Conta Loios

reportagem

Barreiro – Semana Empresarial na Verderena
Empresários expressam disponibilidade para acolher jovens estagiários

Barreiro – Semana Empresarial na Verderena <br />
Empresários expressam disponibilidade para acolher jovens estagiários<br />
. Uma freguesia que regista actividade económica

“Estes contactos da Semana Empresarial podem contribuir para ajudar as empresas a minorar os seus custos, através da candidatura a ofertas de emprego e estágios de jovens ”, sublinhou Carlos Moreira, presidente da União de Freguesias do Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena.

“Tem sido muito positivo visitar as empresas, conhecer as instalações, falar sobre as dificuldades e abrir janelas de oportunidade”, sublinhou Maria do Carmo Guia, Directora do Instituto de Emprego e Formação Profissional – Centro de Emprego do Sul do Tejo.

A União de Freguesias de Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena, em parceria com o Instituto do Emprego e Formação Profissional, realizou mais uma Semana Empresarial, entre os dias 24 e 28 de Outubro, desta vez dedicada à área da antiga freguesia da Verderena.
Nas visitas participaram António Marques, Claudia Antunes e Alice Gomes, do executivo da União de Freguesias, acompanhados de Maria do Carmo Guia, Directora do Instituto de Emprego e Formação Profissional – Centro de Emprego do Sul do Tejo e Patricia Lourenço, Directora Adjunta.

Alcançar resultados em termos de oferta

Foi mais uma maratona, nesta primeira fase, foram mantidos contactos e conversas com mais de 70 pequenas, médias e micro empresas, ( ainda faltam 44 empresas), que caracterizam o tecido empresarial daquela zona do concelho, onde exercem a sua actividade profissional cerca de mil pessoas.
Maria do Carmo Guia, Directora do Instituto de Emprego e Formação Profissional – Centro de Emprego do Sul do Tejo, numa conversa com o jornal «Rostos» de balanço desta semana de contactos salientou que – “os contactos decorreram muito bem, pudemos verificar necessidades e informar de medidas que existem que disponibilizamos às empresas. Fomos bem acolhidos, tal como aconteceu na freguesia de Santo André”.
“Depois dos contactos esperar alcançar resultados em termos de oferta, é um caminho sempre aberto, porque estreitamos relações com as empresas. sublinhou Maria do Carmo Guia.

Essencialmente comércio e restauração

Carlos Moreira, presidente da União de Freguesias do Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena recordou que a tipologia de empresas na Verderena é “muito diferente de Santo André, aqui é essencialmente comércio e restauração, em Santo André existem empresas ao nível industrial”.
“Aqui, na Verderena, são essencialmente micro e médias empresas, muitas são familiares, com um ou dois trabalhadores, alguns casos com 6 ou 7. Também há empresas com 12 e 20 trabalhadores ”, referi Carlos Moreira.

Contribuir para a criação de emprego

No âmbito da visita, nos contactos mantidos, o sentimento encontrado junto aos empresários é que – “alguns dizem, que não sentem alterações substanciais na vida social, outros referem que há pequenas melhorias”.
Segundo Carlos Moreira, estes contactos com os empresários, acompanhados com os técnicos do Centro de Emprego . “são uma mais valia, permite pensar soluções de candidaturas e, de certa forma, este é um serviço social que prestamos. É gratificante mantermos estas semanas empresarias”.
“Estes contactos podem contribuir para ajudar as empresas a minorar os seus custos, através da candidatura a ofertas de emprego e estágios de jovens ”, sublinhou.
O autarca salientou que este projecto de contactos é um contributo para ajudar a resolver o principal problema do Barreiro – “o desemprego, contribuindo para a criação de emprego”.

Verderena regista actividade económica

“Estamos a estabelecer contactos com a Associação de Comércio, Indústria e Serviços do Barreiro e Moita, para que sejam realizadas reuniões com os empresários, de forma que também possam ser divulgados os serviços que são prestados por aquela associação. Vamos agendar reuniões entre aquela associação e os empresários da freguesia”, disse Carlos Moreira.
Sobre a freguesia da Verderena e o seu tecido empresarial António Marques sublinhou – “Esta é uma freguesia que para além da habitação, podemos afirmar regista alguma actividade económica, aqui exercem vida profissional mas ordem das mil pessoas. É uma freguesia com um papel no desenvolvimento económico do concelho. São na ordem das 116 empresas. Isto é muito positivo”.

Disponibilidade para acolher jovens estagiários

“Tem sido muito positivo visitar as empresas, conhecer as instalações, falar sobre as dificuldades e abrir janelas de oportunidade”, sublinhou Maria do Carmo Guia.
“Sentimos que existe por parte das empresas muita necessidade de contactos, de ter informação. Encontramos muitas situações com disponibilidade para acolher jovens estagiários, nomeadamente para lhes dar formação no contexto laboral”, referiu a Directora do Centro de Emprego.

Estreitar relações entre entidades e empresas

De referir que as visitas – Semana Empresarial – vão continuar estando agendada a próxima para a Freguesia do Alto Seixalinho.
“Recorde-se que esta acção tem como objectivo central um conhecimento mais profundo das empresas situadas nas nossas Freguesias e um estreitamento de relações entre as entidades e as empresas/comerciantes”, sublinhou Carlos Moreira.

03.11.2016 - 00:24

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.