Conta Loios

as empresas

Comissões de Trabalhadores do Parque Industrial VW Autoeuropa - Palmela
Expressam preocupação de continuar a escassez dos componentes

Comissões de Trabalhadores do Parque Industrial VW Autoeuropa - Palmela<br />
Expressam preocupação de continuar a escassez dos componentes As organizações representativas dos trabalhadores – ORT´s, de várias empresas (19) que compõem este parque industrial, reuniram no passado dia 13 para debater vários assuntos que preocupam os trabalhadores do complexo industrial da VW Autoeuropa como também representantes de algumas empresas mais próximas que também estiveram presentes na reunião.

Foram debatidas as formas como as ORT´s e as empresas têm respondido às diversas paragens de produção, por falta de componentes eletrónicos (semicondutores), que continuam a preocupar todos os trabalhadores. Sabendo que este ano já foram cancelados 49 dias de produção e deixaram de se produzir 39 mil carros são, sem dúvida, números preocupantes. O Apoio Extraordinário à Retoma Progressiva (AERP), em conjunto com a utilização dos dias de downdays (dias de não produção que os
trabalhadores têm direito), têm diminuído o impacto na perda de rendimentos dos trabalhadores.

A preocupação de podermos continuar com a escassez dos componentes merece uma atenção continuada, da nossa parte, tal como o que diz respeito ao futuro do emprego de todos os trabalhadores. Neste sentido, além da necessidade de ouvirmos as várias administrações das empresas será também importante solicitar uma audiência ao Governo, nomeadamente ao Ministro da Economia.

Foram também debatidos vários assuntos sobre a legislação laboral, que tem sido tema de debate do orçamento de estado e, em que continuamos a verificar que, nesta matéria, somos vítimas da falta de coragem do Governo para eliminar todas as alterações que foram feitas no tempo da Troika.

As várias matérias como o valor das compensações dos despedimentos, o tratamento mais favorável aos trabalhadores, os horários de trabalho para as 35 horas, a caducidade das contratações coletivas, a diminuição do valor do trabalho extraordinário, o descanso
compensatório, o alargamento do período experimental, a antecipação da idade da reforma devido ao desgaste e penosidade no trabalho por turnos, o teletrabalho e a precariedade são, sem dúvida, questões que não concordamos que se mantenham a prejudicar os trabalhadores.

Foi unânime que por parte dos trabalhadores a nossa preocupação em matéria relacionada com a segurança e saúde no trabalho, que será tema de mais e melhor atenção junto das entidades que têm responsabilidade para monitorizar os problemas de SST terem de ser mais interventivas.
Foi também unânime que a necessidade das ORT´s serem mais unidas, darem respostas coletivas é uma necessidade para servir os trabalhadores.

Palmela, 18 de outubro de 2021
As ORT s

18.10.2021 - 23:22

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.