Conta Loios

as empresas

Investimento de 580 mil euros no Barreiro
reforça resiliência do sistema de saneamento

Investimento de 580 mil euros no Barreiro<br />
reforça resiliência do sistema de saneamento<br />
Adjudicada a “Empreitada de Execução da Ligação Gravítica do Sistema de Cárcamo Lobo à Estação Elevatória do Lavradio (Subsistema Barreiro/Moita)” no âmbito de investimentos e intervenções em curso para a resiliência e eficiência dos processos de infraestruturas.

No âmbito do plano de investimentos da SIMARSUL foi adjudicada a “Empreitada de Execução da Ligação Gravítica do Sistema de Cárcamo Lobo à Estação Elevatória do Lavradio”, à empresa Camacho Engenharia, S.A.

Esta empreitada representa um investimento no valor global de 580.000,00 euros, com prazo de execução de 270 dias, e visa a ligação gravítica do sistema elevatório de Cárcamo Lobo à Estação Elevatória, em “alta”, do Lavradio, por forma a não ser necessária a execução de uma estação elevatória e a eliminar afluências indevidas à ETAR do Barreiro/Moita, designadamente de águas das marés, com elevada condutividade, que condicionam o seu processo de tratamento.
O sistema elevatório de Cárcamo Lobo integra-se no Subsistema de Saneamento do Barreiro/Moita, no concelho do Barreiro. Esta infraestrutura vai servir uma população estimada de 10 000 habitantes equivalentes, para um caudal médio de 1.800 m³/dia.

Apesar dos desafios resultantes do período de contingência, tem sido possível dar continuidade a um conjunto de outros investimentos na região, quer ao nível de reabilitações de infraestruturas em curso ou em fase de conclusão, assim como preparar e lançar novos concursos e efetuar adjudicações para a beneficiação de infraestruturas e aquisição de serviços e bens que visam recuperar diversas restrições operacionais. Destas, destacam-se as afluências indevidas ao sistema que têm afetado o normal funcionamento das infraestruturas, nomeadamente as pluviais e de água da maré e a colocação indevida, por parte dos utilizadores, de resíduos nas redes de saneamento, quer a nível doméstico como agroindustrial, comprometendo o funcionamento dos equipamentos e causando o seu desgaste adicional.

A SIMARSUL

A SIMARSUL - Saneamento da Península de Setúbal, S.A. foi criada pelo Decreto-Lei 34/2017, de 24 de março, e é responsável pela gestão e exploração do sistema multimunicipal de saneamento de águas residuais da Península de Setúbal, em regime de exclusivo e por um prazo de 30 anos.
É uma sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos, tendo como acionistas a AdP - Águas de Portugal, SGPS, SA, em representação do Estado Português, e os Municípios de Alcochete, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.
Os investimentos realizados no Sistema Multimunicipal de saneamento de águas residuais da Península de Setúbal, ao longo de mais de uma década, ascendem a 211 milhões de euros e têm contribuído, de forma decisiva, para a preservação sustentável dos ecossistemas e da biodiversidade, para a melhoria dos recursos hídricos, para a valorização da água e reutilização de recursos, da qualidade de vida da população local e para a promoção do desenvolvimento e da competitividade regional.
Até 2021, a SIMARSUL irá investir no seu Sistema Multimunicipal cerca de 9,8 milhões de euros em empreitadas no âmbito do plano de investimentos em curso para o primeiro quinquénio 2017-2021, nomeadamente na conclusão de alguns subsistemas, na reabilitação de infraestruturas e na melhoria da eficiência e fiabilidade de processos.

13.11.2020 - 09:56

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.