as empresas

PALMELA - CT VW Autoeuropa afirmam Lay-off é preocupante e deixa todos em stress
200 trabalhadores com vínculo precário ficarão desempregados

PALMELA - CT VW Autoeuropa afirmam Lay-off é preocupante e deixa todos em stress<br />
200 trabalhadores com vínculo precário ficarão desempregados Em comunicado a Coordenadora das Comissões de Trabalhadores do Parque Empresarial da Autoeuropas, consideram que as consequências da Lay-Off para a quase totalidade das empresas e os seus trabalhadores é de perda de rendimento (sejam 5%, 10% ou 33% dependendo do “modelo” de layoff aplicado), e sublinham que "uma coisa temos a certeza até à data de hoje 200 trabalhadores com vínculo
precário ficarão desempregados (ainda faltam decisões de mais 5 empresas)".

As organizações representativas dos trabalhadores – ORT´s, reunidas no passado dia 6 de setembro de 2023, debateram a atual situação laboral e social das várias empresas do parque industrial VW Autoeuropa, nomeadamente as consequências da paragem de produção entre 11 de setembro e 12 de novembro.

As consequências são para a quase totalidade das empresas e os seus trabalhadores que, de algum modo deixam de ter rendimento (sejam 5%, 10% ou 33% dependendo do “modelo” de layoff aplicado). Uma coisa temos a certeza até à data de hoje 200 trabalhadores com vínculo precário ficarão desempregados (ainda faltam decisões de mais 5 empresas).

A aplicação lay-off não é de forma equitativa e seremos todos a suportar, de algum modo através da segurança social. A proteção social devia garantir todos os empregos nesta situação. Quando aos modelos de lay-off aplicado deixaremos que a própria autoridade para as condições de trabalho - ACT seja vigilante.

Se o lay-off já é preocupante e deixa todos em stress imagine-se que uma empresa fornecedoras da VW Autoeuropa,a VANPRO, estabelecida desde o inicio da produção da Autoeuropa ( em 1993) anuncia hoje mesmo aos seus cerca de 400 trabalhadores que o novo modelo de carro a ser produzido pela VW Autoeuropa não lhes será atribuído o que deixa a vida destes trabalhadores numa situação de incerteza quanto ao seu futuro a partir de 2026.

A política de redução de custos da Volkswagen tem feito as suas vítimas, esta não é a primeira vez que fornecedores ficam sem projetos atribuídos, contraria até a carta social da Volkswagen.Mas e que dizer quando os apoios públicos são atribuídos a esta política agressiva e de concorrência desleal que a VW tem desenvolvido?

A continuação de políticas de agressividade de redução de custos e, em alguns casos de desprezo pelas suas organizações representativas, levará a que tenhamos de desenvolver contatos junto das várias ORts no sentido de definir ações de luta conjuntas.

Ort´S presentes na reunião:
CT VW Autoeuropa; CT VW Group Services; CT Rangel, CT Faurecia grupo Forvia, CT KWD; CT Palmetal; CT Visteon; Sindicato SITE- Sul; Sindicato Stasa, Sindicato Sindel.

A Coordenadora das CT´
Palmela, 7 de setembro 2023

08.09.2023 - 17:05

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2024 Todos os direitos reservados.