Conta Loios

livros

Grândola - Romance histórico de António Chainho
«A escrava Domingas» encontro com a escravatura no Vale do Sado

Grândola - Romance histórico de António Chainho<br />
«A escrava Domingas» encontro com a escravatura no Vale do SadoNo passado dia 13 foi apresentado no Cineteatro Grandolense mais um romance histórico de António Chainho, professor e ex-Presidente da Assembleia Municipal de Grândola.

“A escrava Domingas” é o seu título e trata-se de um romance de época que se desenrola no contexto da escravatura no Vale do Sado, ao longo do século XVIII. Evidencia particular protagonismo, a personagem principal, Domingas, escrava, negra, vinda da foz do Zaire, Angola, propriedade do morgado de S. Mamede, tal como outros nove escravos. Na esperança de alcançar a sua dignidade e a de todos os outros, trava uma batalha de resistência, ao longo de quase toda a sua vida, sujeitando-se a torturas, humilhações e segredos inconfessáveis, numa história passada entre Alcácer do Sal, Torrão, S. Mamede, Stª Margarida do Sado, Azinheira de Barros e Grândola.

A narrativa, a partir da recontextualização das emoções da época, muito em particular, na mulher, atribui-lhe um papel fundamental na procura da dignidade humana. Nesse sentido, recorre à sensibilidade feminina que representava a melhor encarnação do instinto social e de promotora cultural ao estimular a polidez e o refinamento, num mundo varonil demasiado poderoso.

20.09.2019 - 20:30

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.