Conta Loios

as empresas

No Município da Moita
Amarsul inicia sensibilização junto a ilhas ecológicas

No Município da Moita <br />
Amarsul inicia sensibilização junto a ilhas ecológicasNo arranque do projeto em dezembro de 2018, o Município da Moita, apresentou uma capitação de 21,8kg por habitante/ano, e em abril de 2019 demonstrou um aumento para 27,3Kg /habitante/ano, o que representa um aumento de hábitos de separação de resíduos e encaminhamento para reciclagem.

Desde o final de 2018, que a Amarsul tendo vindo a reforçar a sua rede de ecopontos, aproximando os contentores para recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a separação e deposição destes resíduos. Em vários municípios, este reforço tem sido feito com contentores com capacidade para 1.100l (menores do que os ecopontos tradicionais, de 2.500l) criando ilhas ecológicas. Este projeto, cofinanciado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

No arranque do projeto em dezembro de 2018, o Município da Moita, apresentou uma capitação de 21,8kg por habitante/ano, e em abril de 2019 demonstrou um aumento para 27,3Kg /habitante/ano, o que representa um aumento de hábitos de separação de resíduos e encaminhamento para reciclagem.

O objetivo da Amarsul é alcançar 45 Kg/habitante/ano até 2020 e neste momento a média global é de 38,3 Kg/habitante/ano. Com a implementação das primeiras ilhas de ecológicas, já alcançámos aumentos de 85% nas quantidades recolhidas seletivamente.

Neste contexto, a Amarsul encontra-se a promover ações de sensibilização junto das ilhas ecológicas, onde equipas dedicadas esclarecem todas as dúvidas relativas à separação de resíduos recicláveis, ajudando os cidadãos a verificarem se os resíduos que estão a depositar nos contentores estão corretamente separados. No final da ação de sensibilização, é disponibilizado um brinde.

A sensibilização terá inicio no dia 31 de maio, no Município do Moita, após instalação de mais de 400 contentores para papel e cartão (tampa azul) e embalagens de plástico ou metal (tampa amarela), estando programadas cerca de 270 ações. Posteriormente, decorrerão nos restantes Municípios da região, perfazendo um total de 2.990 ações.
Também serão realizadas 76.000 ações de proximidade que visam um contacto direto com a população nos seus lares. As equipas da Amarsul vão poder esclarecer todas as dúvidas dos Munícipes sobre a correta utilização dos contentores.

Com a correta separação de recicláveis pelos cidadãos, menos resíduos são encaminhados para aterro, e todos beneficiam: serão menos as toneladas de resíduos sujeitas a taxa de deposição paga pelos Municípios e serão mais as quantidades recolhidas seletivamente pela Amarsul.

Sobre a Amarsul

A Amarsul é responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos dos 9 municípios da Península de Setúbal: Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal. A Amarsul valoriza anualmente 459 mil toneladas de resíduos, servindo cerca de 800.000 habitantes. A Amarsul procede à valorização energética a partir da extração do biogás, produzindo 29GWh de energia elétrica e que é injetada na Rede Elétrica Nacional.

31.05.2019 - 17:05

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.