Conta Loios

conversas de 2 minutos

Moita - Manuel Miguel atleta do GAC da Baixa da Banheira
De campeão nacional de salto com vara a campeão nacional de halterofilismo

Moita - Manuel Miguel atleta do GAC da Baixa da Banheira <br>
De campeão nacional de salto com vara a campeão nacional de halterofilismo . Foi o terceiro português a ultrapassar a altura de 5 metros no salto com vara

Manuel Miguel, integrou as equipas de atletismo do Sport Lisboa e Benfica e do Sporting Clube de Portugal, na modalidade de salto com vara, tendo conquistado ao serviço dos dois clubes títulos de campeão Nacional.
Actualmente integra a equipa de Halterofilismo do Ginásio Atlético Clube da Baixa da Banheira e já se sagrou campeão nacional no seu escalão.

Manuel Miguel, nasceu no Alentejo, em Santo Aleixo da Restauração, no concelho de Moura, distrito de Beja.
Veio rumo à cidade grande, para residir na zona da Amadora – “vim para aqui miúdo” – refere.

Campeão nacional pelo Benfica e pelo Sporting

Aos 17 anos, numa brincadeira, foi ao Benfica participar nos Torneios de Captação – “viram que eu tinha jeito, efectivamente tinha. Eu já via a prática da disciplina de salto com vara na televisão e gostava. E foi assim que comecei ...”, recorda.
No ano de 1970 começou a sua prática desportiva no Sport Lisboa e Benfica, e, a partir daí marcou uma presença regular na modalidade, até ao ano de 1987.
Foi campeão nacional quer pelo Sport Lisboa e Benfica, quer pelo Sporting Clube de Portugal, clubes que representou nas mais diversas provas, nomeadamente em Taças dos Campeões Europeus – “estive presente quer pelo Benfica, quer pelo Sporting”.
“Fui o terceiro português a ultrapassar a altura de 5 metros, no salto com vara”, refere.

Era o amor à camisola

Aos 22 anos, após o casamento, veio residir para a Baixa da Banheira. Na época trabalhava na Setenave, em Setúbal, residia na margem sul e treinava em Lisboa.
Um tempo em que, após o dia de trabalho, arrancava para Lisboa, para treinar no Estádio da Luz – “eram grandes os sacrificios, era o amor à camisola. Sair do Trabalho, ir para Lisboa treinar, chegar a casa descansar, para no outro dia ir trabalhar. Era grande o sacrifico que eu fazia, mas gostava muito da disciplina de salto com vara. Valeu a pena”, sublinha.
“Quando fiz as minhas melhores marcas na modalidade já morava aqui na Baixa da Banheira”, acrescenta.

Não vim para aqui a pensar ser campeão

Encontrámos Manuel Miguel, ali, no GAC – Ginásio Atlético Clube da Baixa da Banheira, hoje pela manhã, no decorrer da apresentação da Sala de Halterofilismo, renovada com o trabalho voluntário e o apoio das autarquias.
“Eu já conhecia o Silvestre e esta malta do halterofilismo, já há alguns anos. Um dia vim até com ideia de fazer uma musculaçãozinha. O que eu queria era manter a forma. O Silvestre incentivou-me a praticar halterofilia. Ganhei o vicio, e, já fui campeão nacional na minha categoria de veterano, com 65 anos. O Halterofilismo é uma disciplina que faço, juntando o útil ao agradável, pratico para manter a actividade fisica. Não vim para aqui a pensar ser campeão, mas quando ganho no meu escalão, isso já é bom”, refere.
Uma conversa ocasional. Uma memória. Uma estória.

S.P.

17.11.2019 - 17:26

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.