Conta Loios

as empresas

Palmela - Trabalhadores do Parque Industrial VW Autoeuropa
A decisão mais fácil para as empresas tem sido despedir

Palmela - Trabalhadores do Parque Industrial VW Autoeuropa<br />
A decisão mais fácil para as empresas tem sido despedir . Na maioria das empresas não estão reunidas condições para voltar a laborar 7 dias por semana

. Encontrar soluções que garantam o diálogo e a paz social existente há mais de 25 anos.

"Temos vindo a identificar e denunciar os despedimentos em massa na generalidade das empresas do Parque Industrial VWAE, nomeadamente de trabalhadores com vínculos laborais temporários e trabalhadores cujos contratos não estão a ser renovados, acentuando-se assim o estado de precariedade no complexo industrial.", refere um comunicado da Coordenadora das Comissões de Trabalhadores do Parque Industrial VW Autoeuropa.

Os membros da Coordenadora das Comissões de Trabalhadores do Parque Industrial Volkswagen Autoeuropa (VWAE) após terem analisado as consequências sobre os postos de trabalho e rendimento dos trabalhadores na maioria das empresas deste complexo industrial devido à COVID 19.

Na maioria das empresas, neste momento não estão reunidas condições para voltar a laborar 7 dias por semana, sendo que das 4 equipas de trabalho existentes anteriormente, apenas 3 estão no ativo e a assegurar 3 turnos diários, de segunda a sexta-feira o que nos deixa mais apreensivos no que respeita a centenas de postos de trabalho a juntar aos quase mil que já foram apara o desemprego.

Temos vindo a identificar e denunciar os despedimentos em massa na generalidade das empresas do Parque Industrial VWAE, nomeadamente de trabalhadores com vínculos laborais temporários e trabalhadores cujos contratos não estão a ser renovados, acentuando-se assim o estado de precariedade no complexo industrial.

O regime de Layoff simplificado aplicado pelo Governo como medida de apoio às empresas deve contemplar a salvaguarda de todos postos de trabalho, independentemente do tipo de contrato de trabalho, caso contrário as empresas beneficiam deste apoio e continuam a enviar trabalhadores para o desemprego, criando um esforço financeiro em duplicado para o sistema de Segurança Social do país. Não podem ser os trabalhadores, como sempre, a suportar a maior fatia da crise.

Atualmente existem algumas empresas que manifestam a intenção de não cumprirem os acordos internos assinados com as respetivas Comissões de Trabalhadores, o que enquanto representantes dos Trabalhadores e dessas mesmas Comissões de Trabalhadores, não podemos aceitar, nem o iremos permitir. Contestaremos pelas vias que entendermos serem ajustadas!

A Coordenadora vem por este meio comunicar a todas as Administrações de todas as 19 empresas implementadas neste Parque Industrial que, caso não exista um compromisso de cumprimento de todos os acordos em vigor, iremos mobilizar todo o coletivo de Trabalhadores no sentido de demostrar claramente que este é um período em que o esforço tem de ser conjunto e repartido entre Trabalhadores e Administrações.

Neste período, excecionalmente difícil, todos temos mais responsabilidade social!
Exigimos que as Administrações trabalhem mais com as estruturas Representativas dos Trabalhadores, no sentido de existirem que garantam a manutenção do emprego, os direitos e fundamentalmente, o rendimento dos Trabalhadores.

A decisão mais fácil para as empresas tem sido despedir!
Sabemos que a legislação Portuguesa permite o tipo de decisões que estão a ser tomadas neste momento, pois com a atual legislação, temos os despedimentos facilitados.
Não é com este tipo de atos de Gestão que as empresas ganham credibilidade!
Exigimos que os gestores assumam a sua responsabilidade no sentido de haver o menor impacto social possível.

A Coordenadora das Comissões de Trabalhadores, irá enviar pedidos de audiência ao Ministério da Economia e do Trabalho e se necessário aos próprios Conselhos de Administrações das empresas do Parque Industrial, sejam empresas nacionais ou multinacionais, no sentido de
encontrarmos soluções que garantam o diálogo e a paz social existente neste Parque Industrial há mais de 25 anos.

Palmela, 29 de maio de 2020
A Coordenadora das Comissões de Trabalhadores do Parque Industrial VW Autoeuropa.

29.05.2020 - 21:34

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.