Conta Loios

personalidades

Faleceu Artur da Silva Quaresma - Barreiro
Internacional e Campeão Nacional pelo FC «Os Belenenses»

Faleceu Artur da Silva Quaresma - Barreiro<br>
Internacional e Campeão Nacional pelo FC «Os Belenenses»<br>
Segundo notícia da Lusa, faleceu ontem Artur da Silva Quaresma, que nasceu no Barreiro no dia 27 de Dezembro de 1917, um nome registado nas páginas de ouro do futebol nacional, quer como jogador, quer como treinador.
Ao serviço do Futebol Clube «Os Belenenses» sagrou-se Campeão Nacional, no único título conquistado pela equipa azul e branca.

O corpo vai ser velado a partir de hoje na Igreja de Santo António da Charneca, realizando-se o funeral, amanhã, domingo, dia 4 de Dezembro, pelas 11 horas, para o Cemitério da Vila Chã.

Artur Quaresma, em entrevista que deu ao jornal Rostos, no ano 2002, recordava o seu tempo de criança, quando morava no coração do Barreiro, na Rua Heliodoro Salgado, onde jogava à bola pelas ruas da vila.
Frequentou o Ensino Primário no Instituto dos Ferroviários.
O seu primeiro clube foi o «Nacional do Barreiro, um clube popular, depois integrou o Sport Lisboa e Barreiro, que era a filial nº 1 do Sport Lisboa e Benfica.

Aos dezasseis anos foi convidado para jogar no Futebol Clube Barreirense, estava na 1ª Divisão Nacional – “Fui directamente para jogar na primeira categoria para substituir o João Pireza” – sublinhou ao Rostos.

“Era um clube forte” referiu, acrescentando – “éramos internacionais quase todos quando fomos jogar para os clubes de Lisboa”.
Na conversa com o Rostos sublinhou que só jogou dois jogos no Barreirense – “fui logo apanhado pelo Belenenses”.
Recorde-se que a sua transferência na época rendeu ao Barreirense 5 contos.

Artur Quaresma era um jogador considerado de elevado nível técnico – “eu era interior, direito ou esquerdo, era um jogador do meio campo, fazia jogo para os outros, mas também era um goleador”.
Com 19 anos foi internacional, disputando em 1936 o encontro entre Portugal e a Espanha, com a vitória de Portugal por 1-0.
Ao jornal «Rostos» recordou que, nesse jogo, quando tocou o Hino Nacional, os jogadores do Barreiro, estenderam o braço mas ficando de punho cerrado, enquanto ele ficou de braços descaídos ao longo do corpo.
Este episódio gerou uma confusão, sendo os jogadores do Barreiro chamados à PIDE, tendo dois ficado presos.
“Eu saí porque disse que não levantei o braço por esquecimento” – recordou.

Artur Quaresma ao serviço do Futebol Clube «Os Belenenses» foi Campeão Nacional e conquistou a Taça de Portugal.

O corpo vai ser velado a partir de hoje na Igreja de Santo António da Charneca, realizando-se o funeral, amanhã, domingo, dia 4 de Dezembro, pelas 11 horas, para o Cemitério da Vila Chã, no Barreiro.

O jornal Rostos expressa sentido pesar as seus familiares e amigos, nesta hora de luto e tristeza.

3.12.2011 - 17:23

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.