Conta Loios

as escolas

Escola Secundária de Casquilhos - Barreiro
Percurso por terras helénicas a partir do Projeto Erasmus

Escola Secundária de Casquilhos - Barreiro<br>
Percurso por terras helénicas a partir do Projeto ErasmusUm grupo de alunos e professores do Agrupamento de Escolas de Casquilhos iniciou o percurso por terras helénicas a partir do Projeto Erasmus+ “DE.CO.DE – Developing Competences, Developing Europe”.
Numa terra cheia de história, berço da civilização moderna, desenvolvemos, ao longo de uma semana, de 25 de novembro a 1 de dezembro, atividades várias ligadas a algumas das competências que constituem a Educação.

«O que tu deixas para trás não é o que é gravado em monumentos de pedra, mas o que é tecido nas vidas de outros.
Péricles

Cada projeto que nasce deve ser alimentado pelo toque de cada um que nele participa. Foi com este espírito que um grupo de alunos e professores do Agrupamento de Escolas de Casquilhos iniciou o percurso por terras helénicas a partir do Projeto Erasmus+ “DE.CO.DE – Developing Competences, Developing Europe”. Numa terra cheia de história, berço da civilização moderna, desenvolvemos, ao longo de uma semana, de 25 de novembro a 1 de dezembro, atividades várias ligadas a algumas das competências que constituem a Educação. Desta forma, em conjunto com os participantes dos outros países envolvidos, Grécia, Itália, Letónia e Lituânia, procurámos deixar marcas nas vidas de todos e de cada um em particular, não descurando a História que percorremos através da visita a locais vários: Acrópole e o seu museu, Templo de Poseidon, no Cabo Sunião, bem como o Teatro de Thoriko.

A partir da gastronomia, das danças e das músicas tradicionais de cada país, da apresentação de empresas inovadoras e sustentáveis existentes na região em que se situam cada uma das escolas participantes, assim como da história da colonização e da migração (refugiados da Síria e imigrantes de África), desenvolvemos algumas das competências que estão na base do projeto, nomeadamente as que dizem respeito à interculturalidade e ao empreendedorismo.

Estudámos também vários filósofos gregos, especialmente Platão. Em grupos constituídos por alunos das várias nacionalidades, realizámos diversos trabalhos sobre os temas que iam sendo apresentados. Participámos, ainda, nalgumas atividades, cujo objetivo era conhecermo-nos melhor para que existisse um ambiente em que todos nos sentíssemos à vontade. No último dia, cada país criou e apresentou um diário do intercâmbio em formato vídeo.

De braços entrelaçados, tal como se bailam muitos dos típicos sons de folclore grego, dançámos ao som da música daquele país que tão bem nos acolheu e que proporcionou, na última noite, uma festa de despedida no Centro Municipal e Cultural de Ilion Melina Merkouri.

Esta foi apenas a viagem inaugural de um projeto que, inevitavelmente, percorrerá outros destinos. Mais tarde ou mais cedo aportará em terras lusas. Assim sendo, não nos despedimos, mas dizemos, apenas, até já!

André Santos (11ºF)
Diogo Baptista (10ºA)
Maria Matos (11ºF)
Ricardo Heitor (10ºA)
Tomás Almeida (11ºF)

Nota: “Projeto financiado pela Comissão Europeia. A informação contida nesta publicação vincula exclusivamente o autor, não sendo a Comissão responsável pela utilização que dela possa ser feita.”

12.12.2018 - 00:05

Imprimir   imprimir

PUB.

PUB.





Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.