Conta Loios

as empresas

Trabalhadores da TST podem ir para a Luta
Dispostos a efectuar uma paragem de 48H mensal

Trabalhadores da TST podem ir para a Luta<br />
Dispostos a efectuar uma paragem de 48H mensalOs trabalhadores deram um prazo de 15 dias para a administração da TST responder, caso não exista resposta irão efectuar uma paragem de 48H mensal sendo a empresa a única responsável pela convocação da jornada de luta.

No plenário com paralisação, realizado hoje dia 8 de Fevereiro, os trabalhadores da TST decidiram construir e apresentar nova proposta reivindicativa, que contempla:

-Aumentos salariais;
-Integração do subsídio do agente único no salário;
-A contemplação de folgas rotativas para quem mostre interesse;
-O aumento do subsídio de refeição;
-75€ para o trabalho em dia de folga;
-25 dias de férias;
-Efectividade dos trabalhadores contratados a prazo.

Tal decisão vem no seguimento da aplicação de salário por acto de gestão da empresa que rompeu com as negociações.

Nesse sentido os trabalhadores deram um prazo de 15 dias para a administração da TST responder, caso não exista resposta irão efectuar uma paragem de 48H mensal sendo a empresa a única responsável pela convocação da jornada de luta.

Fonte - Comissão Executiva da União dos Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN

08.02.2019 - 19:09

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.