Conta Loios

ambiente

Até ao final de 2019 aumento de 15% de resíduos recolhidos seletivamente
Amarsul investe cerca de 10 M€ em novos projetos de Recolha

Até ao final de 2019 aumento de 15% de resíduos recolhidos seletivamente<br />
Amarsul investe cerca de 10 M€ em novos projetos de RecolhaDesde o final de 2018, que a Amarsul tendo vindo a reforçar a sua rede de ecopontos, aproximando os contentores para recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a separação e deposição destes resíduos.

Teremos assim até ao final de 2019, um aumento esperado de 15% das quantidades de resíduos recolhidos seletivamente, valor este que deverá ser ainda maior em 2020.

A Amarsul concluirá este ano o projeto “Reciclar Doce Reciclar”, que visa a implementação de recolha seletiva porta a porta de resíduos recicláveis, nas áreas já servidas pela recolha porta a porta de resíduos indiferenciados, efetuada pelos municípios, nomeadamente em Almada, Seixal e Sesimbra.

Para facilitar a separação de resíduos nos lares abrangidos, a Amarsul disponibiliza gratuitamente dois contentores, um para deposição de papel e outro para embalagens metálicas e plástico, de modo a que o processo de separação de resíduos seja mais simples e confortável para os cidadãos. Serão disponibilizados cerca de 51.300 contentores. Este projeto será alargado aos restantes Municípios da Península de Setúbal, nas zonas onde a recolha de resíduos indiferenciados também seja feita em regime porta a porta.

Desde o final de 2018, que a Amarsul tendo vindo a reforçar a sua rede de ecopontos, aproximando os contentores para recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a separação e deposição destes resíduos. Este reforço tem sido feito com contentores com capacidade para 1.100l onde foram construídas 1.800 gares, de ecopontos e de vidrões. Até ao final de 2019, serão colocados num total de 8.320 contentores de 1 .100l, 1.560 ecopontos e 1.582 vidrões. Para efetuarmos a recolha destes novos equipamentos foi necessário também aumentar a frota pelo que foram adquiridas novas viaturas, 3 para recolha ao comércio e serviços e 15 para recolha doméstica, para além da admissão de novos trabalhadores.

Neste contexto, a Amarsul encontra-se a promover ações de sensibilização junto das ilhas ecológicas, onde equipas dedicadas esclarecem todas as dúvidas relativas à separação de resíduos recicláveis, ajudando os cidadãos a verificarem se os resíduos que estão a depositar nos contentores estão corretamente separados. No final da ação de sensibilização, é disponibilizado um brinde.

Este projeto, cofinanciado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

Com a correta separação de recicláveis pelos cidadãos, menos resíduos são encaminhados para aterro, e todos beneficiam: serão menos as toneladas de resíduos sujeitas a taxa de deposição paga pelos Municípios e serão mais as quantidades recolhidas seletivamente pela Amarsul.

Teremos assim até ao final de 2019, um aumento esperado de 15% das quantidades de resíduos recolhidos seletivamente, valor este que deverá ser ainda maior em 2020.

Com este investimento de cerca de 10 M€ esperamos prestar um serviço público de qualidade, o qual é prestado de forma gratuita à população.

Sobre a Amarsul

A Amarsul é responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos dos 9 municípios da Península de Setúbal: Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal. A Amarsul valoriza anualmente 459 mil toneladas de resíduos, servindo cerca de 800.000 habitantes. A Amarsul procede à valorização energética a partir da extração do biogás, produzindo 29GWh de energia elétrica e que é injetada na Rede Elétrica Nacional.

21.08.2019 - 11:31

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.