ambiente

Ciclo de Conferências ”20 Anos a Tratar o Futuro”
Celebra impactos positivos que fazem a diferença na vida das pessoas e da região

Ciclo de Conferências ”20 Anos a Tratar o Futuro” <br />
Celebra impactos positivos que fazem a diferença na vida das pessoas e da região . Vinte anos a tratar o futuro do valor da água, do ambiente, da biodiversidade, dos ecossistemas, da saúde pública e a fazer a diferença na vida das pessoas e na valorização do território.

Para celebrar os impactos positivos de duas décadas de serviço público de saneamento na Península de Setúbal, resultado da parceria regional dos Acionistas Municipais e da AdP - Águas de Portugal, vai decorrer, durante o ano de 2024, o Ciclo de Conferências “20 Anos a Tratar o Futuro”.

A iniciativa arranca em março, mês que assinala o Dia Mundial da Água, e visa efetuar um balanço do projeto regional transformador e projetar e discutir as perspetivas futuras em estreita articulação com cada município parceiro e de forma próxima com a comunidade e os principais stakheholders da SIMARSUL.

A atividade da SIMARSUL é essencial à saúde pública, à proteção do ambiente e ao desenvolvimento social e económico na região.
O esforço de infraestruturação e a implementação de modelos de governança adequados ao longo de 20 anos da atividade de tratamento de águas residuais permitiram alcançar uma elevada cobertura dos serviços de saneamento na Península de Setúbal.

Os impactos positivos da atividade da SIMARSUL estão patentes na saúde e bem-estar, na recuperação e preservação dos recursos hídricos, na qualidade das águas balneares, na preservação da biodiversidade e na proteção do ambiente, promovendo a economia circular, a valorização dos territórios e cidades mais sustentáveis.

Desde 2004 foram reabilitadas 12 Estações de Tratamento de Águas Residuais e contruídas 9, assim como foram construídas 71 novas Estações Elevatórias e 2 novos emissários, tendo a rede de coletores de águas residuais construídos ascendido a 215 Km.
Este investimento realizado ultrapassou os 227 M€ e contou com 75 M€ de comparticipação comunitária, permitindo elevar a taxa de cobertura de 80% em 2004 para 99,32% em 2022, passando a população servida com tratamento de 25% em 2004 para 98,83% em 2022.
A SIMARSUL orgulha-se de contribuir para estes resultados e reafirma o seu compromisso de responder aos novos desafios para continuar a fazer a diferença na vida das pessoas.

A SIMARSUL

A SIMARSUL - Saneamento da Península de Setúbal, S.A. foi criada pelo Decreto-Lei 34/2017, de 24 de março, e é responsável pela gestão e exploração do sistema multimunicipal de saneamento de águas residuais da Península de Setúbal, em regime de exclusivo e por um prazo de 30 anos.
É uma sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos, tendo como acionistas a AdP - Águas de Portugal, SGPS, SA, em representação do Estado Português, e os Municípios de Alcochete, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

Os investimentos realizados no Sistema Multimunicipal de saneamento de águas residuais da Península de Setúbal, ao longo de quase duas décadas, têm contribuído, de forma decisiva, para a preservação sustentável dos ecossistemas e da biodiversidade, para a melhoria dos recursos hídricos, para a valorização e circularidade da água e reutilização de recursos associados, para a qualidade de vida da população local e para a promoção do desenvolvimento e da competitividade regional – fazendo a diferença na vida das pessoas e do território.

A SIMARSUL continuará o investimento no seu Sistema Multimunicipal no âmbito do plano de investimentos em curso de empreitadas para o período tarifário 2017-2026, nomeadamente na conclusão de alguns subsistemas, na reabilitação de infraestruturas e na melhoria da eficiência e fiabilidade de processos.

19.03.2024 - 19:38

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2024 Todos os direitos reservados.