Conta Loios

as escolas

Semana «Escola sem Bullying, Escola sem violência» - Barreiro
É urgente continuar a promover uma cultura de não violência.

Semana «Escola sem Bullying, Escola sem violência» - Barreiro<br />
É urgente continuar a promover uma cultura de não violência.<br />
 De 24 a 28 de maio, decorreu no AESAndré, a semana "Escola sem Bullying, Escola sem violência", em que a temática do Bullying, da não violência e da empatia foram o tema central nos vários ciclos de ensino, desde o pré-escolar até ao secundário através de diversas atividades.

Esta semana articula o projeto Erasmus+ «TAB: Together against Bullying» com as atividades da Estratégia para a Cidadania e Desenvolvimento do AESA, EMRC, Bibliotecas Escolares, Clube de Teatro da ESSA, Artes Visuais e outros grupos/projetos do Agrupamento.

Alunos, professorese funcionários envolveram-se nas diversas e tão diferentes atividades que decorreram durante 5 dias, desde as artes (criação de mascote anti-Bullying, desenhos e BD’s), á leitura do livro «Griafritz» e de poemas de autores portugueses através das Leituras Andarilhas, à troca de mensagens «Eu sou teu amigo porque…» escritas pelos alunos e dirigadas aos colegas, professores e funcionários, passando pela dramatização (Clube de Teatro da ESSA e o Teatro de Sombras da EBQL), sessões de meditação no 1º ciclo e na EBQL, assim como, foram também plantadas por vários locais da escola frases soltas de promoção da não violência, foi criada pelos alunos e exibida nas aulas de Cidadania um vídeo «Curta sem Bullying», e ainda, os alunos do 9º ano ouviram o testemunho na primeira pessoa de quem sofreu e fez Bullying através do escritor André Fernandes, e, por último destacamos, o Dia Rosa sem Choque, na última 4f de maio, em que, simbolicamente nos vestimos de cor de rosa .

Todos os momentos foram marcantes, certamente, mas a atividade do «Correio anda na escola...» relembrou, a muitos, o quanto cada um de nós pode ser importante e marcante para outros, sem nós próprios darmos conta disso .

Este tema é urgente! E não há datas marcadas para o abordar.
É urgente alertar as gerações mais novas tal como os mais crescidos.
É urgente criar empatia, respeitar e ser cordial/amigável com o próximo, com o outro, connosco próprios, com o mundo que nos envolve, com a Natureza. O tema do Bullying e da violência é transversal a todos os ciclos e a todas as idades.
É urgente continuar a promover uma cultura de não violência.

Aceitar! Aceitar a diferença, aceitar o direito a cada um ser como é e todos os dias procurar ser a melhor versão de nós próprios.
Somos todos diferentes e ao mesmo tempo todos iguais.
Cada um de nós, diariamente, pode fazer a diferença. cada um pode contribuir para a não violência, tanto no ambiente escolar, social e familiar, como em tantos outros locais.
Tal como disse o nosso escritor convidado desta semana (André Fernandes): "É o amor que nos distingue!".

R. S.

VER FOTOS

https://www.facebook.com/media/set/?vanity=jornalrostos&set=a.10158007687527681

02.06.2021 - 21:35

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.