Conta Loios

as escolas

Setúbal - Multinacional formou mais de 35 mil portugueses no primeiro ano do «Ateliê Digital»
Google reconhece papel pioneiro do IPS na melhoria das competências digitais em Portugal

Setúbal - Multinacional formou mais de 35 mil portugueses no primeiro ano do «Ateliê Digital» <br />
Google reconhece papel pioneiro do IPS na melhoria das competências digitais em Portugal Lançado em dezembro de 2016 no Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), o projeto pioneiro “Ateliê Digital”, da multinacional Google, já formou mais de 35 mil portugueses em competências digitais, através de cursos gratuitos, presenciais e online.

Eis o balanço do primeiro ano do “Ateliê Digital”, assinalado no passado dia 8 de fevereiro, em Lisboa, numa cerimónia em que Pedro Dominguinhos, presidente do IPS, recebeu das mãos de Bernardo Correia, diretor-geral da Google Portugal, o troféu que reconhece o papel pioneiro da instituição de ensino na melhoria das competências digitais em Portugal.
Trata-se, aliás, de uma aposta muito cara ao IPS, patente noutras parcerias, nomeadamente com o projeto nacional GEN10S, promovido pela SIC Esperança, associação Ayuda en Acción e Google, e que prevê formar em linguagem de programação Scratch cerca de 5 000 alunos do 5.º e 6.º anos e 500 professores, em todo o País.
Recorde-se também que o presidente do IPS é um dos 10 coordenadores da Iniciativa Nacional Competências Digitais - Portugal INCoDe.2030, lançada pelo Governo em abril último e que pretende reforçar as competências básicas em Tecnologias de Informação e Comunicação da população portuguesa, preparando-a para as oportunidades de emprego emergentes e baseadas no digital.
Apoiado pelo Governo português, representado na sessão pelo ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e pela secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Maria Fernanda Rollo, o “Ateliê Digital” da Google pretende dotar os portugueses (com ou sem formação académica, empregados ou desempregados), e de forma gratuita, das ferramentas necessárias para tirar partido das oportunidades que advêm da digitalização da economia, e além disso contribuir para fomentar o empreendedorismo em solo nacional.
O número expressivo de cidadãos que concluíram a ações de formação surpreendeu os governantes e também Francisco Ruiz Antón, diretor de Assuntos Institucionais da Google para Portugal e Espanha. “Em comparação com outros países, a experiência portuguesa é das melhores”, o que demonstra que a “juventude portuguesa está consciente da importância da formação em competências digitais”, afirmou.
A formação presencial, que já passou por Setúbal, Lisboa, Leiria, Aveiro, Porto e Peniche, regressa em breve ao IPS, entre os dias 28 de fevereiro e 2 de março, para mais uma edição do curso gratuito em Marketing Digital, especialmente dirigido aos estudantes e diplomados do IPS, mas também aberto à restante comunidade académica e a outros interessados em ampliar os conhecimentos sobre o mundo digital.
O programa formativo incide na otimização para motores de pesquisa (SEO), marketing para motores de pesquisa (SEM), marketing nas redes sociais e mobile, análise de web e internacionalização, conciliando teoria e prática.


Foto - Pedro Dominguinhos, presidente do IPS; Bernardo Correia, diretor-geral da Google Portugal

15.02.2018 - 11:48

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.