Conta Loios

as escolas

IP Setúbal assina contratos para financiamento de dois projetos das Agendas Mobilizadoras
Integra os consórcios Nexus e Produtech R3

IP Setúbal assina contratos para financiamento de dois projetos das Agendas Mobilizadoras <br />
Integra os consórcios Nexus e Produtech R3<br />
O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) integra dois dos 18 projetos cujos contratos foram assinados este sábado, 17, formalizando o financiamento no âmbito do programa Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial, com dotação do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Nesta sessão, que decorreu no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, e que contou com a presença do primeiro-ministro, António Costa, foram assinados contratos que abrangem setores como a ferrovia, aeroespacial, saúde, mobilidade, biotecnologia marítima e indústria têxtil, perfazendo até ao momento 31 dos 51 consórcios aprovados.

O IPS está presente nos consórcios Nexus, na área da logística, que recebe um incentivo de 59 milhões de euros, e Produtech R3, dedicado às fileira das tecnologias de produção e que conta com um financiamento de cerca de 92 milhões de euros.

“Com o desenvolvimento destas agendas em áreas fortes do conhecimento desenvolvido no IPS, fortalecemos a nossa relação com as empresas contribuindo para o desenvolvimento de um país mais competitivo e mais sustentável”, considerou a presidente do IPS, Ângela Lemos, presente na cerimónia de assinatura, sublinhando “o importante papel do conhecimento técnico e científico produzido na academia” e a forma como ele é valorizado, numa perspetiva de “construção e partilha”, no âmbito deste programa de incentivo.

Consórcio com 24 empresas, coordenado pela APS – Administração dos Portos de Sines e do Algarve, o projeto Nexus tem como missão valorizar o setor logístico, contando com o envolvimento do IPS na criação de um ecossistema de produtos e serviços para a Transição Verde e Digital nos setores dos transportes e multimodal, que terá o seu centro na plataforma de colaboração Nexus Open Data. A participação do IPS tem coordenação do docente Tiago Pinho, da Escola Superior de Ciências Empresariais (ESCE/IPS).

No projeto Produtech R3, desenvolvido por um consórcio liderado pela Colep Packaging, empresa produtora de embalagens, o IPS está presente com a missão de desenvolver e implementar uma plataforma inovadora - CircProsys - para avaliar a circularidade de materiais e produtos e propor soluções flexíveis e customizáveis tendo como base a digitalização. Coordenado pelos docentes Pedro Cunha e Fernando Cunha, ambos da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal (ESTSetúbal/IPS), o contributo do IPS visa igualmente a classificação de materiais e sub-produtos que potenciem o aumento da circularidade e da simbiose industrial.

O IPS está igualmente envolvido em mais dois projetos estratégicos aprovados para financiamento no âmbito do programa Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial, desenvolvidos pelos consórcios Aero.Next e Drivolution e que se propõem introduzir inovações nos setores aeroespacial e automóvel, digitalização e indústria 4.0. A participação no total dos quatro projetos implica um financiamento de cerca de nove milhões de euros e o envolvimento direto de mais de 45 docentes/investigadores.

19.09.2022 - 15:01

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.