Conta Loios

as empresas

Portugueses querem smartphones no sapatinho

Os portugueses estão cada vez mais amantes da tecnologia de consumo. Prova disso são as conclusões de um estudo recente do Observador Cetelem no qual se revela que 10% dos portugueses pensa em comprar um smartphone este Natal, 8% eletrodomésticos e 5% telemóveis, tablets e eletrónica de consumo (TV, Hi-Fi e vídeo). O mesmo estudo mostra que as intenções e compra diminuíram em quase todos os itens analisados, a exceção foram os smartphones onde as tendências subiram significativamente quando comparado com 2012 (passou de 3% em 2012 para 10% em 2013).

Quando o Observador coloca a questão “pensa fazer alguma compra importante para si este Natal?”, são os portugueses entre os 18 e os 24 anos que mais referem a compra de smartphones (14%) e telemóveis (12%). Por outro lado, os indivíduos entre os 55 e os 65 anos são os que menos querem comprar este tipo de produto (2% e 1%), preferem comprar eletrodomésticos (7%).

Na análise por classe social destaca-se o facto de nas classes mais baixas (C2/D) as intenções de compra de Natal para o próprio serem quase inexistentes: apenas 3% revela vontade de comprar eletrodomésticos. As classes mais altas (AB/C1) seguem a tendência nacional: smartphones (13%), eletrodomésticos (9%), telemóveis (7%) e tablets (7%).

Entre os produtos que os portugueses menos têm intenções de oferecer a si próprios estão os bens imobiliários (0,2%), as moto/scooters (0,2%), o mobiliário (0,4%) e os automóveis (1%).

«Desde que surgiram no mercado que os smartphones nunca foram encarados como uma ferramenta de comunicação, mas sim, como um objeto que iria integrar a vida quotidiana da população em geral. O exponencial aumento das vendas e da procura levou as marcas a aumentar a oferta das versões low-cost. Ter um smartphone deixou de ser um desejo e passou a ser uma necessidade do consumidor atual. Os dados obtidos neste estudo do Observador Cetelem só vêm sustentar ainda mais essa tendência», afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem.

Este estudo do Observador Cetelem sobre as “Intenções de Compra dos Portugueses no Natal 2013” foi realizado em colaboração com a Nielsen e aplicada, através de um inquérito quantitativo, a 500 indivíduos de Portugal Continental, de ambos os sexos, dos 18 aos 65 anos, entre o período de 3 a 5 de Outubro de 2013. O erro máximo é de +4,4 para um intervalo de confiança de 95%.

7.11.2013 - 10:25

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.