Conta Loios

as escolas

Concurso de ideias e planos de negócios reúne anualmente 21 politécnicos
IP Setúbal na final do 17º Poliempreende com projeto na área da Inteligência Artificial

Concurso de ideias e planos de negócios reúne anualmente 21 politécnicos<br />
IP Setúbal na final do 17º Poliempreende com projeto na área da Inteligência Artificial “MenuAI”, um projeto na área da Inteligência Artificial (AI) que visa aliar a tecnologia aos desafios da gestão de informação nos mais variados setores de atividade, é a ideia inovadora que vai representar o Politécnico de Setúbal (IPS) na final nacional do 17º Concurso Poliempreende, a decorrer em Santarém, entre 13 e 16 de setembro.

O projeto de negócio, da autoria de João Santos e Guilherme Tavares, foi o vencedor escolhido pelo júri regional de Setúbal, tendo recebido o valor monetário de 2 000 euros, além de horas de consultoria atribuídas pela empresa comOn.

O júri, presidido por Carlos Mata, vice-presidente do IPS, e composto por representantes do Banco Santander, empresas Gastão Cunha Ferreira e ComOn, ADRAL – Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo e PACT – Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, distinguiu ainda os projetos “Higeia Healthcare” (2º lugar) e “Adopt4Paws” (3º lugar).

O segundo prémio, no valor monetário de 1 500 euros, foi atribuído à equipa de Carlos Louro, Mário Fati e Letícia Sales, cuja proposta de negócio visa quebrar barreiras na utilização de serviços de saúde por parte de pessoas com dificuldades na comunicação. O projeto “Higeia Healthcare” recebeu ainda dois prémios adicionais, nomeadamente o Startup LABWARE, que consiste num voucher para aquisição de equipamento tecnológico, e a oferta do registo de patente, pela Gastão Cunha Ferreira.

Proposto pelas empreendedoras Filipa Gonçalves, Maria Lino, Marta Melo e Sandrina Lopes, o projeto “Adopt4Paws” é uma solução que tem como potenciais clientes os amantes dos animais de estimação, e foi distinguido com o terceiro prémio (1 000 euros).

O Poliempreende é uma competição nacional que assenta na maior rede de promoção do empreendedorismo no ensino superior, constituída por 21 politécnicos. O concurso anual desenvolve-se em duas fases: a primeira, regional, dinamizada individualmente por cada um dos parceiros; a segunda, nacional, onde se reúnem todos os vencedores dos concursos regionais.

A final desta 17ª edição, que excecionalmente abarca dois anos de competição (2020 e 2021), será disputada em setembro, no Instituto Politécnico Santarém, coordenador nacional, estando o IPS representado com dois projetos.

Além do “MenuAI”, concorre também o “Increas”, que venceu a fase regional de Setúbal em 2020, com uma proposta de desenvolvimento de biossensores, acoplados a uma superfície, permitindo assimilar e tratar dados variados (da postura ao stress), acessíveis através de uma plataforma.

13.07.2021 - 17:30

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.