Conta Loios

bastidores

JSD Seixal
Mostra preocupação com a insegurança que se vive no Seixal

JSD Seixal <br>
Mostra preocupação com a insegurança que se vive no Seixal Face aos últimos desenvolvimentos de insegurança e violência, a JSD do Seixal sublinha que - "não nos conformamos com a tomada de posição da Câmara Municipal, que qualificou os recentes incidentes como “pontuais”, desvalorizando por completo a verdadeira gravidade do tema e, mais uma vez, virando a cara aos problemas esperando que se resolvam per si".

Divulgamos o texto integral do comuinicado da Comissão Política de Secção do JSD do Seixal:

A insegurança no concelho do Seixal

O concelho do Seixal tem sido notícia nacional por motivos de insegurança e violência. A frequência e gravidade destas notícias tem vindo a ser intensificada nos últimos dias. Têm saído nas páginas dos jornais casos de ondas de assaltos, agressões a jovens, cercos a esquadras de polícia e incêndios a diversos veículos. Tão ou mais grave é a indiferença com que estas notícias são aceites, contudo, a surpresa é algo que já há muito se desvaneceu. Infelizmente, actos como estes já fazem parte do quotidiano de todos nós, habitantes do Seixal.
Ao longo do tempo, a JSD Seixal tem mostrado preocupação com a insegurança que se vive no Seixal. Com tal posição, foi acusada de demagogia, de falta de conhecimento de causa e, durante anos, tem vindo a ver as suas propostas, alertas e preocupações postas de parte pela CDU. No entanto, é importante voltar a dizer: Existe, de facto, um problema grave de violência que é praticamente diária. Existe, de facto, uma CDU que vira a cara e não é capaz de intervir, essencialmente pela noção real de grande parte da culpa é sua.
A JSD Seixal já propôs criação de Polícia Municipal que, entre outros factores positivos, iria reforçar a presença de agentes no programa “Escola Segura”. Propôs a implementação de sistemas de vídeo vigilância nas zonas mais problemáticas. Propôs medidas de apoio social e essencialmente esteve sempre contra a política urbanística da Câmara incapaz de incutir nos seus princípios uma ideia de inclusão social e requalificação urbana, dando, assim, origem a guetos e bairros problemáticos.
Como tal, e face aos últimos desenvolvimentos neste temática, não nos conformamos com a tomada de posição da Câmara Municipal, que qualificou os recentes incidentes como “pontuais”, desvalorizando por completo a verdadeira gravidade do tema e, mais uma vez, virando a cara aos problemas esperando que se resolvam per si.
A JSD Seixal, com base nos pressupostos apresentados supra, vem repudiar os mais recentes incidentes de violência ocorridos, bem como a postura da Câmara Municipal relativamente aos mesmos, numa atitude de perfeita displicência para com a segurança das pessoas.

A Comissão Política de Secção

26.2.2011 - 3:18

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.