ambiente

Barreiro - Mata Nacional da Machada
Iberdrola procedeu à limpeza de uma área de 19,21 hectares

Barreiro - Mata Nacional da Machada<br />
Iberdrola procedeu à limpeza de uma área de 19,21 hectares Entre março e maio, a Iberdrola procedeu à limpeza de uma área de 19,21 hectares na Mata Nacional da Machada, no concelho do Barreiro. Destinada à gestão estratégica de habitats em mosaicos de gestão de combustível florestal, esta ação insere-se no âmbito do desenvolvimento de medidas compensatórias do parque fotovoltaico do Conde.

O parque fotovoltaico do Conde, localizado no distrito de Setúbal, ficou concluído no final do ano passado e conta com 13,5 megawatts (MW) de potência instalada, o que evitará a emissão para a atmosfera de 6 mil toneladas de CO2/ano.
A instalação conta com 25.000 módulos solares que produzirão energia limpa e competitiva para suprir o consumo anual de 5.000 residências. O projeto, que envolveu um investimento de cerca de 11 milhões de euros, criou cerca de 100 postos de trabalho, maioritariamente locais.

Em estreita articulação com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e o Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal do Barreiro, as atividades desenvolvidas no terreno incluíram controlo da vegetação espontânea, corte e arranque total de invasoras lenhosas e aplicação de herbicida, estilhaçamento de sobrantes, podas e desramações e rechega do material lenhoso maior. Todo o material foi devidamente destroçado e incorporado diretamente no solo.

A Mata Nacional da Machada é constituída por terrenos pertencentes ao domínio privado do Estado, sujeitos ao Regime de Florestação Total. Com 387 hectares, encontra-se arborizada numa área de 124 hectares, sendo o pinheiro bravo, a principal
espécie em associação com o pinheiro manso, seguido do sobreiro e do eucalipto.
Os 19.21 hectares intervencionados foram divididos estrategicamente em quatro mosaicos com as seguintes áreas de intervenção: MNM1 – 3,58ha; MNM2 – 4,49ha; MNM3 – 4,05ha e MNM4 – 7,09ha.

As atividades da Iberdrola num dos mais importantes territórios florestais nacionais permitiram criar uma descontinuidade horizontal da vegetação de combustíveis florestais, contribuindo para o aumento da resiliência dos habitats naturais, com vista a uma paisagem biodiversa.

02.10.2023 - 15:10

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2024 Todos os direitos reservados.