lisboa»
«Apesar de ter 100 anos continua a ser uma catraia»


Barreiro -Um documentário dedicado ao DIA B
O Pulsar da Cidade


ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro
«O Animador» - onde começa o mundo real e acaba a ficção?


Barreiro - Grupo Recreativo União Penalvense
Um ponto de encontro de gerações
. Polo de animação da Penalva


ARTES
Companhia de Dança contemporânea no Barreiro
«O Quorum Ballet» subordinado ao tema «A SAGRAÇÃO DA PRIMAVERA Made in China»


EUROPA
Comissão Europeia regista a iniciativa
«Europe CARES — Uma educação inclusiva de qualidade para crianças com deficiência»


Opinião pública em Portugal relativamente à União Europeia
Eurobarómetro 90: Portugueses mais confiantes na economia e no emprego


colunistas rostos.pt - o seu diário digital

Tréguas
Por Nuno Santa Clara
Barreiro

Tréguas<br />
Por Nuno Santa Clara<br />
BarreiroSó se pedem tréguas quando há algo a ganhar. No mínimo, ganhar tempo, tomar fôlego, reparar os danos, reestruturar forças, rever estratégias, para depois reiniciar o conflito. Anunciar uma trégua como uma vitória é um absurdo.

Por esta palavra é conhecida a suspensão temporária das hostilidades entre inimigos em guerra, por acordo entre eles. Não se trata do fim da dita guerra, nem de um armistício ou de um tratado de paz: é apenas um intervalo, uma pausa, antes de voltar ao confronto formal, breve intermezzo separando dois atos no drama da carnificina.

Na Idade Média, o conceito de Tréguas de Deus visava limitar os conflitos e proteger os indefesos, além de estabelecer regras de conduta e reservar certas épocas do ano, por motivos religiosos ou para salvaguardar as colheitas, de modo a mantar os confrontos dentro de certos parâmetros, dentro de um mínimo de espírito cristão.
Também houve suspensões espontâneas em alguns conflitos. A talvez mais célebre foi a Trégua de Natal de 1914, em que soldados ingleses e alemães suspenderam as hostilidades, entoaram cânticos a até trocaram presentes, ao arrepio dos comandos surpreendidos e indignados.

Entre a Guerra dos Trinta Anos e as Guerras Napoleónicas, os conflitos pautava-se por regras de conduta na melhor tradição do cavalheirismo. Exemplo típico foi a batalha de Fontenoy, em 1745, durante a Guerra de Sucessão da Áustria, em se diz que o conde d´Anterroches, perante a formação de combate inglesa, teria dito “messieurs les anglais, tirez les premiers”; a história real não foi bem assim, mas o que conta é o espírito. Era “la guerre en denteles”, a “guerra de rendas”, segundo outro dito francês.

O conceito de Guerra Total começou a ser enunciado por Clausewitz, bem com a definição da Guerra como a “ascensão aos extremos”, ou seja, a substituição do diálogo pela violência, levada às últimas consequências; deste modo, o humanitarismo na Guerra seria um absurdo.

Mas o próprio Clausewitz admitiu medidas de contenção da violência, desde que daí se tirasse proveito. A troca de prisioneiros, a recolha de mortos e feridos ou a limitação das destruições justificam-se pelo efeito pretendido, especialmente o efeito psicológico sobre as chefias, as forças e as populações de ambos os lados, face ao efeito pretendido, e sempre dentro do princípio da reciprocidade
Em resumo, as tréguas não teriam um intuito humanitário, mas seriam apenas mais uma manobra dentro do desígnio final de subjugar o adversário à nossa vontade.

Pois bem, estamos em guerra; não em conflito armado, mas em guerra económica, proclamada por Donald Trump, com pompa e circunstância, a que só faltaram os pregoeiros acompanhados por charamelas e timbales. E mais disse o Presidente: as guerras económicas são fáceis de ganhar.
Aqui houve um franzir de sobrolhos: guerra fácil de ganhar? Parecia uma daquelas fanfarronadas de treinador ou dirigente desportivo, em véspera de derrota.

As relações de Donald Trump com a guerra não são boas: evitou ir parar ao Vietname por adiamentos sucessivos da incorporação. Ao contrário do Presidente George H. W Bush, do Senador John Mac Cain ou do ex-Secretário de Estado e Senador John F. Kerry, com notáveis folhas de serviço – o que não impediu de serem enxovalhados pelo atual Presidente, que se diz apoiante dos Antigos Combatentes, sem se aperceber de que os tinha insultado a todos…

Ora, no decurso da guerra anunciada, e à margem do G-20, foi anunciada uma trégua de 90 dias entre a China e os EUA. Para recolher mortos e feridos, ou trocar prisioneiros? Não parece.
Só se pedem tréguas quando há algo a ganhar. No mínimo, ganhar tempo, tomar fôlego, reparar os danos, reestruturar forças, rever estratégias, para depois reiniciar o conflito. Anunciar uma trégua como uma vitória é um absurdo.

O incomparável Winston Churchill disse um dia que nunca se mente tanto como antes das eleições, durante a guerra, ou depois da caça.
Estando em guerra, a mentira seria portanto, se não legítima, pelo menos consensual, justificada pelo imperativo do objetivo final. Portanto, tudo quanto se diz deve ser escrutinado.

De modo que destas tréguas anunciadas se podem tirar desde já várias conclusões:
• Que as guerras económicas (tal como as outras) não são fáceis de ganhar;
• Que a guerra não acabou, a menos que as tréguas se transformem num armistício, e este num tratado de paz;
• Que, neste último caso, só então se verá quem ganhou.

Nuno Santa Clara

05.12.2018 - 17:13
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND