personalidades

HOMENGEM A MANUEL DOS SANTOS CABANAS
Homem de Vila Real de Santo António e Cidadão Honorário do Barreiro
. 121º Aniversário do Nascimento

HOMENGEM A MANUEL DOS SANTOS CABANAS <br />
Homem de Vila Real de Santo António e Cidadão Honorário do Barreiro <br />
. 121º Aniversário do Nascimento No próximo dia 11 de Fevereiro, em iniciativa conjunta, da LIGA DOS AMIGOS DO MESTRE MANUEL CABANAS, com sede em Vila Real de Santo António, e da CÂMARA MUNICIPAL DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO, vai ser comemorado o 121º Aniversário do Nascimento de MANUEL CABANAS, com diversas actividades.

Destacamos às 10h00, a Romagem às campas de Mestre Manuel Cabanas, em Cacela-Velha e pelas 11h40, a apresentação do livro “CABANAS ENTRE OS SEUS”, de Jorge Morais, nas instalações do Arquivo Municipal António Rosa Mendes, em Vila Real de Santo António.

A associação VULTOS DA NOSSA TERRA, com sede no Barreiro, e a CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO homenagearam recentemente MANUEL CABANAS, pela passagem do 120º Aniversário do seu Nascimento, com a edição da obra “CABANAS ENTRE OS SEUS”, da autoria do Jornalista, escritor, historiador e académico barreirense JORGE MORAIS. A apresentação ao público do livro foi levada a efeito no Auditório Manuel Cabanas, anexo à Biblioteca Municipal do Barreiro, em 27 de Novembro do ano transacto. O livro tem prefácio do Dr. João Barroso Soares, que teve também a seu cargo a apresentação da obra e a coordenação do colóquio que se lhe seguiu in memoriam do homenageado.

Depois daquele evento, é agora a vez de, em iniciativa conjunta, da LIGA DOS AMIGOS DO MESTRE MANUEL CABANAS, com sede em Vila Real de Santo António, e da CÂMARA MUNICIPAL DE VILA REAL DE S. ANTÓNIO, ser comemorado o 121º Aniversário do Nascimento de MANUEL CABANAS.

O programa das comemorações é o seguinte:

10h00 - Romagem às campas de Mestre Manuel Cabanas e de sua inseparável mulher D. Maria da Piedade dos Santos Cabanas, em Cacela-Velha;

11h15 – Abertura da Sessão Solene nas instalações do Arquivo Municipal António Rosa Mendes, em Vila Real de S. António;

11h20 – Momento musical com Fernando Pessanha (piano) e André de Oliveira (guitarra);

11h40 – Intervenções preliminares e apresentação do livro “CABANAS ENTRE OS SEUS”, da autoria do jornalista, escritor, historiador e académico barreirense Jorge Morais, com a presença do autor como conferencista, cuja prelecção será seguida de sessão de autógrafos;

13h00 – Almoço de confraternização

Manuel Cabanas, embora originário do Algarve (nasceu em Vila Nova de Cacela, Concelho de Vila Real de S. António, tendo falecido no Hospital de Faro, em 25 de Maio de 1995), residiu e permaneceu no Barreiro durante cerca de 60 aos, sendo considerado figura ilustre da vida local e nacional em ambos os concelhos.

UM HOMEM NOTÁVEL

Jorge Morais, o autor do livro “Cabanas Entre Os Seus”, descreve, em breves linhas, o biografado do seguinte modo:
«Algarvio de nascimento, barreirense do coração, Manuel Cabanas (1902-1995) marcou com o seu exemplo, a sua luta e a sua verticalidade gerações sucessivas de jovens que nele encontraram um verdadeiro Mestre para a vida. Republicano e democrata, defensor incansável das liberdades, artista de lavor filigrânico, tribuno arrebatador e polemista inspirado, Maçon medular, homem probo que do povo veio e ao povo entregou toda a sua vida, Manuel Cabanas continua vivo nos valores que transmitiu aos seus muitos discípulos, seguidores e amigos. Figura de relevo da oposição democrática ao Estado Novo, Cabanas conviveu com os maiores vultos da intelectualidade, das letras, das artes e das ciências do seu tempo, atravessando a direito todo o século XX: ele nasceu quando a luz eléctrica ainda mal bruxuleava e fechou os olhos na era da internet. Por si fala e falará a sua vasta e valiosa obra artística, hoje à guarda de Vila Real de Santo António – uma obra que reflecte, como numa galeria de génios, os valores que sempre nortearam este homem extraordinário».

Por seu turno, João Barroso Soares, prefaciador do livro “Cabanas Entre Os Seus”, descreve a obra de Jorge Morais e o perfil do biografado como se segue:
«Uma bela biografia de um homem notável.
Genuíno republicano e socialista, Manuel Cabanas era antes de tudo um homem bom no exercício cívico da sua cidadania, num grande padrão de alta dignidade, carácter e coragem.
À volta da extraordinária e singular biografia de Manuel Cabanas, o livro de Jorge Morais é também uma interessante História, viva e rica, de um período importante da nossa Pátria, com especial destaque para a ditadura e combate contra ela. A investigação é cuidada, rigorosa e profunda.
Jorge Morais desvenda-nos de forma extremamente aliciante e rica em termos de leitura, histórias, momentos, passos individuais e colectivos que ainda hoje moldam muito do que muitos de nós somos, e a maneira como amamos e procuramos honrar a nossa Pátria».

O CONFERENCISTA E AUTOR DO LIVRO “CABANAS ENTRE OS SEUS”

Jorge Morais, autor do livro, recentemente dado à estampa, em edição conjunta da VULTOS DA NOSSA TERRA e da CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO, irá ser o conferencista convidado da sessão comemoração do 121º Aniversário do Nascimento de Manuel Cabanas que se irá realizar em Vila Real de S. António, no próximo dia 11 de Fevereiro de 2023. De acordo com a sua biografia breve oficial, Jorge Morais «Iniciou os seus ensaios de Imprensa no mensário O Luso, com Francisco Horta Raposo, e no semanário Jornal do Barreiro, com Francisco de Paula Santana. Fez o seu estágio profissional de jornalista, a partir de Setembro de 1972, no vespertino República e foi co-fundador d’A Luta. Exerceu, nomeadamente, os cargos de editor de Política do Jornal Novo e d’A Tarde, chefe de Redacção adjunto do Correio da Manhã (de que foi co-fundador), editor-chefe d’O Século, editor d’O Independente e director do semanário Tal&Qual e do diário matutino 24horas (de que foi igualmente co-fundador). Voltou a assumir, simbolicamente, a Direcção do Tal&Qual, numa II Série iniciada em Junho de 2021. Exerce a docência na área dos Estudos Ingleses e da História das Instituições. Tem quinze trabalhos publicados em livro.
A partir da segunda metade dos anos 60 do século XX tornou-se discípulo de Mestre Manuel Cabanas e acompanhou-o quotidianamente nesse período final do regime deposto em 25 de Abril de 1974. É um dos testamenteiros indigitados pelo Mestre como legatário do seu espólio artístico, designadamente o que se encontra depositado na Galeria Museu Manuel Cabanas, em Vila Real de S. António».

CB, Azeitão, 2 de Fevereiro de 2023

02.02.2023 - 20:17

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2024 Todos os direitos reservados.