Conta Loios

as escolas

Agrupamento de Escolas Augusto Cabrita
Erasmus+ «the da vinci code» envolve escolas da Bulgária, Itália, Roménia, Sérvia e Portugal

Agrupamento de Escolas Augusto Cabrita<br>
Erasmus+ «the da vinci code» envolve escolas da Bulgária, Itália, Roménia, Sérvia e Portugal Decorreu no agrupamento de escolas augusto cabrita, o erasmus+ "the da vinci code" entre 4 e 8 de abril de 2022, envolvendo escolas da Bulgária, Itália, Roménia, sérvia e Portugal.
O projeto visa aumentar o interesse e a compreensão das disciplinas STEM (abreviatura comum para quatro áreas de estudo intimamente ligadas: ciência, tecnologia, engenharia e matemática) por parte dos alunos, usando novos métodos e abordagens inovadoras.

Com o objetivo de uma melhor compreensão do material científico e dos conceitos de ciência por parte dos alunos, mostrando uma atitude mais positiva em relação à mesma a fim de melhorar a sua compreensão, reduzindo o analfabetismo científico.
Assim, foram mostrados os projetos STEM desenvolvidos pelos diferentes países, a casa inteligente que mede níveis CO2 (Itália), apresentação de um jogo pela servia, apresentação do projeto da Bulgária, da Roménia e apresentação das conclusões da investigação do rio coina desenvolvido pelos alunos da nossa escola (Físico-química) e da professora Maria do Céu Robalo, com a colaboração da professora de biologia, Helena Pires da Escola Álvaro Velho (Biologia) que tem trabalhado em parceria com a nossa escola.
Foram apresentadas duas aulas na terça-feira dia 5 de Abril por parte da coordenação Bulgária, "escape room nos problemas ecológicos", e outra sobre "a água" em que os alunos tinham de encontrar respostas para resolver problemas depois de consultar diferentes recursos, que foi um iniciativa muito interativa.
Foi desenvolvido um workshop no dia 6 de Abril sobre Arduíno pelo docente Nuno Arsénio Gonçalves aplicando a programação a leds, motores, sensores e circuitos eletrónicos, em ambiente virtual e logo de seguida, em ambiente real de montagem das componentes, contando com o apoio da equipa de alunos portugueses de robótica/informática.
A professora Helena Pires apresentou os princípios da hidroponia, mostrando exemplos e materiais e desmistificando a dificuldade da criação de projetos em hidroponia. Apontando soluções viáveis para a produção de alimentos, usando este conceito.
De seguida, a professora Maria do Céu Robalo em nome da SCIENTIX fez a sua apresentação com a colaboração dos alunos deste projeto de ciências e tecnologias sobre "Ensino Experimental de Ciências em uma Abordagem STEAM " e foi muito interessante ver a magia da química aplicada a cozinha, a cozinha molecular.
Todos puderam ver e provar o que foi produzido no momento com a ciência aplicada a alimentação do futuro.
Foi uma semana onde surgiram muitos projetos inovadores que envolveram os alunos, com muitas horas de trabalho, mas que ajudaram a uma melhor compreensão da ciência nas suas diferentes áreas de conhecimento, de uma forma inovadora e integrada.

Manuel Russo

04.05.2022 - 21:12

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.