Conta Loios

ambiente

Qualidade do ar na união das freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires
Autarquia e Instituto Superior Técnico avaliam
. Receba um morangueiro e participe no Estudo de Poluentes Atmosféricos

Qualidade do ar na união das freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires<br />
Autarquia e Instituto Superior Técnico avaliam <br />
. Receba um morangueiro e participe no Estudo de Poluentes Atmosféricos A Câmara Municipal do Seixal e o Instituto Superior Técnico estão a desenvolver um trabalho de avaliação da qualidade do ar na união das freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires, através de um estudo sobre o mapeamento de poluentes atmosféricos recorrendo a morangueiros.

No dia 1 de fevereiro, sábado, às 15 horas, a Sociedade Musical 5 de Outubro, em Aldeia de Paio Pires recebe mais uma sessão do Fórum Seixal, onde será feita a apresentação do projeto.

O Estudo de Poluentes Atmosféricos é composto por duas ações:
a amostragem de partículas atmosféricas e a sua caracterização química; e o mapeamento de poluentes atmosféricos recorrendo a morangueiros.

Amostragem de partículas
A caracterização química de partículas vai ser realizada a partir da recolha que está a ser feita por dois amostradores de partículas instalados na Arena Multiusos de Paio Pires. Vão ser realizadas quatro campanhas, uma em cada estação do ano, cada uma delas com recolha de filtros durante 25 dias seguidos. Os filtros recolhidos serão depois analisados em laboratório.

Mapeamento de poluentes atmosféricos através da análise de folhas de morangueiro
O mapeamento de poluentes atmosféricos vai ser feito a partir da análise de folhas de morangueiro que estiverem expostas ao ar no local, uma vez que estas absorvem os poluentes da atmosfera.

Vão ser distribuídos 80 morangueiros à população. O objetivo é que os morangueiros estejam expostos ao ar durante 75 dias, período após o qual as suas folhas serão recolhidas e a sua composição química será analisada. Os resultados obtidos neste estudo irão permitir observar a
distribuição de poluentes atmosféricos através da criação de mapas.

Para participar tem de viver na união das freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires, ter uma varanda exterior e viver num rés do chão ou 1.º andar. No momento da entrega do morangueiro, será distribuído um folheto com indicações sobre a forma como se cuidar da planta, onde a colocar, como colher as amostras de folhas e como as entregar.

No final do tempo de exposição, o participante será contactado através de telefone ou email. Deverá recolher as amostras no próprio dia de entrega, que deverá ser feita na junta de freguesia. Após este processo, a planta permanecerá propriedade do participante.

Os participantes na sessão do Fórum Seixal poderão receber um morangueiro e contribuir para este estudo.

Caso não seja possível comparecer na sessão, o morangueiro pode ser solicitado através do email qualidadedoar@ctn.tecnico.ulisboa.pt ou do telefone 219 946 156.

27.01.2020 - 15:46

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.